PORTUCÁLIA

Janeiro 26 2013

A maior cidade brasileira implantou, nesta semana, um serviço para facilitar a internação compulsória de viciados em crack. Esta reportagem é sobre o tráfico dessa droga devastadora. Nossos repórteres mostram por que ele é tão difícil de ser combatido.

As imagens foram gravadas na cracolândia, no Centro de São Paulo (veja no vídeo ao lado). O homem à direita do vídeo é um dependente químico. Mas ele também vende a droga. Uma pequena quantidade para um usuário. Depois, para outro. Até que ele mesmo se senta e consome o crack no meio de um grupo que o vício tirou da família, do emprego e deixou na rua.

Fora de casa e sem renda, o dependente faz qualquer coisa para alimentar um vício, que é mais forte do que ele. Pede esmola, se prostitui, rouba, vende o que tiver nas mãos. Até um pedaço da próxima pedra de crack que vai fumar. Assim, ele participa de uma espécie de microtráfico difícil de combater.

A polícia tenta evitar a entrada da droga. Mas a reação é violenta contra qualquer um que se aproxime do grupo. O crack continua chegando e sendo repassado de mão em mão pelos viciados. A grande oferta e o preço baixo facilitam o consumo.

publicado por portucalia às 12:23

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO