PORTUCÁLIA

Março 26 2013

A reforma do Código Penal Brasileiro tem gerado muita polêmica. Uma das propostas dos juristas é a liberação do aborto por vontade da mulher até a 12ª semana de gestação. Quanto a esta medida, o Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) se manifestou contra, na terça-feira (25).

O posicionamento é unânime entre os integrantes da instituição. “Da forma como está sendo discutido, ele [aborto] não será colocado no segundo plano, mas no primeiro plano como método contraceptivo. Isso trará consequências muito importantes e graves para a sociedade”, ressaltou o presidente da instituição, Salomão Rodrigues Filho.

O conselho goiano afirma que essa é uma discussão muito complexa, assim, não deveria envolver apenas a classe médica, mas toda a sociedade. Salomão Rodrigues Filho defendeu que o assunto seja debatido em todo o país, talvez por meio de plebiscitos.

A posição do Cremego é diferente da acatada pelo Conselho Federal de Medicina. No último dia 21, o conselho anunciou ser a favor de legalizar a interrupção da gravidez até o 3º mês.

Da mesma forma que os médicos, a população também está dividida em relação à legalização do aborto. A atendente Amanda Dantas é contra. "Tira o direito humano, eu não acho aceitável", justifica. A opinião é a mesma da estagiária Deiziane Martins. "Só se a mulher estivesse doente, com risco a vida dela ou do bebê", complementa a estudante.

publicado por portucalia às 15:10

Junho 29 2012

Os políticos, em sua grande maioria, não acreditam em Deus (Yaveh) e muito menos em seu filho Jesus Cristo. Por isto eles agem como se não existissem os 10 Mandamentos e desrespeitam todas as leis que foram dadas a Moisés no alto do Monte Sinai. Acham que Deus-Yaveh é exclusivamente um Deus de Amor e Perdão e deixam para a última hora para pedir perdão por uma vida de corrupção e mentiras. Se não acreditam em Deus-Yaveh muito menos acreditam no Demônio e na existência de um inferno onde suas almas imortais penarão por toda a Eternidade. 

Em função desta descrença globalizada – a palavra está na ordem do dia – o máximo que fazem é apelar para curandeiros espirituais, como fez recentemente o Sr. Lula que levou para sua casa um ocultista que teria o poder de curar e desmanchar o que está feito. É possível que existam estes senhores que invocam e trabalham com os anjos que são servos do Demônio. O Maligno, que é o pai da mentira, se disfarça em Anjo Bom e faz muitas vezes coisas boas no projeto luciferano de afastar os homens do Cristo. No final, como se sabe, vem uma cobrança como muito bem exemplificou Oscar Wilde no seu romance “O Retrato de Dorian Grey”. 

Um fato que muito me chamou a atenção foi a manifestação do câncer em vários líderes políticos nos últimos anos. Se atentarmos para a obra governamental desses presidentes observa-se que todos eles tomaram medidas e decretaram leis que vão frontalmente contra as Leis de Deus. Cito, por exemplo, a aprovação de leis que facilitam o aborto em muitas situações sendo que a Sra. Eleonora Menicucci, Secretaria da Política para Mulheres que declarou em entrevista largamente difundida pela internet que é abortista e aborteira e que gostaria de ensinar as mulheres a praticarem o aborto por sucção do feto. Amiga da Sra. Dilma Rousseff, que também já foi atacada pelo câncer. 

O Sr. Lula da Silva já tomou tantas medidas contra as leis de Deus que é cansativo enumerá-las. Foi atacado pelo câncer e está sendo tratado. O presidente do Paraguai, ex-bispo da Igreja, sedutor de duas mulheres e com filho, foi também atacado pelo câncer e luta para sobreviver. O presidente da Venezuela foi também atacado pelo câncer e luta contra este terrível mal que, como se sabe, costuma voltar. 

Muitos dirão que isto é uma coincidência ou que é a CIA dos americanos que está provocando esta onda cancerosa nestes presidentes. Na minha percepção a doença é um castigo que Deus-Yaveh está fazendo cair sobre estas cabeças coroadas. Do meu lado eu peço aos Principados, anjos poderosos da Hierarquia Divina, que eles derramem o cálice da Ira Divina sobre políticos e sobre as pessoas que vivem na prática do aborto, da corrupção, da mentira, do assassinato, do tráfico de drogas, da prostituição, na adoração do ouro e na invocação do maligno e dos seus anjos. Que essas pessoas possam pelo castigo e pela dor se voltarem para Deus-Yaveh, e, arrependidas viverem o Primeiro Mandamento, "Amar a Deus sobre todas as coisas".


 6 Comentários 

publicado por portucalia às 13:53

Fevereiro 24 2012

Escreveu Padre Luis Carlos Lodi da Cruz 

(nenhum juiz está acima da lei)

Se o aborto é ilegal, a autorização judicial é inútil; se o aborto fosse legal, ela seria desnecessária. Em qualquer hipótese, não faz sentido pedir a um juiz que “autorize” um aborto. No entanto, generalizou-se a crença de que um juiz pode autorizar, ou até mesmo ordenar (!) a prática de tal crime. Diante de um alvará para matar[1], há médicos que se sentem intimidados, como se fossem “obrigados” a executar a sentença de morte decretada pelo magistrado.

O papel da imprensa tem sido importante em difundir a desinformação. Por exemplo: em 17/04/2011, domingo, a primeira página do jornal Diário da Manhã trazia a manchete: “Aborto dentro da leiJustiça goiana autoriza mais de 20 interrupções de gravidez de fetos com má formação severa”. Segundo a matéria, “mais de 20 autorizações judiciais permitindo aborto de fetos com má-formação severa foram concedidas em Goiânia na última década”[2]. As crianças abortadas “judicialmente” não foram somente as portadoras de anencefalia. Vários outros bebês, com doenças menos sérias, como a síndrome de body-stalk, síndrome de Potter, encefalocele occipital e síndrome de Edwards foram condenados ao extermínio. A futilidade do motivo chegou ao auge quando em 23/03/2011 um juiz “autorizou” o abortamento de uma criançanormal (!), sob a alegação de que ela poderia sofrer algum dano futuro (!) em virtude do tratamento de câncer a que seria submetida sua mãe[3].

publicado por portucalia às 23:31

Fevereiro 12 2012

A presdente Dilma Roussef deu um " CALA A BOCA na  atual ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci , que fez uma declaração  favorável ao ABORTO.  A ministrinha considera que o  aborto é um problema de saúde pública e não considera que hoje excistem  muitos meios anti-concepcionais e que a mulher só se engravida  portque quer ou para "pegar"  o macho  num casamento  meio forçado.  Não é mais aceitavel esta "fudeção" sem responsabilidade ou será que as mulheres  ou homens têm tanto fogo "no rabo " ?  

publicado por portucalia às 16:19

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO