PORTUCÁLIA

Junho 07 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Sexta-feira, dia 07 de Junho de 2013

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, solenidade - Ano C


Festa da Igreja : Sagrado Coração de Jesus (ofício próprio)
Santo do dia : Beata Ana de São Bartolomeu, virgem, religiosa, +1626 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Guilherme de Saint-Thierry : «Põe-na alegremente aos ombros» 

Livro de Ezequiel 34,11-16.

Eis o que diz o Senhor Deus: "Eu mesmo cuidarei das minhas ovelhas e me interessarei por elas. 
Como o pastor se preocupa com o seu rebanho, quando se encontra entre as ovelhas dispersas, assim me preocuparei Eu com o meu. Reconduzi-lo-ei de todas as partes por onde tenha sido disperso, num dia de nuvens e de trevas. 
Arrancá-los-ei de entre os povos e os reunirei dos vários países, a fim de os reconduzir à sua própria terra e os apascentar nos montes de Israel, nos vales e em todos os lugares habitados da região. 
Eu os apascentarei em boas pastagens; o seu pasto será nas montanhas elevadas de Israel; estarão tranquilas em bons pastos; comerão em férteis prados, nos montes de Israel. 
Sou Eu que apascentarei as minhas ovelhas, sou Eu quem as fará descansar - oráculo do Senhor DEUS. 
Procurarei aquela que se tinha perdido, reconduzirei a que se tinha tresmalhado; cuidarei a que está ferida e tratarei da que está doente. Vigiarei sobre a que está gorda e forte. A todas apascentarei com justiça." 


Carta aos Romanos 5,5-11.

Irmãos: O amor de Deus foi derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. 
De facto, quando ainda éramos fracos é que Cristo morreu pelos ímpios. 
Dificilmente alguém morrerá por um justo; por uma pessoa boa talvez alguém se atreva a morrer. 
Mas é assim que Deus demonstra o seu amor para connosco: quando ainda éramos pecadores é que Cristo morreu por nós. 
E agora que fomos justificados pelo seu sangue, com muito mais razão havemos de ser salvos da ira, por meio dele. 
Se, de facto, quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com Ele pela morte de seu Filho, com muito mais razão, uma vez reconciliados, havemos de ser salvos pela sua vida. 
Mais ainda, também nos gloriamos em Deus, por Nosso Senhor Jesus Cristo, por quem agora recebemos a reconciliação. Pecado de Adão e graça de Cristo 


Evangelho segundo S. Lucas 15,3-7.

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus e aos escribas a seguinte parábola: 
«Qual é o homem dentre vós que, possuindo cem ovelhas e tendo perdido uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto e vai à procura da que se tinha perdido, até a encontrar? 
Ao encontrá-la, põe na alegremente aos ombros 
e, ao chegar a casa, convoca os amigos e vizinhos e diz-lhes: 'Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida.' 
Digo-vos Eu: Haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não necessitam de conversão.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Guilherme de Saint-Thierry (c. 1085-1148), monge beneditino, depois cisterciense 
Orações meditativas, nº 8,6; SC 324 

«Põe-na alegremente aos ombros»


Por causa das minhas mãos, Senhor, que fizeram o que não deviam, as tuas 
mãos foram trespassadas por cravos e os teus pés pelos meus pés. Pelo 
desregrar da minha vista, os teus olhos adormeceram na morte, e os teus 
ouvidos pelo meu ouvido. A lança do soldado abriu o teu lado (Jo 19,34) 
para que, pela tua chaga, escorram todas as impurezas do meu coração há 
tanto tempo inflamado e corroído pela doença. Finalmente, Tu morreste 
para que eu viva; foste enterrado para eu poder ressuscitar. Tal é o beijo 
da tua doçura, dado à tua esposa; tal é o abraço do teu amor. [...] A 
esse beijo, recebeu-o o ladrão na cruz, depois da sua confissão (Lc 
23,42); recebeu-o Pedro quando o seu Senhor olhou para ele enquanto ele o 
negava, e saiu a chorar (Lc 22,61-62). Muitos dos que Te crucificaram, 
convertidos a Ti depois da tua Paixão, fizeram aliança contigo (Act 2,41) 
nesse beijo [...]; quando beijaste os publicanos e os pecadores, 
tornaste-Te seu amigo e conviveste com eles (Mt 9,10). [...] 


Senhor para onde levas Tu os que beijas e abraças, senão para o teu 
próprio coração? O teu coração, Jesus, é esse doce manancial da Tua 
divindade que está no teu íntimo, o vaso de ouro da alma, que ultrapassa 
todo o conhecimento (He 9,4). Bem-aventurados todos aqueles a quem o teu 
abraço atrai! Bem-aventurados aqueles que, fugindo para as profundezas, 
foram escondidos por Ti no segredo do teu coração, aqueles que levas aos 
ombros, ao abrigo dos males desta vida (Sl 31,21). Bem-aventurados aqueles 
que não têm outra esperança se não o calor e a protecção das tuas 
asas (Sl 90,4). 


A força dos teus ombros protege aqueles que escondes no fundo do teu 
coração (Lc 13,34), onde podem dormir tranquilamente. Uma doce espera os 
aguarda nesse abrigo de uma consciência santa, e da expectativa da 
recompensa que prometeste. A sua fraqueza não os faz desfalecer, nem 
nenhuma inquietude os faz murmurar (Sl 68,13).

publicado por portucalia às 23:01

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12

16




pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO