PORTUCÁLIA

Março 21 2012
Tamanho de fonte  
quarta-feira, 21 de março de 2012 - 10h31 Atualizado em quarta-feira, 21 de março de 2012 - 12h19

Imagem profunda do céu é registrada

Mais de 200 mil galáxias foram registradas após 55 horas de captação de radiações pelo telescópio Vista
Imagem mostra a região conhecida como campo Cosmos, localizado na constelação do Sextante. Pontos mais luminosos são galáxias inteiras / ESO / DivulgaçãoImagem mostra a região conhecida como campo Cosmos, localizado na constelação do Sextante. Pontos mais luminosos são galáxias inteirasESO / Divulgação
Da redação noticias@band.com.br

O ESO (Observatório Europeu do Sul) divulgou nesta quarta-feira a mais ampla imagem profunda do céu já realizada. O registro foi feito pelo telescópio Vista, localizado no Monte Paranal, no Chile.

O equipamento, que observa o espaço no infravermelho, foi apontado diversas vezes para o mesmo local, acumulando assim a radiação emitida por galáxias distantes.

A imagem é formada por mais de seis mil exposições da radiação ao telescópio, após um período de 55 horas de captação. Cinco filtros de cores diferentes também foram utilizados durante o trabalho.

No registro são encontradas mais de 200 mil galáxias. Os pontos de luz mais intensos são galáxias completas, cada uma contando com bilhões de estrelas em suas formações.

publicado por portucalia às 17:24

Fevereiro 12 2012

Em entrevista ao site TERRA, que aqui transcrevemos, o físico Michio Kaku fez as declarações abaixo que dão o que pensar:  

 

 

"Que o universo está em constante expansão, o mundo científico sabe há muito tempo. Agora, que essa expansão está se acelerando a cada dia e não diminuindo, é o ponto no qual tocou um dos teóricos mais respeitados do mundo atualmente, Michio Kaku. Em entrevista ao Terra e a outros jornalistas, Kaku afirmou que o universo em que a humanidade vive irá, sim, chegar ao fim. No entanto, não há motivos para desespero: daqui bilhões de anos, quando isso acontecer, o homem se mudará para outro universo.Achou complicado? Kaku explica: "é possível que existam muitos universos paralelos. É como se o nosso universo fosse uma bolha. É provável que existam outras bolhas ao redor", explicou o físico. "Quando este universo se congelar completamente, iremos viajar por 'saídas' que interligam esses universos e nos adaptar a outro local. A humanidade não está em perigo", falou, ao salientar que somente 4% do universo são átomos e que o restante é formado pela massa negra, "da qual o homem sabe muito pouco ainda".O físico, que é fã de Albert Einstein, complementou que enquanto conversava com os jornalistas, era possível que vários universos estivessem sendo criados e destruídos naquele momento. "Quando o nosso universo chegar ao fim, teremos desenvolvimento  certamente uma tecnologia para que continuemos vivos e perpetuando a espécie", falou, dando os louros da futura conquista principalmente à nanotecnologia e à computação com partículas moleculares.Outra afirmação polêmica de Kaku tem a ver com a produção de animais em laboratório, algo que, segundo ele, não está longe de acontecer. "No futuro, seremos completamente capazes de produzir novos animais para colocar no zoológico. Poderemos, inclusive, trazermos de volta à vida animais que já foram instintos", como os dinossauros, afirmou Kaku. Não é por acaso que Michio é conhecido como "o físico do impossível".

publicado por portucalia às 15:19

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO