PORTUCÁLIA

Fevereiro 13 2013

Pergunta: "Qual é o significado da Quaresma?"

Resposta: 
A Quaresma é um período de jejum, moderação e auto-negação tradicionalmente observado pelos católicos e algumas denominações protestantes. Ela começa com a Quarta-Feira de Cinzas e termina com o Domingo de Páscoa. A duração do jejum da Quaresma foi estabelecida no século 4 como sendo de 46 dias (40 dias, não contando os domingos). Durante a Quaresma, os participantes comem com moderação ou abrem mão de um determinado alimento ou hábito. Não é incomum que pessoas deixem de fumar durante a Quaresma, ou façam promessas de desligar a televisão, parar de comer doces ou deixar de mentir. São seis semanas de auto-disciplina.

A Quaresma começou como uma forma dos católicos se lembrarem do valor do arrependimento. A austeridade da Quaresma era vista como semelhante a como as pessoas no Antigo Testamento jejuavam e se arrependiam em sacos e cinzas (Ester 4:1-3; Jeremias 6:26; Daniel 9:3).

Contudo, através dos séculos, valores muito mais “sacramentais” foram se desenvolvendo. Muitos católicos acreditam que deixar de fazer algo na Quaresma seja uma maneira de ganhar a bênção de Deus. Entretanto, a Bíblia ensina que a graça não pode ser alcançada por nossos esforços, ela é “o dom da justiça” (Romanos 5:17). Além disso, Jesus ensinou que o jejum deve ser feito de forma discreta: “E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente” (Mateus 6:16-18). A ordem de Jesus para "lavar o rosto" parece entrar em conflito com a prática de esfregar cinzas no rosto na Quarta-feira de Cinzas.

O jejum pode ser uma coisa boa e Deus se agrada quando nos arrependemos de hábitos pecaminosos. Não há absolutamente nada de errado em tirar um tempo para se concentrar na morte e ressurreição de Jesus. No entanto, arrepender-se do pecado é algo que devemos fazer todos os dias do ano, não apenas durante os 46 dias da Quaresma.

Se um cristão desejar observar a Quaresma, ele é livre para fazê-lo. O importante é concentrar-se no arrependimento dos pecados e em consagrar-se a Deus. A Quaresma não deve ser um momento de se gabar de um sacrifício ou tentar ganhar o favor de Deus ou aumentar o Seu amor. O amor de Deus por nós não poderia ser maior do que já é.

publicado por portucalia às 13:40

Fevereiro 22 2012

QUARTA-FEIRA DE CINZAS


Festa da Igreja : 
Quarta-feira de Cinzas
Santo do dia : 
Cadeira de São Pedro,  Beato Diogo Carvalho, presbítero, mártir, +1624 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
São Gregório Magno : 
Quarenta dias para crescer no amor de Deus e do próximo 

Evangelho segundo S. Mateus 6,1-6.16-18.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para vos tornardes notados por eles; de outro modo, não tereis nenhuma recompensa do vosso Pai que está no Céu. 
Quando, pois, deres esmola, não permitas que toquem trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem louvados pelos homens. Em verdade vos digo: Já receberam a sua recompensa. 
Quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua direita, 
a fim de que a tua esmola permaneça em segredo; e teu Pai, que vê o oculto, há-de premiar-te.» 
«Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar de pé nas sinagogas e nos cantos das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. 
Tu, porém, quando orares, entra no quarto mais secreto e, fechada a porta, reza em segredo a teu Pai, pois Ele, que vê o oculto, há-de recompensar-te. 
«E, quando jejuardes, não mostreis um ar sombrio, como os hipócritas, que desfiguram o rosto para que os outros vejam que eles jejuam. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. 
Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 
para que o teu jejum não seja conhecido dos homens, mas apenas do teu Pai que está presente no oculto; e o teu Pai, que vê no oculto, há-de recompensar-te.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - 
www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

São Gregório Magno (c. 540-604), papa e doutor da Igreja 
Homilias sobre os evangelhos, nº 16, 5 

Quarenta dias para crescer no amor de Deus e do próximo

Iniciamos hoje os santos quarenta dias da quaresma, e convém-nos examinar atentamente por que razão esta abstinência é observada durante quarenta dias. Moisés, para receber a Lei pela segunda vez, jejuou quarenta dias (Gn 34,28). Elias, no deserto, absteve-se de comer durante quarenta dias (1Rs 19,8). O Criador dos homens, ao vir para o meio dos homens, não tomou qualquer alimento durante quarenta dias (Mt 4,2). Esforcemo-nos também nós, tanto quanto nos for possível, por refrear o nosso corpo pela abstinência neste tempo anual dos santos quarenta dias [...], a fim de nos tornarmos, segundo a palavra de Paulo, «uma hóstia viva» (Rom 12,1). O homem é, ao mesmo tempo, uma oferenda viva e imolada (cf Ap 5,6) quando, sem deixar esta vida, faz morrer nele os desejos deste mundo.


Foi a satisfação da carne que nos levou ao pecado (Gn 3,6); que a carne mortificada nos leve ao perdão. O autor da nossa morte, Adão, transgrediu os preceitos de vida comendo o fruto proibido da árvore. É por conseguinte necessário que nós, que fomos privados das alegrias do Paraíso pelo alimento, nos esforcemos por reconquistá-las pela abstinência. 


Mas ninguém suponha que esta abstinência é suficiente. O Senhor disse pela boca do profeta: «O jejum que Eu aprecio é este, [...] repartir o teu pão com o esfomeado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir o nu, e não desprezar o teu irmão» (Is 58,6-7). Eis o jejum que Deus aprova [...]: um jejum realizado no amor ao próximo e impregnado de bondade. Prodigaliza pois aos outros daquilo que retiras a ti próprio; assim, a tua penitência corporal permitir-te-á cuidar do bem-estar físico do teu próximo em necessidade.


publicado por portucalia às 11:06

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO