PORTUCÁLIA

Agosto 09 2013

Três coisas que não podem faltar :

 

1. Certa vez, o povo de uma vilarejo decidiu se reunir no centro do lugar para orar a Deus pedindo por chuvas...Mas apenas um garoto trouxe guarda-chuva. Isso é  FÉ!  

2. Quando você joga um bebê de 1 ano de idade para o alto, ele gargalha porque sabe que na queda alguém vai segurá-lo. Isso é      CONFIANÇA!


3. A cada noite, antes de dormir, não temos garantia nenhuma de que estaremos vivos na manhã seguinte, mas, ainda assim, colocamos o despertador para tocar. Isso é     ESPERANÇA!  

 

  Então, que nunca lhe falte: fé, confiança e esperança.               

  (Colaboração Maria Abadia Alves) 

 

publicado por portucalia às 17:23

Agosto 09 2013
Sexta-feira, dia 09 de Agosto de 2013

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), religiosa, mártir, padroeira da Europa, +1942

image Saber mais sobre os Santos do dia  


Santa Teresa Benedita da Cruz 



Edith Stein nasceu em Breslau, atualmente Wroclaw, capital da Silésia, na Alemanha (cidade que, depois da Segunda Guerra Mundial, passou a pertencer à Polónia), no dia 12 de Outubro de 1891, quando se celebrava a grande festa judaica do Yom Kippur, o Dia da Reconciliação. 

Seus pais, Sigefredo e Augusta, eram comerciantes judeus. Edith foi a última de onze filhos. O pai faleceu em 1893. A mãe encarregou-se dos negócios da família e da educação dos filhos. 

A pequena Edith, segundo o seu próprio testemunho, foi muito dinâmica, sensível, nervosa e irascível. Aos sete anos, começou a possuir um temperamento mais reflexivo. 
Em 1913, ingressou na Universidade de Gottingen e dedicou-se ao estudo da Fenomenologia. Aí encontrou a sua verdadeira vida: livros, companheiros e, sobretudo, o célebre professor E. Husserl. Durante este tempo chega a um ateísmo quase total. 
Em 1914, explode a Primeira Guerra Mundial. Edith vai trabalhar num hospital com quatro mil camas. Entrega-se a este trabalho de corpo e alma. 



Estuda com seriedade a Fenomenologia, até se encontrar com a doutrina católica. Encontra definitivamente a sua nova fé em 1921, quando lê a autobiografia de Santa Teresa de Jesus. O amor a Deus, o Absoluto, toma conta de sua alma: “Cristo elevou-se radiante ante meus olhos: Cristo no mistério da Cruz”. Sob a direção do Padre jesuíta Erich Przywara, começa a estudar a teologia de São Tomás de Aquino. 

Baptiza-se no dia 1 de Janeiro de 1922, recebendo o nome de Teresa Edwig. Desde então sente-se evangelizadora: "Sou apenas um instrumento do Senhor. Quem vem a mim, quero levá-lo até Ele”. "Deus não chama ninguém a não ser unicamente para Si mesmo”. 
Aos 42 anos, no dia 15 de Abril de 1934, festa do Bom Pastor, veste o hábito carmelita no Convento de Colónia. 

Sua conversão, que não a impede de continuar a sentir-se filha de Israel, enamorada de sua santa progenitura, separa-a, contudo, de sua família e de sua amada mãe: “Minha mãe opõe-se com todas as suas forças à minha decisão. É difícil ter que assistir à dor e ao conflito de consciência de uma mãe, sem poder ajudá-la com meios humanos”. (26-01-1934). 

No dia 21 de Abril de 1935, domingo de Páscoa, faz seus votos religiosos e três anos depois, no mesmo dia, seus votos perpétuos. Sua vida será uma “Cruz” transformada em “Páscoa”. 

Na Alemanha, os nazis começam a semear o ódio ao povo judeu. Ela pressagia o destino que a aguarda. Tentam salvá-la, fazendo-a fugir para a Holanda, para o Carmelo de Echt. Membros das SS não tardam a invadir o convento e prendem Irmã Benedita e sua irmã Rosa, também convertida ao catolicismo. 
Três dias antes de sua morte, Edith dirá: “Aconteça o que acontecer, estou preparada. Jesus está aqui conosco”. (06-08-1942). 

Após vários tormentos, no dia 9 de Agosto de 1942, na câmara de gás do “inferno de Auschwitz", morria a mártir da Cruz, Irmã Teresa Benedita. Foi beatificada no dia 1º. de Maio de 1987, em Colônia, e canonizada em 1999 pelo papa João Paulo II. 

O mesmo Papa a declarou, com Santa Catarina de Sena e Santa Brígida da Suécia, padroeira da Europa.



cf.geocities.yahoo.com.br/monjascarmelitas
publicado por portucalia às 17:11

Agosto 09 2013

Esta quinta-feira (8) é o Dia Nacional de Controle do Colesterol. A data, que existe há 10 anos, tem como objetivo conscientizar a população sobre as doenças decorrentes da elevada taxa de colesterol no sangue, formas de prevenção e tratamento. Mesmo quem nunca desconfiou que pode apresentar esse problema, deve ficar alerta. Afinal, as estatísticas impressionam: em 2012, nada menos que 40% dos brasileiros apresentavam colesterol alto.

O colesterol alto é um dos principais fatores de risco para as chamadas doenças cardiovasculares, responsáveis, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), pela morte de 17 milhões de pessoas anualmente em todo o mundo.

Vários grupos devem prestar atenção ao que ingerem, inclusive os formados por adolescentes. De acordo com estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a dieta alimentar do brasileiro, jovens de 14 a 18 anos comem muitos itens com colesterol elevado. Idosos, diabéticos e indivíduos com maior risco cardiovascular igualmente precisam ficar atentos.

"Pressão alta, diabetes, tabagismo, sedentarismo, obesidade e história de doenças cardíacas na família são fatores que aumentam o perigo de distúrbios cardiovasculares e, quando associados ao colesterol alto, elevam ainda mais a probabilidade de desenvolver tais males", considera o cardiologista Marcel Vieira Coloma, membro da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj) e especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Conheça alguns mitos e verdades sobre colesterol19 fotos

4 / 19
O colesterol desempenha várias funções importantes no organismo. VERDADE: trata-se de um composto vital que participa, por exemplo, da produção de hormônios sexuais, vitamina D e bile, esta última necessária para realizarmos a digestão das gorduras vindas da alimentação. "Ele participa, ainda, da síntese de vitamina E e previne contra perdas excessivas de água por evaporação, o que acarretaria problemas de desidratação e morte", salienta a nutricionista Vanderli Marchiori, especialista em Nutrição Clínica Funcional. Tipo de lipídio presente em cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestino e coração, 70% é fabricado naturalmente pelo próprio organismo, no fígado, enquanto os outros 30% vêm da alimentação Thinkstock

Funções importantes no organismo

Na medida certa, porém, a substância é benéfica para o organismo. Gordurosa, é encontrada em todas as células do corpo e é essencial para a formação das membranas celulares e para a síntese de hormônios – como estrogênio, testosterona, cortisol –, atuando ainda na digestão e na metabolização de algumas vitaminas.

Então, não vale pensar no componente apenas pelo lado negativo. O excesso no sangue é prejudicial, sim, pois aumenta o perigo dos males do coração, porém na dose certa é essencial. E há diferentes tipos circulando pelo corpo: ao se associar a certas proteínas para cumprir suas tarefas, o colesterol assume algumas formas, sendo então dividido em HDL (high density, ou alta densidade), o 'bom colesterol', e LDL (low density, ou baixa densidade), o 'mau colesterol'.

O HDL transporta o colesterol das células para o fígado e facilita sua eliminação – tanto pela bile quando pelas fezes. Fornece proteção contra a arteriosclerose e, se seu nível está baixo, o perigo de doenças cardiovasculares aumenta. Já o LDL faz o inverso: ajuda a gordura a entrar nas células e leva ao acúmulo da mesma nas artérias sob a forma de placas.

Como consequência, o LDL em excesso traz malefícios à saúde. Exemplo: quando o colesterol se fixa nas paredes das artérias, que levam sangue para órgãos e tecidos, pode ter início a arteriosclerose; se o depósito ocorre nas artérias coronárias, é possível a pessoa sofrer com angina (dor no peito) e infarto do miocárdio; por fim, caso o excesso seja nas artérias cerebrais, pode provocar acidente vascular cerebral (derrame).

 Em exagero, é nocivo

"O colesterol é uma molécula natural do corpo humano. O desequilíbrio nos seus níveis é que desencadeia doenças cardiovasculares", considera a nutricionista da Herbarium,  Natana Martins, pós-graduanda em Nutrição Funcional e Fitoterapia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Para a nutricionista Vanderli Marchiori, vice-presidente da Associação Paulista de Fitoterapia (APFIT), todos os tipos de colesterol são importantes, o acúmulo é que é danoso. "Colesterol é uma gordura saudável, que faz parte de vários hormônios e sais biliares. O problema, como já colocado, é o excesso."

O HDL, ela explica, são moléculas grandes, que por isso não se fixam nas paredes de vasos e artérias. O LDL, ao contrário, por serem partículas menores, amontoam-se nos mesmos – desencadeando o perigo. "Há, ainda, a VLDL (very low density lipoprotein, lipoproteínas de muito baixa densidade), elementos minúsculos fabricados no fígado e que, na corrente sanguínea, são convertidos em LDL. Insisto: o problema, sempre, é o exagero".

Alimentação e sedentarismo

Os principais fatores que ajudam a aumentar o colesterol são a alimentação, o sedentarismo e a predisposição genética. "A genética vai influenciar na produção de colesterol pelo organismo – é algo que se herda, simplesmente. Já a prática de atividade física regular auxilia na queima de gordura e na redução do colesterol. Em relação à alimentação, por fim, podemos dizer que é o elemento determinante e de mais fácil interferência, uma vez que podemos optar por consumir itens que aumentem ou ajudem na redução do componente", destaca Martins.

A ingestão de alimentos ricos em gordura animal, saturada e trans elevam o colesterol, enquanto priorizar fibras, itens com ômega 3 e fitoesterois (elementos presentes em alimentos gordurosos como semente de girassol e grão da soja) dão uma força para reduzir o LDL e aumentar a HDL. "Doces, frituras, manteiga, margarina, massas, carne vermelha, leite e iogurte integral, queijo amarelo, ovo, bebida alcoólica, refrigerante, fast food e alimentos industrializados são os principais vilões", conclui Marchiori.

Infelizmente, quando o índice está elevado, o organismo não dá sinais. "Sua evolução é silenciosa, o que o torna ainda mais perigoso, visto que só chama a atenção quando já atingiu um patamar muito elevado", adverte a nutricionista Natana Martins. "A hipercolesterolemia em geral é assintomática", completa a colega Marchiori.

"Para saber se o colesterol está alterado, é preciso fazer um exame de sangue. Daí a necessidade de procurar médicos para checagem geral, que incluirá esta dosagem", conclui o cardiologista Marcel Vieira Coloma.

Ao contrário do que muitos pensam, o problema pode aparecer em qualquer indivíduo e de qualquer idade, embora seja mais comum nos que apresentam um estilo de vida associado à falta de exercícios físicos e alimentação inadequada. "Há pessoas que já nascem com alterações genéticas que deixam a taxa alta desde muito cedo", afirma a secretária geral da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva, Vanderli Marchiori.

Natana Martins concorda. "A disfunção tem acometido cada vez mais jovens e adultos. Apesar de sua prevalência em idosos, pode inclusive acometer crianças". Neste último caso, o motivo é que existe um componente genético que afeta a dosagem.

"A preocupação, no entanto, deve ser sempre maior com as pessoas de idade avançada, que em geral já apresentam fatores que contribuem para riscos de doenças cardiovasculares", complementa Coloma.

publicado por portucalia às 17:03

Agosto 09 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Sexta-feira, dia 09 de Agosto de 2013

Santa Teresa Benedita da Cruz


Santo do dia : Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), religiosa, mártir, padroeira da Europa, +1942 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Beato João Paulo II : «Os dons e o chamamento de Deus são irrevogáveis» (Rom 11,29) 

Livro de Oseias 2,16b.17b.21-22.

Então, te desposarei para sempre; desposar-te-ei conforme a justiça e o direito, com amor e misericórdia. 
Desposar-te-ei com fidelidade, e tu conhecerás o SENHOR. 


Evangelho segundo S. Mateus 25,1-13.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola: «O Reino do Céu será semelhante a dez virgens que, tomando as suas candeias, saíram ao encontro do noivo. 
Ora, cinco delas eram insensatas e cinco prudentes. 
As insensatas, ao tomarem as suas candeias, não levaram azeite consigo; 
enquanto as prudentes, com as suas candeias, levaram azeite nas almotolias. 


Como o noivo demorava, começaram a dormitar e adormeceram. 
A meio da noite, ouviu-se um brado: 'Aí vem o noivo, ide ao seu encontro!’ 
Todas aquelas virgens despertaram, então, e aprontaram as candeias. 
As insensatas disseram às prudentes: 'Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas candeias estão a apagar-se.’ 
Mas as prudentes responderam: 'Não, talvez não chegue para nós e para vós. Ide, antes, aos vendedores e comprai-o.’ 
Mas, enquanto foram comprá-lo, chegou o noivo; as que estavam prontas entraram com ele para a sala das núpcias, e fechou-se a porta. 
Mais tarde, chegaram as outras virgens e disseram: 'Senhor, senhor, abre-nos a porta!’ 
Mas ele respondeu: 'Em verdade vos digo: Não vos conheço.’ 
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Beato João Paulo II (1920-2005), papa 
Motu proprio «Spes aedificandi» (01/10/1999), § 9 

«Os dons e o chamamento de Deus são irrevogáveis» (Rom 11,29)


O encontro com o cristianismo não foi motivo para ela [Edith Stein] repudiar as suas raízes hebraicas; pelo contrário, ajudou-a a redescobri-las em plenitude. Isto, porém, não lhe poupou a incompreensão por parte dos familiares; sobretudo a desaprovação da própria mãe causou-lhe uma dor intensa. Na verdade, todo o seu caminho de perfeição cristã se distinguiu, não só pela solidariedade humana para com o seu povo de origem, mas também por uma verdadeira partilha espiritual da vocação dos filhos de Abraão, marcados pelo mistério do chamamento e dos «dons irrevogáveis» de Deus (cf. Rom 11, 29). 


De modo particular, tornou próprio o sofrimento do povo judeu, na medida em que este aumentava naquela feroz perseguição nazi que permanece, juntamente com outras graves expressões do totalitarismo, uma das mais obscuras e vergonhosas manchas da Europa do nosso século. Sentiu então que, no extermínio sistemático dos judeus, a cruz de Cristo era carregada pelo seu povo, e assumiu-a na sua pessoa com a sua deportação e execução no tristemente célebre campo de Auschwitz-Birkenau. 


Hoje, voltando-nos para Teresa Benedita da Cruz, reconhecemos no seu testemunho de vítima inocente, por um lado, a imitação do Cordeiro imaculado e o protesto erguido contra todas as violações dos direitos fundamentais da pessoa e, por outro, o penhor daquele renovado encontro de judeus e cristãos que, na linha anunciada pelo Concílio Vaticano II, está a conhecer uma prometedora fase de abertura recíproca. Declarar hoje Edith Stein co-Padroeira da Europa significa colocar no horizonte do Velho Continente um estandarte de respeito, de tolerância e de hospitalidade, que convida os homens e as mulheres a entenderem-se e a aceitarem-se para além das diferenças étnicas, culturais e religiosas, formando assim uma sociedade verdadeiramente fraterna. 


Possa, portanto, crescer a Europa! Possa ela crescer como Europa do espírito, na esteira do melhor da sua história, que encontra na santidade a sua expressão mais elevada.

publicado por portucalia às 16:50

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15

18
23

25
27
28
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO