PORTUCÁLIA

Julho 12 2013
Tauk e exemplares do seu “Passaporte da saúde”: o livro já vendeu mais de 170 mil cópias Foto: Pedro Kirilos / O Globo

Tauk e exemplares do seu “Passaporte da saúde”: o livro já vendeu mais de 170 mil cópias Pedro Kirilos / O Globo

RIO - Uma dor de cabeça que atormente um brasileiro na Alemanha pode se transformar em uma baita enxaqueca até que ele consiga comprar um analgésico na farmácia, caso não tenha intimidade com o idioma. Ao passar por situação semelhante, o médico Tanus Somesom Tauk percebeu que os viajantes precisavam de ajuda e decidiu se dedicar a isso. Autor do livro “Passaporte da saúde” — um “guia para hipocondríacos em viagem”, segundo o próprio Tauk —, o clínico geral atende hoje turistas hospedados em 80 hotéis do Rio.

— A ideia surgiu quando, durante uma estada na Alemanha, minha mulher precisou de absorventes. Na farmácia, não achei o produto e me perguntei como ia explicar à atendente, por gestos, o que estava procurando. E decidi: vou ajudar quem passa por isso.

Em mais de 40 países, Tauk procurou uma publicação que orientasse turistas em questões de saúde. Não encontrou. Já fluente em inglês e espanhol, estudou francês, alemão e italiano. Ele elaborou, então, um guia com nomes de partes do corpo, doenças e perguntas clássicas de médicos, traduzidas para esses cinco idiomas e, claro, português. O livro já vendeu mais de 170 mil exemplares, sob encomenda de empresas e entidades, como a Companhia de Turismo do Rio, a Embratel e a GlaxoSmithKline.

Por ser poliglota, desde 1982 Tauk é contatado pelas recepções dos hotéis em caso de turistas doentes. São doenças gastrointestinais — resultado do tempero brasileiro —, dores de ouvido por causa do avião, problemas oculares, hipertensão, insônia, estresse e até depressão.

— Muitos estrangeiros se divorciam e vêm espairecer no Rio, achando que o hotel vai suprir o vazio que sentem. Mas isso não acontece. Hotéis são muito impessoais — conta Tauk.

O médico, disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, cobra de R$ 280 a R$ 380 por consulta — sem planos de saúde. E diz que nunca precisou de socorro médico no exterior. Mas, por via das dúvidas, sempre leva consigo desinfetante e kit de primeiros socorros.

publicado por portucalia às 17:16

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO