PORTUCÁLIA

Agosto 22 2013

400 médicos cubanos chegam ao Brasil nesta segunda feira, no vídeo o Ministro da Saúde comenta o acordo.

22.08.2013

 

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (21) a chegada de 400 médicos cubanos.

Em uma cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para atrair profissionais estrangeiros ao Brasil dentro do programa Mais Médicos. Cerca de 4 mil médicos cubanos serão enviados para atender as vagas que não foram escolhidas por brasileiros e estrangeiros na seleção individual. Na primeira etapa da parceria, está prevista a vinda de 400 médicos.

Os 400 primeiros médicos cubanos chegarão ao Brasil nesta segunda (26) conforme acordo firmado entre a presidência da republica e o governo cubano.

O Brasil repassará a cada médico o valor de R$ 10 mil por mês, mais até R$ 30 mil de custos de mudança, a grande questão está no fato que os médicos verão apenas uma pequena parte do dinheiro, que na sua maioria será entregue a Cuba.

O total de médicos previsto é de quatro mil profissionais de saúde cubanos para suprir parte das vagas do Programa Mais Médicos, os quais serão colocados nas 701 cidades excluídas como opção por médicos brasileiros inscritos no programa.

publicado por portucalia às 23:53

Agosto 22 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Quinta-feira, dia 22 de Agosto de 2013

Quinta-feira da 20ª semana do Tempo Comum


Festa da Igreja : Nossa Senhora Rainha
Calendário da Igreja disponível este dia 
Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
São Nersés Snorhali : «Vinde às bodas» 

Livro de Juízes 11,29-39a.

Naqueles dias, o espírito do Senhor desceu sobre Jefté; Jefté atravessou Guilead e Manassés; depois, Mispá de Guilead; de Mispá de Guilead atravessou a fronteira dos amonitas. 
Jefté fez um voto ao SENHOR, dizendo: «Se realmente entregas nas minhas mãos os amonitas, 
pertencerá ao SENHOR quem quer que saia das portas da minha casa para me vitoriar pelo meu regresso a salvo da terra dos amonitas; eu oferecê-lo-ei em holocausto.» 
Então, Jefté marchou contra os amonitas e travou combate contra eles; o SENHOR entregou-os nas suas mãos. 
Derrotou-os desde Aroer até às proximidades de Minit, tomando-lhes vinte cidades, e até Abel-Queramim; foi uma derrota muito grande; deste modo, os amonitas foram humilhados pelos filhos de Israel. 
Quando Jefté regressou a sua casa em Mispá, eis que sua filha saiu para o vitoriar, dançando e tocando tamborim; ela era filha única; não tinha mais filhos nem filhas. 
Ao vê-la, rasgou as suas vestes e disse: «Ai, minha filha! Tu fazes-me lançar no desespero! Tu és a minha desgraça! Eu falei demais na presença do SENHOR; agora não posso tornar atrás.» 
Ela disse-lhe: «Meu pai, tu falaste demais na presença do SENHOR; faz comigo segundo o que saiu da tua boca, pois o SENHOR deu-te a vingança contra os teus inimigos, os amonitas.» 
Depois, disse a seu pai: «Concede-me o seguinte: deixa-me sozinha durante dois meses para que eu vá vaguear pelas montanhas, chorando a minha virgindade, eu e as minhas companheiras.» 
Ele disse: «Vai.» E deixou-a partir durante dois meses; ela foi com as suas companheiras e chorou sobre as montanhas a sua virgindade. 
Ao fim de dois meses, voltou para junto de seu pai; este cumpriu nela o voto que havia feito. Ora ela não conhecera homem e foi assim que nasceu em Israel 


Evangelho segundo S. Mateus 22,1-14.

Naquele tempo, Jesus dirigiu-Se de novo aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos do povo e, falando em parábolas, disse-lhes: 
«O Reino do Céu é comparável a um rei que preparou um banquete nupcial para o seu filho. 
Mandou os servos chamar os convidados para as bodas, mas eles não quiseram comparecer. 
De novo mandou outros servos, ordenando-lhes: 'Dizei aos convidados: O meu banquete está pronto; abateram-se os meus bois e as minhas reses gordas; tudo está preparado. Vinde às bodas.’ 
Mas eles, sem se importarem, foram um para o seu campo, outro para o seu negócio. 
Os restantes, apoderando-se dos servos, maltrataram-nos e mataram-nos. 
O rei ficou irado e enviou as suas tropas, que exterminaram aqueles assassinos e incendiaram a sua cidade. 
Disse, depois, aos servos: 'O banquete das núpcias está pronto, mas os convidados não eram dignos. 
Ide, pois, às saídas dos caminhos e convidai para as bodas todos quantos encontrardes.’ 
Os servos, saindo pelos caminhos, reuniram todos aqueles que encontraram, maus e bons, e a sala do banquete encheu-se de convidados. 
Quando o rei entrou para ver os convidados, viu um homem que não trazia o traje nupcial. 
E disse-lhe: 'Amigo, como entraste aqui sem o traje nupcial?’ Mas ele emudeceu. 
O rei disse, então, aos servos: 'Amarrai-lhe os pés e as mãos e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.’ 
Porque muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

São Nersés Snorhali (1102-1173), patriarca arménio 
Jesus, Filho unigénito do Pai, §§ 683-687; SC 203 

«Vinde às bodas»


Para vir às bodas 
Que o Pai Te preparou, ó Filho unigénito, 
Também a voz de teus servos me chamou, 
Para me deliciar em alegrias inefáveis, 
Já aqui na terra, no mistério do teu altar, 
E, um dia, nas alturas da cidade santa (Ap 21,2ss), 
Num júbilo eterno, 
Inexprimível e imutável. 


Mas como não trago vestido o traje nupcial 
Digno da sala do banquete, 
Pois maculei as vestes da fonte sagrada do baptismo 
Com estes pecados negros da alma, 
Peço-Te, Ó Senhor insondável […], 
Reveste-me de novo de Ti (cf Gl 3,27), 
E devolve o antigo esplendor 
Às minhas primeiras vestes agora maculadas. 


Para que eu não ouça a tua voz, Senhor, 
Pronunciar a palavra «amigo» com expressão digna de piedade, 
E que também eu não seja, como aquele, lançado 
Nas trevas para sempre.

publicado por portucalia às 23:33

Agosto 21 2013

EVANGELHO Quotidiano

"Senhor, a QUEM iremos? Tu dezenas Palavras de Vida Eterna". João 6, 68


Quarta-feira, dia 21 de Agosto de 2013

Quarta-feira da 20 ª Semana do Tempo Comum


Santo do dia: S. Pio X, papa, 1914 

Ver comentário em Baixo, OU Carregando Aqui 
São João Crisóstomo: «Ide also parágrafo a Minha Vinha» 

Livro de Juízes 9,6-15.

N aqueles dias, juntaram-se, entao, de Todos os senhores de Siquem e Toda a casa de Milo, e FORAM proclamar rei Abimelec, Junto fazer terebinto fazer monumento Que ESTA los Siquem. 
ISTO FOI Comunicado um Jotam. E elementos FOI colocar-se no cimo do monte Garizim, ergueu uma Voz e gritou; DEPOIS, Disse-lhes: «Ouvi-me, senhores de Siquem, e Que Deus vos Oiça 
Como Árvores puseram-se a Caminho parágrafo ungirem hum rei Para Si Próprias. Disseram, entao, à oliveira: 'Reina sobre NÓS. " 
Disse-lhes uma oliveira: 'eu renunciar IREI AO Meu Oleo, com Que se honram OS deuses e OS Homens, Pará me agitar POR CIMA das Árvores " 
Árvores Como disseram, DEPOIS, à figueira: 'Vem tu, entao, Reinar sobre NOS. " 
Disse-lhes uma figueira: 'IREI eu renunciar à Minha doçura e AOS MEUS bons frutos, parágrafo me agitar sobre como Árvores? " 
Disseram, entao, como Árvores à Videira: 'Vem tu Reinar sobre NOS. " 
Disse-lhes uma Videira: 'eu renunciar IREI AO Meu mosto, Que alegra OS deuses e OS Homens, parágrafo me agitar sobre como Árvores? 
entao, como TODAS Árvores disseram: 'AO Espinheiro . Vem tu, Reina tu sobre NÓS ' 
Disse o Espinheiro como arvores: 'Sé e de boa Mente Que me ungis rei sobre vos, Vinde, abrigai-vos à Minha sombra, mas, se Localidade: Não E ASSIM, saira do Espinheiro hum fogo Opaco Ha-de devorar ósmio cedros fazer Líbano! '


Evangelho Segundo S. Mateus 20,1-16a.

N AQUELE tempo, Disse Jesus AOS SEUS Discípulos a seguinte Parábola: «Com a efeito, o Reino do Céu E semelhante a hum Proprietário Que Saiu AO romper da Manhã, um Fim de Contratar Trabalhadores parágrafo um SUA Vinha. 
Ajustou com enguias hum Denario por día e enviou-os par a SUA Vinha. 
Saiu DEPOIS pelas Nove Horas, Viu To Us Link na praça, Que estavam SEM Trabalho, 
e Disse-lhes: 'Ide also parágrafo a Minha Vinha e tereis o Salário Que por justo. " 
E they were. Saiu de novo POR Volta do Meio-dia e das Três da Tarde, e fez o MESMO. 
Saindo pelas cinco da Tarde, encontrou AINDA To Us Link Que ali estavam e Disse-lhes: 'porqué ficais Aqui TODO o dia SEM trabalhar Há " 
Responderam- LHE: 'E Que ninguem nn contratou'. Ele. Disse-lhes: 'Ide also parágrafo a Minha Vinha'. 
Ao entardecer, o dono da vinha Disse AO capataz: '. Chama OS Trabalhadores e Paga-lhes o Salário, começando Pelos ultimos ATÉ AOS Primeiros' 
Vieram sistema operacional das cinco da Tarde e receberam hum Denario CADA UM. 
Vieram, Por Seu turno, Os Primeiros e julgaram Que iam receber Mais, mas receberam, tambem Ellis, um Denario CADA UM. 
DEPOIS de o Terem Recebido, começaram a murmurar contra o Proprietário, dizendo: 
"Estes ULTIMOS Só trabalharam UMA Hora e dEste-lhes um MESMA Que Paga um nsa, Que suportámos o cansaço do Dia EO Seu Calor '. 
Ó Proprietário respondeu um Deles UM: 'Em nada te prejudico, Meu Amigo. Localidade: Não FOI UM Denario Que NÓS ajustámos? 
Leva, entao, o Que te E devido e segue o TEU Caminho, POIs Eu Quero dar a Este Último Tanto Como a ti. 
Ou Não Me Será, Permitido dispôr dos MEUS Bens Como eu trocadilho? Será, Que dezenas inveja POR eu servi bom? " 
ASSIM, OS ULTIMOS Serao OS Primeiros e OS Primeiros Serao OS ULTIMOS. Porqué muitos São OS chamados, mas poucos escolhidos OS. »



Da Biblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do Dia: São João Crisóstomo (c. 345-407), presbítero de Antioquia, bispo de Constantinopla, doutor da Igreja homilias sobre o Evangelho de Mateus, n º 64, 4 




«Ide also parágrafo a Minha Vinha»


E Evidente Que ESTA Parábola Trata da Conversão dos Homens a Deus, alguns desde tenra idade, To Us Link UM Pouco Mais Tarde e alguns somente na Velhice. Cristo ferrar o Orgulho dos Primeiros e impedem-os de censurar sistema operacional da Décima Primeira Hora, mostrando-lhes Que Todos Tem um MESMA Recompensa. Ao MESMO tempo, estimula o zelo dos Últimos, mostrando-lhes Que PODEM merecer o MESMO Salário Que OS Primeiros. O Salvador tinha Acabado de Falar da renuncia como riquezas e fazer POR desprezo de Todos os Bens, Virtudes Que exigem grande Coração e Coragem. Era POR ISSO necessario estimular o ardor da alma Cheia de Juventude; ASSIM, o Senhor reacende Neles a Chama da Caridade e fortalece-lhes a Coragem, mostrando-lhes Que MESMO OS Opaco chegaram POR Último recebem o Salário do Dia Todo. [...] Pará FALAR COM Mais clareza, alguns poderiam abusar Desta Circunstância e CAIR na indiferença e no desmazelo. Os Discípulos Verão claramente Que ESSA generosidade E Efeito da Misericórdia de Deus, Que Só ELA OS ajudará a merecer Tão Magnífica Recompensa. [...] TODAS as parábolas de Jesus - uma das virgens, uma da Rede, um dos Espinhos, a da figueira estéril - n º s convidam a mostrar a Nossa Virtude atraves dos Actos. [...] De Ele exorta-SOE um LeVar UMA vida pura e Santa. Uma vida de santa Custa Mais AO Nosso Coração that um Simples Pureza da fé, Pois é UMA Luta Contínua, infatigável labor um. 

publicado por portucalia às 22:23

Agosto 20 2013

Coração de rato volta a bater com células-tronco humanas

Ciência | 15/08/2013 - 15h43

 

Uma equipe da Universidade de Pittsburgh conseguiu criar um coração funcional. A diferença é que foram usadas exclusivamente células-tronco humanas de um doador adulto.

Os cientistas cultivaram células-tronco pluripotentes induzidas (chamadas de células iPS, tipo de célula conseguida artificialmente através da estimulação de células adultas comuns, como as epiteliais) e as induziram a se transformar em células cardiovasculares. 

Um coração de rato foi “lavado” a fim de que os tecidos vivos fossem removidos, deixando um esqueleto de colágeno que preserva as estruturas do órgão. As células foram então transplantadas e o coração foi posto para “cozinhar”.

Após algumas semanas e com o acompanhamento constante, as células se especializaram e reconstruíram o órgão, que se contrai num ritmo de 40 a 50 batidas por minuto. Ainda é um número tímido, mas é um resultado considerável. A pesquisa foi publicada na Nature.

Palavras-chave: rato , células-tronco , cientistas , ciência , transplante , cientista , coração , reuters ,

publicado por portucalia às 21:27

Agosto 20 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Terça-feira, dia 20 de Agosto de 2013

Terça-feira da 20 semana do Tempo Comum


Santo do dia : S. Bernardo de Claraval, abade, Doutor da Igreja, +1153S. Zeferino, papa, mártir, +217 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Juliana de Norwich : «Terá por herança a vida eterna» 

Livro de Juízes 6,11-24a.

Naqueles dias, o Anjo do Senhor veio sentar-se debaixo do terebinto de Ofra, que era propriedade de Joás, da família de Abiézer; e Gedeão, seu filho, estava a limpar o trigo no lagar, para o esconder da vista dos madianitas. 
O anjo do SENHOR viu-o e disse-lhe: «O SENHOR está contigo, valente guerreiro!» 
Respondeu-lhe Gedeão: «Por favor, meu Senhor: se o SENHOR está connosco, então porque é que nos aconteceu tudo isto? Onde estão todas as maravilhas que nos contavam os nossos pais, quando diziam: ‘Não é verdade que o SENHOR nos fez sair do Egipto?’ Pois agora o SENHOR abandonou-nos e entregou-nos nas mãos dos madianitas.» 
O SENHOR voltou-se para ele e disse: «Vai com toda a tua força, e salva Israel do poder dos madianitas; sou Eu que te envio.» 
Disse-lhe ele: «Por favor, meu Senhor, como salvarei eu Israel? A minha família é a mais pobre de Manassés, e eu sou o mais jovem da casa de meu pai!» 
Disse-lhe o SENHOR: «Eu estarei contigo e tu hás-de derrotar os madianitas, como se fossem um só homem.» 
Gedeão respondeu: «Se, porventura, mereci o teu favor, mostra-me por um sinal que és Tu quem fala comigo. 
Por favor te peço: Não te afastes deste lugar até que eu venha ter contigo; trarei a minha oferta e colocá-la-ei na tua presença.» Ele disse: «Eu ficarei aqui até que regresses.» 
Gedeão foi preparar um cabrito e, com uma medida de farinha, preparou pães ázimos; pôs a carne num cesto e o molho numa panela; depois, levou tudo para baixo do terebinto e ofereceu-lho. 
Disse-lhe o anjo de Deus: «Toma a carne e os pães ázimos, põe-nos sobre esta rocha e espalha o molho.» Gedeão assim fez. 
O anjo do SENHOR estendeu a extremidade do bastão que tinha na mão e tocou na carne e nos pães ázimos; saiu fogo da rocha e devorou a carne e os pães ázimos. Então, o anjo do SENHOR desapareceu da vista dele. 
Gedeão viu que era o anjo do SENHOR e disse: «Ai, Senhor DEUS, que eu vi face a face o anjo do SENHOR!» 
O SENHOR disse-lhe: «A paz seja contigo! Não temas: não morrerás!» 
Gedeão erigiu ali um altar ao SENHOR e chamou-lhe: «O SENHOR é paz.» Até ao dia de hoje, este altar ainda está em Ofra de Abiézer. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,23-30.

Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: «Em verdade vos digo que dificilmente um rico entrará no Reino do Céu. 
Repito-vos: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que um rico entrar no Reino do Céu.» 
Ao ouvir isto, os discípulos ficaram estupefactos e disseram: «Então, quem pode salvar-se?» 
Fixando neles o olhar, Jesus disse-lhes: «Aos homens é impossível, m

as a Deus tudo é possível.» 
Tomando a palavra, Pedro disse-lhe: «Nós deixámos tudo e seguimos-te. Qual será a nossa recompensa?» 
Jesus respondeu-lhes: «Em verdade vos digo: No dia da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, vós, que me seguistes, haveis de sentar-vos em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. 
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá por herança a vida eterna. 
Muitos dos primeiros serão os últimos, e muitos dos últimos serão os primeiros.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Juliana de Norwich (1342-depois de 1416), mística inglesa 
Revelações do amor divino, cap. 55 

«Terá por herança a vida eterna»


Cristo é o nosso caminho (Jo 14,6). Ele conduz-nos com segurança pelos seus preceitos e, no seu corpo, leva-nos poderosamente para o céu. Vi que, tendo-nos a todos em Si, a nós a quem vai salvar, Ele nos oferece com devoção a seu Pai celeste, dom que o Pai recebe com grande reconhecimento e remete cortêsmente a seu filho Jesus Cristo. Esse dom e esse gesto são alegria para o Pai, felicidade para o Filho e regozijo para o Espírito Santo. Entre tudo o que podemos fazer, nada há que seja mais agradável a Nosso Senhor que ver-nos rejubilar nessa alegria que a Trindade tem pela nossa salvação. […] 


Seja o que for que sintamos — alegria ou tristeza, fortuna ou infortúnio —, Deus quer que compreendamos e acreditemos que estamos mais verdadeiramente no céu que na terra. A nossa fé vem do amor natural que Deus depositou na nossa alma, da clara luz da nossa razão e da inteligência inquebrantável que recebemos de Deus desde o primeiro instante em que fomos criados. Desde que a nossa alma foi insuflada no nosso corpo tornado sensível, a misericórdia e a graça começaram a sua obra, tomando conta de nós e guardando-nos com piedade e amor. Por meio desta operação, o Espírito Santo forma na nossa fé a esperança de regressarmos à nossa substância superior, ao poder de Cristo, desenvolvido e levado à sua plenitude pelo Espírito Santo. […] Pois no próprio instante em que a nossa alma é criada sensível, ela torna-se cidade de Deus, preparada para Ele desde toda a eternidade (Heb 11,16; Ap 21,2-3). É a essa cidade que Ele vem; nunca a deixará, pois Deus nunca está fora da alma, e nela permanecerá na beatitude para sempre.



publicado por portucalia às 20:56

Agosto 20 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Terça-feira, dia 20 de Agosto de 2013

Terça-feira da 20 semana do Tempo Comum


Santo do dia : S. Bernardo de Claraval, abade, Doutor da Igreja, +1153S. Zeferino, papa, mártir, +217 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Juliana de Norwich : «Terá por herança a vida eterna» 

Livro de Juízes 6,11-24a.

Naqueles dias, o Anjo do Senhor veio sentar-se debaixo do terebinto de Ofra, que era propriedade de Joás, da família de Abiézer; e Gedeão, seu filho, estava a limpar o trigo no lagar, para o esconder da vista dos madianitas. 
O anjo do SENHOR viu-o e disse-lhe: «O SENHOR está contigo, valente guerreiro!» 
Respondeu-lhe Gedeão: «Por favor, meu Senhor: se o SENHOR está connosco, então porque é que nos aconteceu tudo isto? Onde estão todas as maravilhas que nos contavam os nossos pais, quando diziam: ‘Não é verdade que o SENHOR nos fez sair do Egipto?’ Pois agora o SENHOR abandonou-nos e entregou-nos nas mãos dos madianitas.» 
O SENHOR voltou-se para ele e disse: «Vai com toda a tua força, e salva Israel do poder dos madianitas; sou Eu que te envio.» 
Disse-lhe ele: «Por favor, meu Senhor, como salvarei eu Israel? A minha família é a mais pobre de Manassés, e eu sou o mais jovem da casa de meu pai!» 
Disse-lhe o SENHOR: «Eu estarei contigo e tu hás-de derrotar os madianitas, como se fossem um só homem.» 
Gedeão respondeu: «Se, porventura, mereci o teu favor, mostra-me por um sinal que és Tu quem fala comigo. 
Por favor te peço: Não te afastes deste lugar até que eu venha ter contigo; trarei a minha oferta e colocá-la-ei na tua presença.» Ele disse: «Eu ficarei aqui até que regresses.» 
Gedeão foi preparar um cabrito e, com uma medida de farinha, preparou pães ázimos; pôs a carne num cesto e o molho numa panela; depois, levou tudo para baixo do terebinto e ofereceu-lho. 
Disse-lhe o anjo de Deus: «Toma a carne e os pães ázimos, põe-nos sobre esta rocha e espalha o molho.» Gedeão assim fez. 
O anjo do SENHOR estendeu a extremidade do bastão que tinha na mão e tocou na carne e nos pães ázimos; saiu fogo da rocha e devorou a carne e os pães ázimos. Então, o anjo do SENHOR desapareceu da vista dele. 
Gedeão viu que era o anjo do SENHOR e disse: «Ai, Senhor DEUS, que eu vi face a face o anjo do SENHOR!» 
O SENHOR disse-lhe: «A paz seja contigo! Não temas: não morrerás!» 
Gedeão erigiu ali um altar ao SENHOR e chamou-lhe: «O SENHOR é paz.» Até ao dia de hoje, este altar ainda está em Ofra de Abiézer. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,23-30.

Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: «Em verdade vos digo que dificilmente um rico entrará no Reino do Céu. 
Repito-vos: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que um rico entrar no Reino do Céu.» 
Ao ouvir isto, os discípulos ficaram estupefactos e disseram: «Então, quem pode salvar-se?» 
Fixando neles o olhar, Jesus disse-lhes: «Aos homens é impossível, m

as a Deus tudo é possível.» 
Tomando a palavra, Pedro disse-lhe: «Nós deixámos tudo e seguimos-te. Qual será a nossa recompensa?» 
Jesus respondeu-lhes: «Em verdade vos digo: No dia da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, vós, que me seguistes, haveis de sentar-vos em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. 
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá por herança a vida eterna. 
Muitos dos primeiros serão os últimos, e muitos dos últimos serão os primeiros.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Juliana de Norwich (1342-depois de 1416), mística inglesa 
Revelações do amor divino, cap. 55 

«Terá por herança a vida eterna»


Cristo é o nosso caminho (Jo 14,6). Ele conduz-nos com segurança pelos seus preceitos e, no seu corpo, leva-nos poderosamente para o céu. Vi que, tendo-nos a todos em Si, a nós a quem vai salvar, Ele nos oferece com devoção a seu Pai celeste, dom que o Pai recebe com grande reconhecimento e remete cortêsmente a seu filho Jesus Cristo. Esse dom e esse gesto são alegria para o Pai, felicidade para o Filho e regozijo para o Espírito Santo. Entre tudo o que podemos fazer, nada há que seja mais agradável a Nosso Senhor que ver-nos rejubilar nessa alegria que a Trindade tem pela nossa salvação. […] 


Seja o que for que sintamos — alegria ou tristeza, fortuna ou infortúnio —, Deus quer que compreendamos e acreditemos que estamos mais verdadeiramente no céu que na terra. A nossa fé vem do amor natural que Deus depositou na nossa alma, da clara luz da nossa razão e da inteligência inquebrantável que recebemos de Deus desde o primeiro instante em que fomos criados. Desde que a nossa alma foi insuflada no nosso corpo tornado sensível, a misericórdia e a graça começaram a sua obra, tomando conta de nós e guardando-nos com piedade e amor. Por meio desta operação, o Espírito Santo forma na nossa fé a esperança de regressarmos à nossa substância superior, ao poder de Cristo, desenvolvido e levado à sua plenitude pelo Espírito Santo. […] Pois no próprio instante em que a nossa alma é criada sensível, ela torna-se cidade de Deus, preparada para Ele desde toda a eternidade (Heb 11,16; Ap 21,2-3). É a essa cidade que Ele vem; nunca a deixará, pois Deus nunca está fora da alma, e nela permanecerá na beatitude para sempre.



publicado por portucalia às 20:53

Agosto 19 2013

Matt Damon juntou-se a Neill Blomkamp, o realizador de «Distrito 9», para criar o filme de que mais se fala: «Elysium». O SAPO Cinema falou com os dois cara a cara, mas sem sair de Portugal.

O modelo é novo mas pode vir a fazer escola na poupança de custos que se avizinha para os orçamentos internacionais do cinema. Em vez de juntar jornalistas de vários países num mesmo local em conversa com as estrelas, já se começa a experimentar fazer a conversa por «streaming» sem que ninguém saia do seu país. O SAPO Cinema juntou-se a um conjunto de jornalistas da Grécia, Índia, Israel, México, Polónia e África do Sul em conversa com Matt Damon e Neill Blomkamp, com câmaras que permitiam que todos se vissem entre si, como se estivessem na mesma sala.

Cada jornalista teve poucos minutos para colocar as suas questões podendo ouvir as respostas às dos outros colegas, para não haver repetições. Nesse sentido reproduzimos na íntegra as feitas por Portugal, as penúltimas a serem colocadas.

A história de «Elysium» é muito invulgar: na Terra do ano 2159, há dois tipos de pessoas: os muito ricos, que vivem numa estação espacial chamada Elysium, e os muito pobres, que sobrevivem no planeta, arruinado e superpovoado. Damon é um deste últimos, mas quando contrai uma doença mortal num acidente de trabalho, percebe que a sua única hipótese de sobrevivência é ir contra todas as leis e tentar chegar ao Elysium.

Matt, é verdade que a razão porque quis fazer «Elysium» foi simplesmente a de querer trabalhar com Neill Blomkamp, depois de ter visto «Distrito 9»?

MD: Sim, quando vi o «Distrito 9» ele subiu logo para o topo da minha lista, por várias razões. O filme era completamente original, era inacreditavelmente empolgante e tinha temas que ecoavam em mim a vários níveis. E tinha uma interpretação no centro de tudo que era, verdadeiramente, uma das melhores que eu vi na última década, em qualquer filme de qualquer país, e que eu acho que não foi devidamente apreciada.

Repare, as pessoas que viram o filme adoram o Sharlto [Copley] e o que ele fez, mas aquilo, do ponto de visto de quem tem a mesma profissão há muito tempo, é uma interpretação excepcionalmente inventiva e maravilhosa. E percebe-se quando estamos a ver algo em que o realizador está por trás de tudo, que cada decisão passou pelo realizador, que os atores se colocaram nas mãos dele para crar um ambinte onde aquela interpretação pudesse acontecer. Por isso, sim, o Neill estava no topo da minha lista, imdiatamente depois de ter visto o «Distrito 9»

Neill, este filme passa-se em dois mundos, um mundo muito pobre e outro aparentemente perfeito e cheio de alta tecnologia. Ao ler a sua biografia questionei-me se a chave para ter criado este filme terá sido o facto de ter nascido na África do Sul e ter ido depois viver para o Canadá, ou seja, de ter saltado também do Terceiro Mundo para o primeiro.

NB: Acho que sim, acho que isso é verdade. Sabe, o que se passa com a África do Sul é complexo. Eu cresci em Joanesburgo e nos subúrbios do norte que, na verdade, não são muito diferentes de...

MD: ... do Elysium.

NB: ... de Los Angeles. Sim, aquilo é basicamente como Beverly Hills. Quer dizer eu estou a ir um pouco ao contrário daquilo que sugeriu, mas quando se sai para fora de qualquer uma dessas áreas de Joanesburgo, entra-se muito rapidamente naquele tipo de pobreza, e isso teve definitivamente um efeito enorme na minha educação. Havia duas classes distintas, havia praticamente duas economias. E eu, desde que me lembro, sempre tive interesse nessa situação. Por isso, acaba por ser um pouco diferente de vir de um sítio onde só existe pobreza.

E o que eu descobri no Canadá é que muito poucas pessoas alguma vez estiveram num ambiente assim. Elas não percebem o que aquilo é. Eu continuo a dizer que não estou a tentar fazer um documentário, não estou a tentar mudar o mundo. Mas gosto muito da ideia de pegar nesses tópicos e elementos importantes e apresentá-los numa embalagem cultural e de entretenimento.

Mas eu acho que as coisas vão ficar cada vez mais extremadas. Eu sou um pouco pessimista em relação à forma como as coisas vão evoluir. Por isso, Joanesburgo serviu-me de modelo ao Elysium: comunidades fechadas de riqueza, rodeadas por pobreza absoluta.

publicado por portucalia às 19:31

Agosto 19 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Segunda-feira, dia 19 de Agosto de 2013

Segunda-feira da 20ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : S. João Eudes, presbítero, +1680 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Papa Francisco: «O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens» 

Livro de Juízes 2,11-19.

Naqueles dias, os filhos de Israel fizeram o mal perante o Senhor e prestaram culto aos ídolos de Baal. 
Abandonaram o SENHOR, Deus de seus pais, que os tinha libertado da terra do Egipto, e foram atrás dos deuses dos povos que os rodeavam; prostraram--se diante deles e ofenderam o SENHOR. 
Abandonaram o SENHOR e adoraram Baal e os ídolos de Astarté. 
Inflamou-se a ira do SENHOR contra Israel e entregou-os nas mãos de salteadores que os espoliaram, e vendeu-os aos inimigos que os rodeavam. Eles já não foram capazes de lhes resistir. 
Para onde quer que saíssem, pesava sobre eles a mão do SENHOR como um flagelo, conforme lhes havia dito e jurado; e foi muito grande a sua angústia. 
O SENHOR suscitou, então, juízes que os libertaram dos seus espoliadores. 
Eles, porém, nem mesmo aos seus juízes deram ouvidos; prostituíram-se a deuses estranhos e prostraram-se diante deles. Depressa se desviaram dos caminhos que seus pais haviam trilhado, obedecendo aos preceitos do SENHOR, não procederam como eles. 
Quando o SENHOR lhes suscitava juízes, o SENHOR estava com aquele juiz, libertando-os da mão dos seus inimigos durante toda a vida do juiz; é que o SENHOR deixava-se comover pelos seus lamentos frente aos que os oprimiam e humilhavam. 
Mas, quando o juiz morria, eles voltavam a corromper-se, mais ainda que seus pais, seguindo deuses estranhos para os servir e adorar; não renunciavam aos seus crimes, nem à sua conduta pertinaz. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,16-22.

Naquele tempo, aproximou-se de Jesus um jovem que Lhe perguntou: «Mestre, que hei-de fazer de bom, para alcançar a vida eterna?» 
Jesus respondeu-lhe: «Porque me interrogas sobre o que é bom? Bom é um só. Mas, se queres entrar na vida eterna, cumpre os mandamentos.» 
«Quais?» perguntou ele. Retorquiu Jesus: Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 
honra teu pai e tua mãe; e ainda: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 
Disse-lhe o jovem: «Tenho cumprido tudo isto; que me falta ainda?» 
Jesus respondeu: «Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» 
Ao ouvir isto, o jovem retirou-se contristado, porque possuía muitos bens. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Papa Francisco 
Homilia de 14/04/2013 

«O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens»


Adoramos o Senhor? Voltamo-nos para Deus apenas para pedir, para agradecer ou também nos voltamos para Ele para O adorar? Que significa então adorar a Deus? Significa aprender a estar com Ele, a parar para dialogar com Ele, sentindo que a sua presença é a mais verdadeira, a melhor, a mais importante de todas. Todos nós, na nossa própria vida, de maneira inconsciente e talvez por vezes sem nos darmos conta, temos uma ordem bem precisa das coisas que consideramos mais ou menos importantes. Adorar o Senhor significa dar-Lhe o lugar que Ele deve ocupar; adorar o Senhor significa afirmar, crer, não somente por palavras, que apenas Ele guia verdadeiramente a nossa vida; adorar o Senhor significa que perante Ele estamos convictos de que Ele é o único Deus, o Deus da nossa vida, o Deus da nossa história. 


Isto tem uma consequência na nossa vida: despojar-nos de tantos pequenos ou grandes ídolos que temos e nos quais nos refugiamos, nos quais procuramos, e muitas vezes colocamos, a nossa segurança. São ídolos que frequentemente temos bem escondidos; podem ser a ambição, o carreirismo, o gosto pelo sucesso, o facto de nos colocarmos no centro, a tendência para dominar os outros, a pretensão de sermos os únicos senhores da nossa vida, quaisquer pecados aos quais estamos agarrados, e muitos outros. Gostaria que hoje uma pergunta ressoe no coração de cada um de nós e que respondamos com sinceridade: pensei nesse ídolo oculto que tenho na minha vida e que me impede de adorar o Senhor? Adorar é despojarmo-nos dos nossos ídolos, mesmo os mais bem escondidos, e escolher o Senhor como o centro, como a estrada real da nossa vida.




publicado por portucalia às 19:24

Agosto 19 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Segunda-feira, dia 19 de Agosto de 2013

Segunda-feira da 20ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : S. João Eudes, presbítero, +1680 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Papa Francisco: «O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens» 

Livro de Juízes 2,11-19.

Naqueles dias, os filhos de Israel fizeram o mal perante o Senhor e prestaram culto aos ídolos de Baal. 
Abandonaram o SENHOR, Deus de seus pais, que os tinha libertado da terra do Egipto, e foram atrás dos deuses dos povos que os rodeavam; prostraram--se diante deles e ofenderam o SENHOR. 
Abandonaram o SENHOR e adoraram Baal e os ídolos de Astarté. 
Inflamou-se a ira do SENHOR contra Israel e entregou-os nas mãos de salteadores que os espoliaram, e vendeu-os aos inimigos que os rodeavam. Eles já não foram capazes de lhes resistir. 
Para onde quer que saíssem, pesava sobre eles a mão do SENHOR como um flagelo, conforme lhes havia dito e jurado; e foi muito grande a sua angústia. 
O SENHOR suscitou, então, juízes que os libertaram dos seus espoliadores. 
Eles, porém, nem mesmo aos seus juízes deram ouvidos; prostituíram-se a deuses estranhos e prostraram-se diante deles. Depressa se desviaram dos caminhos que seus pais haviam trilhado, obedecendo aos preceitos do SENHOR, não procederam como eles. 
Quando o SENHOR lhes suscitava juízes, o SENHOR estava com aquele juiz, libertando-os da mão dos seus inimigos durante toda a vida do juiz; é que o SENHOR deixava-se comover pelos seus lamentos frente aos que os oprimiam e humilhavam. 
Mas, quando o juiz morria, eles voltavam a corromper-se, mais ainda que seus pais, seguindo deuses estranhos para os servir e adorar; não renunciavam aos seus crimes, nem à sua conduta pertinaz. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,16-22.

Naquele tempo, aproximou-se de Jesus um jovem que Lhe perguntou: «Mestre, que hei-de fazer de bom, para alcançar a vida eterna?» 
Jesus respondeu-lhe: «Porque me interrogas sobre o que é bom? Bom é um só. Mas, se queres entrar na vida eterna, cumpre os mandamentos.» 
«Quais?» perguntou ele. Retorquiu Jesus: Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 
honra teu pai e tua mãe; e ainda: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 
Disse-lhe o jovem: «Tenho cumprido tudo isto; que me falta ainda?» 
Jesus respondeu: «Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» 
Ao ouvir isto, o jovem retirou-se contristado, porque possuía muitos bens. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Papa Francisco 
Homilia de 14/04/2013 

«O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens»


Adoramos o Senhor? Voltamo-nos para Deus apenas para pedir, para agradecer ou também nos voltamos para Ele para O adorar? Que significa então adorar a Deus? Significa aprender a estar com Ele, a parar para dialogar com Ele, sentindo que a sua presença é a mais verdadeira, a melhor, a mais importante de todas. Todos nós, na nossa própria vida, de maneira inconsciente e talvez por vezes sem nos darmos conta, temos uma ordem bem precisa das coisas que consideramos mais ou menos importantes. Adorar o Senhor significa dar-Lhe o lugar que Ele deve ocupar; adorar o Senhor significa afirmar, crer, não somente por palavras, que apenas Ele guia verdadeiramente a nossa vida; adorar o Senhor significa que perante Ele estamos convictos de que Ele é o único Deus, o Deus da nossa vida, o Deus da nossa história. 


Isto tem uma consequência na nossa vida: despojar-nos de tantos pequenos ou grandes ídolos que temos e nos quais nos refugiamos, nos quais procuramos, e muitas vezes colocamos, a nossa segurança. São ídolos que frequentemente temos bem escondidos; podem ser a ambição, o carreirismo, o gosto pelo sucesso, o facto de nos colocarmos no centro, a tendência para dominar os outros, a pretensão de sermos os únicos senhores da nossa vida, quaisquer pecados aos quais estamos agarrados, e muitos outros. Gostaria que hoje uma pergunta ressoe no coração de cada um de nós e que respondamos com sinceridade: pensei nesse ídolo oculto que tenho na minha vida e que me impede de adorar o Senhor? Adorar é despojarmo-nos dos nossos ídolos, mesmo os mais bem escondidos, e escolher o Senhor como o centro, como a estrada real da nossa vida.




publicado por portucalia às 19:18

Agosto 19 2013

obamaterrorO filho de um lídNÓS er da Irmandade Muçulmana no Egito que está preso afirma que seu pai tem evidência que irá colocar o presidente Obama na prisão.

A afirmação chegou num momento em que o governo de Obama, com a assistência dos senadores John McCain, (R-Ariz) e Lindsey Graham, (R -S.C.), e o envolvimento descarado do homem número 2 no Departamento de Estado dos EUA, fez um esforço conjunto para libertar líderes da Irmandade Muçulmana no Egito.

Em uma entrevista para a agência de notícias Anatolia na Turquia, Saad Al-Shater, o filho do líder encarcerado da Irmandade Muçulmana Khairat Al-Shater, disse que seu pai “tem em mãos” evidência que irá colocar Obama na prisão.

Em uma pequena ameaça velada, Saad Al-Shater disse que uma delegação dos EUA foi enviada ao Cairo por Obama para pressionar as autoridades a libertarem os líderes encarcerados da Irmandade Muçulmana, incluindo seu pai a fim de impedir a divulgação de informações explosivas.

Fluente em árabe e ex-membro da Organização para a Libertação da Palestina, Walid Shoebat traduziu o informe da agência de notícias Anatolia conforme abaixo:

Em uma entrevista para a agência de notícias Anatolia, Saad Al-Shater, o filho de um líder da Irmandade Muçulmana (o preso Khairat Al-Shater), disse que seu pai tem em mãos evidência que irá colocar o presidente dos Estados Unidos da América, o presidente Obama, na prisão. Ele ressaltou que a delegação de alto nível dos EUA atualmente visitando o Egito sabe muito bem que o destino, futuro, interesses e reputação do seu país está nas mãos de seu pai, e eles sabem que ele possui as informações, documentos e gravações que incriminariam e condenariam seu país. Tais documentos, ele diz, foram colocados em mãos de pessoas de confiança dentro e fora do Egito, e que a libertação de seu pai é a única forma de impedir uma grande catástrofe. Ele declarou que um alerta foi enviado ameaçando mostrar como o governo dos EUA está ligado. As provas foram enviadas através de intermediários, que os levou a mudar de atitude e corrigir sua posição, e que eles têm tomado medidas sérias para provar boa-fé. Saad disse ainda que a segurança de seu pai é mais importante para os americanos do que é a segurança de Mohamed Mursi.

Escrevendo em seu blog, Shoebat notou que seis diferentes fontes árabes confirmaram a entrevista com Saad Al-Shater e o relatório das alegações de Al-Shater.

Shoebat disse que a entrevista com Saad Al-Shater foi em 7 de agosto, fazendo provavelmente com que a referência à “delegação de alto nível dos EUA atualmente visitando o Egito” fosse sobre a viagem de McCain, Graham e o vice-secretário de Estado dos EUA, William Burns

No dia 6 de agosto, com o vice-presidente interino egípcio Mohamed El Baradei, o ex-diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica da ONU, McCain e Graham chamaram Khairat Al-Shater e outros líderes presos da Irmandade Muçulmana de “presos políticos”. Eles disseram aos repórteres no Cairo que não libertar os prisioneiros da Irmandade Muçulmana seria “um erro enorme”.

O presidente interino do Egito, Mansour Adly, rejeitou o pedido da delegação dos EUA, dizendo aos repórteres no Cairo que se tratava de uma “interferência inaceitável na política interna”.

No dia 6 de agosto, a Associated Press informou que o governo egípcio planeja processar Khairat Al-Shater e os outros líderes da Irmandade Muçulmana presos sob a acusação de incitar a violência em dezembro passado, quando os membros da Irmandade Muçulmana atacaram manifestantes sentados fora do escritório do então presidente Mohamed Mursi, resultando na morte de 10 pessoas.

A ABC News informou que Burns viajou separadamente na noite de domingo, 4 de agosto, para a notória prisão de Tora, no centro do Cairo, para se reunir com Khairat Al-Shater, apesar das alegações da Irmandade Muçulmana de que Al-Shater se recusou a se reunir com ele.

No dia 6 de agosto em uma entrevista para a CNN, no Egito, McCain mencionou o preso Khairat Al-Shater, conhecido abertamente como líder da Irmandade Muçulmana, quando perguntado sobre indivíduos que poderiam negociar com sucesso um futuro governo egípcio.

Os senadores criaram polêmica em uma conferência de imprensa no Cairo transmitida pela Al Jazeera, quando McCain chamou a expulsão de Morsi em 3 de julho de um “golpe”, uma palavra que o governo Obama tem resistido usar.

Shoebat publicou evidência documentando que Khairat Al-Shater tem sido implicado no tráfico de armas através do Sinai e para dentro de Gaza bem como negociando libertações de prisioneiros em troca de terroristas.

O ex-jurista americano Joseph diGenova, representante legal para o denunciante do caso Benghazi, Mark Thompson, afirmou nesta semana que autoridades dos serviços de inteligência com conhecimento do ataque ao consulado em Benghazi acreditam que o ataque estava ligado a 400 mísseis terra-ar destinados aos rebeldes sírios que as autoridades norte-americanas temiam que poderiam ser utilizados para abater um avião ou atacar uma embaixada dos EUA.

Duas semanas após o ataque a Benghazi, o WND foi o primeiro a informar fontes afirmando que o complexo de Benghazi era um centro de inteligência e planejamento da CIA usado para recrutar e armar rebeldes islâmicos para lutar contra o presidente sírio Bashar al-Assad.


NÓS NÃO NEGOCIAMOS COM OS TERRORISTAS  (DIZ OBAMA 0 

NÓS OS FINANCIAMOS 


publicado por portucalia às 00:18

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15

18
23

25
27
28
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO