PORTUCÁLIA

Abril 06 2013

Sabado, dia 06 de Abril de 2013

SÁBADO NA OITAVA DA PÁSCOA


Santo do dia : S. Celestino I, papa, +432,  S. Marcelino de Cartago, pai de família, mártir, +411 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Beato João Paulo II : «Então, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi arrebatado ao Céu e sentou-Se à direita de Deus. Eles, partindo, foram pregar por toda a parte; o Senhor cooperava com eles» (Mc 16,19-20) 

Livro dos Actos dos Apóstolos 4,13-21.

Naqueles dias, os chefes do povo, os anciãos e os escribas ao verem a firmeza de Pedro e de João e percebendo que eram homens iletrados e plebeus, ficaram espantados. Reconheciam-nos por terem andado com Jesus, 
mas, ao mesmo tempo, vendo de pé, junto deles, o homem que fora curado, nada encontraram para replicar. 
Mandaram-nos, então, sair do Sinédrio e começaram sozinhos a deliberar: 
«Que havemos de fazer a estes homens? Que um milagre notável foi realizado por eles é demasiado claro para todos os habitantes de Jerusalém e não podemos negá-lo. 
No entanto, para evitar que a notícia deste caso se espalhe ainda mais por entre o povo, proibamo-los, com ameaças, de falar, doravante, a quem quer que seja, nesse nome.» 
Chamaram-nos, então, e impuseram-lhes a proibição formal de falar ou ensinar em nome de Jesus. 
Mas Pedro e João retorquiram: «Julgai vós mesmos se é justo, diante de Deus, obedecer a vós primeiro do que a Deus. 
Quanto a nós, não podemos deixar de afirmar o que vimos e ouvimos.» 
Eles, então, com novas ameaças, mandaram-nos em liberdade, não encontrando maneira de os castigar, por causa do povo; pois todos glorificavam a Deus pelo que tinha acontecido. 


Evangelho segundo S. Marcos 16,9-15.

Jesus ressuscitou na manhã do primeiro dia da semana e apareceu primeiro a Maria de Magdala, da qual tinha expulsado sete demónios. 
Ela foi anunciá-lo aos que tinham sido seus companheiros, que viviam em luto e em pranto. 
Mas eles, ouvindo dizer que Jesus estava vivo e fora visto po

r ela, não acreditaram. 
Depois disto, Jesus apareceu com um aspecto diferente a dois deles que iam a caminho do campo. 
Eles voltaram para trás a fim de o anunciar aos restantes. E também não acreditaram neles. 
Apareceu, finalmente, aos próprios Onze quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e a dureza de coração em não acreditarem naqueles que o tinham visto ressuscitado. 
e disse-lhes: «Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Beato João Paulo II (1920-2005), papa 
Carta Apostólica para o novo milénio «Novo millennio ineunte», §29 

«Então, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi arrebatado ao Céu e sentou-Se à direita de Deus. Eles, partindo, foram pregar por toda a parte; o Senhor cooperava com eles» (Mc 16,19-20)

Partir de Cristo: «Eu estarei sempre convosco, até ao fim do mundo» (Mt 28,20). Esta certeza, amados irmãos e irmãs, acompanhou a Igreja durante dois milénios e foi agora reavivada em nossos corações com a celebração do Jubileu; dela devemos auferir um novo impulso para a vida cristã, melhor, fazer dela a força inspiradora do nosso caminho. É com a consciência desta presença do Ressuscitado entre nós que hoje nos pomos a pergunta feita a Pedro no fim do seu discurso de Pentecostes, em Jerusalém: «Que havemos de fazer?» (Act 2,37).


Interrogamo-nos animados de confiante optimismo, embora sem subestimar os problemas. Certamente não nos move a esperança ingénua de que possa haver uma fórmula mágica para os grandes desafios do nosso tempo; não será uma fórmula a salvar-nos, mas uma Pessoa, e a certeza que Ela nos infunde: Eu estarei convosco!


Sendo assim, não se trata de inventar um «programa novo». O programa já existe: é o mesmo de sempre, expresso no Evangelho e na Tradição viva. Concentra-se, em última análise, no próprio Cristo, que temos de conhecer, amar, imitar, para Nele viver a vida trinitária e com Ele transformar a história até à sua plenitude na Jerusalém celeste. [...] Mas é necessário traduzi-lo em orientações pastorais ajustadas às condições de cada comunidade.[...] É nas Igrejas locais que se podem estabelecer linhas programáticas concretas [...] que permitam levar o anúncio de Cristo às pessoas, plasmar as comunidades, permear em profundidade a sociedade e a cultura através do testemunho dos valores evangélicos. [...] Espera-nos, portanto, uma entusiasmante obra de relançamento pastoral; uma obra que nos toca a todos.



publicado por portucalia às 14:04

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


21
27



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO