PORTUCÁLIA

Abril 30 2013
Veja como os japoneses conquistaram Rio Preto
São José do Rio Preto, 18 de junho de 2008 
  Thomaz Vita Neto  
Neta de japoneses, Érika Carmona é apaixonada pelos mangás

Michelle Berti e Vivian Lima

“Foram 45 dias em um navio bem grande. Foi uma viagem emocionante, mas triste. A tia que me cuidou ficou chorando na plataforma. Chegando ao Brasil, tudo estranho e diferente. E daí começou vida nova.” Com estas palavras, a imigrante Matsue Mikita Hattori, 77 anos, descreve sua chegada ao Brasil, no dia 3 de novembro de 1937. Como ela, outros tantos japoneses deixaram para trás o país de origem e a família e partiram para o Brasil em busca de um sonho: a prosperidade, que imaginavam encontrar em meio aos pés de café. Mas antes da chegada de Matsue, outros imigrantes pioneiros já tinham sentido o choque cultural pelo qual ela passou na década de 30. Os primeiros 781 japoneses vinculados ao acordo imigratório estabelecido entre Brasil e Japão pisaram em solo brasileiro no dia 18 de junho de 1908. Há exatamente cem anos. Desembarcaram em Santos depois de uma longa viagem a bordo do navio Kasato Maru. Já a chegada à região de Rio Preto ocorreu quase uma década depois do primeiro desembarque em porto brasileiro.

A vinda dos imigrantes foi motivada pelo desemprego e outros problemas econômicos que assolaram o Japão. A intenção dos japoneses era trabalhar cerca de cinco anos e depois retornar para a terra natal. Mas o destino se encarregou de impedir que muitos completassem esse desejo. Com as mãos que por tantos anos trabalharam na lavoura brasileira, Matsue escreveu uma espécie de biografia, memórias de uma vida difícil que ficarão gravadas em pouco mais de 15 páginas de um caprichoso caderno verde. Ao mesmo tempo em que registrou a própria história, Matsue, que mora em Rio Preto, escreveu capítulos da vida de muitos japoneses que vieram em busca de nova vida no Ocidente. “Hoje, ao olhar para trás, sei o quanto sofremos. Mas a vontade de vencer era tanta que nem sentíamos as dores dos momentos difícieis”, afirma a senhora. Em um dos trechos de suas lembraças, ela escreve: “Que sofrimento. Muitas vezes olhava para o céu e perguntava a razão dessa vida sofrida. Levantava os dois braços para cima e dizia: me ajuda Senhor.”


Divulgação
781 estrangeiros orientais cruzou o mundo no navio Kasato Maru e completa hoje um século de chegada ao País 

A chegada ao Brasil
As dificuldades começaram na adaptação a uma terra nova, com clima, hábitos e línguas diferentes. “Meus pais eram vizinhos de brasileiros e não entendiam nada do que eles diziam.” Junto dela e dos pais, vieram também as irmãs Fukyoko (chamada de Florinda), Kyoko (chamada Célia) e mais dois tios. A família foi trabalhar na fazenda Tonani, no município de Olímpia. Ela descreve a colônia como um lugar de “casas simples e humildes, com tábuas muito feias e telhas de modelo antigo.” Nos dois primeiros anos, a colheita foi boa, e o sonho de voltar para o Japão ficava mais próximo. Mas quando, no quarto ano, a família arrendou terra para plantar, o destino de sorte mudou. Os tios partiram para outras fazendas, a mãe ficou doente, com tifo. As lembranças deste tempo são sombrias. “A lamparina de querosene que usava para clarear parecia que não clareava nada. Estava tudo escuro e vazio dentro do coração.” Com a mãe doente, as filhas ficaram responsáveis pela comida, preparada em um fogão de tijolos. O pai vendeu os porcos e todos os guarda-chuvas de casa (deixando apenas um) para comprar remédios para a mãe.Quando ela se recuperou, foi o pai que adoeceu. Ele teve apendicite.
Sérgio Menezes
Matsue e o marido Tokio Hattori: vida de muito trabalho e superação no Brasil 


A família se mudou para Guaraci, mas a ausência de vizinhos fez com que eles trocassem a roça de algodão por um arrendamento entre Fernandópolis e Votuporanga. Nesta época, a mãe de Matsue teve mais cinco filhos. Matsue, com 19 anos, “trabalhava como homem na lavoura, sempre acompanhando o pai.” No ano de 1951, a jovem e a irmã Florinda casaram-se. Matsue conta, encabulada, que na época um casamenteiro arranjava os enlaces entre as famílias japonesas. Ela se casou com Tokio Hattori, cuja história de vida é semelhante: ele veio para o Brasil com quase cinco anos e trabalhava na lavoura próximo de Morro Agudo (na região de Ribeirão Preto). O trabalho na roça fez com que Tokio desenvolvesse uma alergia aos agrotóxicos. Com isso, a família, que já contava com quatro filhos, mudou-se para Rio Preto, onde ele foi trabalhar em uma fábrica de óleo. Ela dedicava-se à horta e às crianças. Apesar das dificuldades que não pararam de surgir (o marido teve um grave problema de coluna devido ao trabalho), eles se consideram pessoas abençoadas hoje. “Mas nós estamos bem. Somos aposentados e vivemos com a ajuda dos filhos. Nos divertimos com gateball, esporte oriental. Estamos felizes, graças a Deus. E a vida continua.”
Sérgio Menezes

>> TOSHIMI ONISHI 
Nasceu no dia 30 de julho de 1917 em Mie Ken, Japão. Chegou ao Brasil no dia 27 de maio de 1926. De Santos foi trabalhar na lavoura de café na fazenda Santa Adélia, na região mogiana. orou nas cidades de Marília e Barretos e veio para Rio Preto no ano de 1966. Casou-se com Sumyo Onishi com quem teve os seguintes filhos: Toshico, Iooji, Pedro, Renata e Paulo. Tem cinco netos e um bisneto.
 
publicado por portucalia às 17:28

Abril 30 2013

publicado por portucalia às 14:45

Abril 30 2013

Morre em hospital a menina de 5 anos estuprada na Índia

Jornal do Brasil

PUBLICIDADE

A menina de 5 anos estuprada e torturada há duas semanas morreu em um hospital da Índia. Segundo osmédicos, ela teve uma parada cardíaca na noite desta segunda-feira.

Um porta-voz do hospital Care de Nagpur, no estado de Maharashtra Oeste, informou que a garota já não reagia mais ao tratamento.

A menina foi encontrada inconsciente pelos pais no dia 18 de abril, no Estado de Madhya Pradesh, um dia depois de ter sido violentada por um homem de 35 anos que a deixou abandonada em uma granja. A polícia prendeu um suspeito no Estado de Bihar.

publicado por portucalia às 14:36

Abril 30 2013
TEXTOS DE SÃO JOSEMARIA

30 de abril de 2013

“Que eu não torne a voar colado à terra!”


Meu Senhor Jesus: faz que eu sinta e secunde de tal modo a tua graça, que esvazie o meu coração..., para que o preenchas Tu, meu Amigo, meu Irmão, meu Rei, meu Deus, meu Amor! (Forja, 913)


Vejo-me como um pobre passarinho que, acostumado a voar somente de árvore em árvore ou, quando muito, até à varanda de um terceiro andar..., um dia, na sua vida, se encheu de brios para chegar até o telhado de um modesto prédio, que não era precisamente um arranha-céus...

Mas eis que o nosso pássaro é arrebatado por uma águia - que o tomou erradamente por uma cria da sua raça - e, entre aquelas garras poderosas, o passarinho sobe, sobe muito alto, acima das montanhas da terra e dos cumes nevados, acima das nuvens brancas e azuis e rosáceas, mais acima ainda, até olhar o sol de frente... E então a águia, soltando o passarinho, diz-lhe: anda lá, voa!

- Senhor, que eu não torne a voar colado à terra!, que esteja sempre iluminado pelos raios do divino Sol - Cristo - na Eucaristia!, que o meu vôo não se interrompa enquanto não alcançar o descanso do teu Coração! (Forja, 39) [Topo] 

       http://www.opusdei.org.br/art.php?p=15288

publicado por portucalia às 14:30

Abril 30 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Terça-feira, dia 30 de Abril de 2013

Terça-feira da 5ª semana da Páscoa


Santo do dia : S. Pio V, papa, +1572,  S. José Bento Cottolengo, presbítero, fundador, +1842 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
São : «Deixo-vos a paz; dou-vos a Minha paz» 

Livro dos Actos dos Apóstolos 14,19-28.

Naqueles dias, apareceram, vindos de Antioquia e de Icónio, alguns judeus que aliciaram o povo, apedrejaram Paulo e, julgando-o morto, arrastaram-no para fora da cidade. 
Mas, como os discípulos o tivessem rodeado, ele ergueu-se e voltou para a cidade. No dia seguinte, partiu para Derbe com Barnabé. 
Depois de terem anunciado a Boa-Nova àquela cidade e de terem feito numerosos discípulos, Paulo e Barnabé voltaram a Listra, Icónio e Antioquia. 
Fortaleciam a alma dos discípulos, encorajavam-nos a manterem-se firmes na fé, porque, diziam eles: «Temos de sofrer muitas tribulações para entrarmos no Reino de Deus.» 
Depois de lhes terem constituído anciãos em cada igreja, pela imposição das mãos, e de terem feito orações acompanhadas de jejum, recomendaram-nos ao Senhor, em quem tinham acreditado. 
A seguir, atravessaram a Pisídia, chegaram à Panfília e, 
depois de anunciarem a palavra em Perga, desceram a Atália. 
De lá, foram de barco para Antioquia, de onde tinham partido, confiados na graça de Deus, para o trabalho que agora acabavam de realizar. 
Assim que chegaram, reuniram a igreja e contaram tudo o que Deus fizera com eles, e como abrira aos pagãos a porta da fé. 
E demoraram-se bastante tempo com os discípulos. 


Evangelho segundo S. João 14,27-31a.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Deixo-vos a paz; dou-vos a minha paz. Não é como a dá o mundo, que Eu vo-la dou. Não se perturbe o vosso coração nem se acobarde. 
Ouvistes o que Eu vos disse: 'Eu vou, mas voltarei a vós.' Se me tivésseis amor, havíeis de alegrar-vos por Eu ir para o Pai, pois o Pai é mais do que Eu. 
Digo-vo-lo agora, antes que aconteça, para crerdes quando isso acontecer. 
Já não falarei muito convosco, pois está a chegar o dominador deste mundo; ele nada pode contra mim, 
mas o mundo tem de saber que Eu amo o Pai e actuo como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui!» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

São (Padre) Pio de Pietrelcina (1887-1968), capuchinho 
Carta, AdFP, 549 

«Deixo-vos a paz; dou-vos a Minha paz»

O Espírito de Deus é espírito de paz; mesmo quando cometemos os mais graves pecados, Ele faz-nos sentir uma dor tranquila, humilde e confiante, devido, precisamente, à Sua misericórdia. Ao invés, o espírito do mal excita, exaspera e faz-nos sentir, quando pecamos, uma espécie de cólera contra nós; e no entanto o nosso primeiro gesto de caridade deveria justamente ser para com nós próprios. Portanto, quando és atormentado por certos pensamentos, tal agitação não te vem nunca de Deus, mas do demónio; porque Deus, sendo espírito de paz, só pode dar-te serenidade.




publicado por portucalia às 14:27

Abril 29 2013

21 exercícios de neuróbica que deixam o cérebro afiado

Evitar fazer tudo no automático ajuda a turbinar a memória e a concentração

POR NATALIA DO VALE - PUBLICADO EM 24/05/2010

<input ... > <input ... >

Quem foi que disse que o cérebro não precisa de exercícios para se manter ativo? Se o nosso corpo necessita de malhação para ficar sempre em ordem e cheio de disposição, por que com a mente seria diferente? 

O cérebro também vai perdendo sua capacidade produtiva ao longo dos anos e, se não for treinado com exercícios, pode falhar. O neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro Mantenha seu Cérebro Vivo, criou o que é chamado de neuróbica, ou seja, uma ginástica específica para o cérebro. 

A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. É comum não prestamos atenção naquilo que fazemos de forma mecânica, por isso costumamos esquecer das ações que executamos pouco tempo depois.

"O objetivo da neuróbica é estimular os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e então, melhore seu poder de concentração e a sua memória", explica a psicóloga especialista em análise comportamental e cognitiva, Mariuza Pregnolato. "Não se trata de acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que é realizado diariamente". 

neuróbica

Para o neurologista da Unifesp Ivan Okamoto, tais exercícios ajudam a desenvolver habilidades motoras e mentais que não costumamos ter em nosso dia a dia, porém, tais habilidades em nada se relacionam com a memória. 

"Se você é destro e começa a escrever com a mão esquerda, desenvolverá sua coordenação motora de modo a conseguir escrever com as duas mãos e caso um dia, tenha algum problema que limite a escrita com a mão direita, terá a esquerda bem capacitada para isso. Mas o fato de praticar este tipo de exercício não significa que você se verá livre de problemas como esquecer de pagar as contas, tomar o remédio, ou algo do gênero", explica o especialista. 

Como funciona a neuróbica?
A neuróbica consiste na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nosso dia a dia, alterando nossa forma de percepção, sem, contudo, ter que modificar nossa rotina. O objetivo é executar de forma consciente as ações que levam à reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com o vizinho que nunca dá bom dia, mas que mexem com aspectos físicos, emocionais e mentais do nosso corpo. "São esses hábitos que ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável", explica Mariuza Pregnolato.

Quanto mais o cérebro é treinado, mais afiado ele ficará, mas para isso não precisa se matar nos testes de QI ou nas palavras cruzadas para ter resultados satisfatórios. "Estas atividades funcionam, mas a neuróbica é ainda mais simples. Em vez de se inscrever em um super desafio de matemática e ficar decorando fórmulas, que tal vestir-se de olhos fechados ou andar de trás para frente?", sugere a especialista. A proposta da neuróbica é mudar o comportamento rotineiro para "forçar" a memória. Por isso, é recomendável virar fotos de cabeça para baixo para concentrar a atenção ou usar um novo caminho para ir ao trabalho. 
 

neuróbica

O papel dos sentidos
O programa de exercícios da neuróbica oferece ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos - visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos "sentidos" de cunho emocional e social.

"Os exercícios usam os cinco sentidos para estimular a tendência natural do cérebro de formar associações entre diferentes tipos de informações, assim, quando você veste uma roupa no escuro, coloca seus sentidos em sinal de alerta para a nova situação. Se a visão foi dificultada, e é isso que faz com que você sinta o efeito dos exercícios, outros sentidos serão aguçados como compensação", explica Mariuza. 

Para estimular o paladar, uma dica bacana é fazer combinações gastronômicas inusitadas. Já pensou em misturar doce com salgado? Maionese com leite condensado?  

Saiba mais

Corpinho de 40 e mente de 20! 
A neuróbica não vai lhe devolver o cérebro dos vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o seu arquivo de memórias. "Não dá para aumentar nossa capacidade cerebral, o que acontece é que com os exercícios você consegue ativar áreas do seu cérebro que deixou de usar por falta de treino", explica Mariuza.

"Você só estimula o cérebro se o exercita, por isso quem sempre esteve atento a esta questão terá menos problemas de saúde cerebral, como demência e doenças cognitivas, como Alzheimer". 

21 dicas para você montar seu treino 
O desafio da neuróbica é fazer tudo aquilo que contraria ações automáticas, obrigando o cérebro a um trabalho adicional, por isso: 

1-Use o relógio de pulso no braço direito;

2-Ande pela casa de trás para frente;

3-Vista-se de olhos fechados; 

4-Estimule o paladar, coma comidas diferentes; 

5-Leia ou veja fotos de cabeça para baixo concentrando-se em pormenores nos quais nunca tinha reparado; 

6-Veja as horas num espelho; 

7-Troque o mouse do computador de lado;

8-Escreva ou escove os dentes utilizando a mão esquerda - ou a direita, se for canhoto;

9-Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual; 

10-Introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro; 

11-Folheie uma revista e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Agora pense 25 adjetivos que ache que a descrevem a imagem ou o tema fotografado; 

12-Quando for a um restaurante, tente identificar os ingredientes que compõem o prato que escolheu e concentre-se nos sabores mais subtis. No final, tire a prova dos nove junto ao garçom ou chef; 

neuróbica

13-Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram a sala, feche os olhos e enumere-os; 

14-Selecione uma frase de um livro e tente formar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras; 

15-Experimente jogar qualquer jogo ou praticar qualquer atividade que nunca tenha tentado antes. 

16-Compre um quebra cabeças e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu; 

17-Experimente memorizar aquilo que precisa comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista. Utilize técnicas de memorização ou separe mentalmente o tipo de produtos que precisa. Desde que funcionem, todos os métodos são válidos; 

18-Recorrendo a um dicionário, aprenda uma palavra nova todos os dias e tente introduzi-la (adequadamente!) nas conversas que tiver; 

19-Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar. Durante o dia escreva os pontos principais de que se lembrar; 

20-Ao ler uma palavra pense em outras cinco que começam com a mesma letra; 

21-A proposta é mudar o comportamento rotineiro. Tente, faça alguma atividade diferente com seu outro lado do corpo e estimule o seu cérebro. Se você é destro, que tal escrever com a outra mão? 

neuróbica

Hábitos saudáveis
Outra atitude indispensável para manter a memória sempre afiada, é prestar atenção na qualidade de vida. O neurologista Ivan Okamoto sugere um estilo de vida mais tranquilo, com alimentação balanceada, sem vícios e com a prática regular de exercícios físicos para manter o corpo e a mente saudáveis. 

"A melhor maneira de manter a memória em dia é cuidar da saúde, por isso é importante evitar cigarro e bebidas alcoólicas, seguir uma dieta equilibrada, praticar exercícios e exercitar o cérebro. Manter a atividade mental, seja trabalhando ou participando de alguma atividade em grupo, ajuda a elevar a autoestima e deixar a memória a todo vapor", explica o especialista.  

publicado por portucalia às 22:37

Abril 29 2013

Evangelho segundo S. João 14,21-26.

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quem recebe os meus mandamentos e os observa esse é que Me tem amor; e quem Me tiver amor será amado por meu Pai, e Eu o amarei e hei-de manifestar-Me a ele.» Perguntou-lhe Judas, não o Iscariotes: «Porque te hás-de manifestar a nós e não te manifestarás ao mundo?» Respondeu-lhe Jesus: «Se alguém me tem amor, há-de guardar a minha palavra; e o meu Pai o amará, e Nós viremos a ele e nele faremos morada. Quem não me tem amor não guarda as minhas palavras; e a palavra que ouvis não é minha, mas é do Pai, que me enviou». «Fui-vos revelando estas coisas enquanto tenho permanecido convosco; mas o Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, esse é que vos ensinará tudo, e há-de recordar-vos tudo o que Eu vos disse.» Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org

 

Comentário ao Evangelho do dia feito por : Cardeal Joseph Ratzinger (Bento XVI, Papa de 2005 a 2013) Der Gott Jesu Christi «O Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em Meu nome» Diferentemente das palavras «Pai» e «Filho», o nome do Espírito Santo, a terceira pessoa divina, não é a expressão de uma especificidade; designa pelo contrário, o que é comum a Deus. Ora é justamente aí que aparece o que é «próprio» à terceira pessoa; Ela é «o que é comum», a unidade do Pai e do Filho, a Unidade em pessoa. O Pai e o Filho são um na medida em que vão para além de Si próprios; são um nessa terceira pessoa, na fecundidade do dom. Tais afirmações não poderão nunca ser mais do que aproximações; não podemos reconhecer o Espírito a não ser através dos Seus efeitos. Consequentemente, a Escritura nunca descreve o Espírito em Si mesmo; só fala da maneira como Ele vem ao homem e como Se diferencia dos outros espíritos. [...] Judas Tadeu pergunta: «Senhor, porque é que Te manifestas a nós e não ao mundo?» A resposta de Jesus parece passar ao lado desta pergunta: «Se alguém Me ama, viverá segundo a Minha palavra, Nós viremos a ele e faremos nele a Nossa morada». Na verdade é a resposta exacta à pergunta do discípulo e à nossa pergunta sobre o Espírito. Não se pode expor o Espirito de Deus como uma mercadoria. Só O pode ver aquele que O traz em si. Ver e vir, ver e permanecer, andam aqui juntos e são indissociáveis. O Espírito Santo permanece na palavra de Jesus e não se obtém a Palavra com discursos, mas através da constância, através da vida.

publicado por portucalia às 17:48

Abril 29 2013

Duas xícaras de café por dia reduz pela metade risco de câncer de mama reaparecer, segundo pesquisa

Cafeína combinada com medicação colabora na prevenção da doença, segundo especialistas

Do R7

Xícara de café ajuda a prevenir o câncer de mama, diz pesquisaThinkstock

Beber duas xícaras de café por dia reduz pela metade o risco do câncer de mama voltar em pacientes que já tiveram a doença, de acordo com um novo estudo da Universidade de Lund, na Suécia. A informação foi publicada no Daily Mail nesta sexta-feira (26).

De acordo com a publicação, o café aumenta o efeito do remédio tamoxifeno, usado no tratamento da doença.

Para chegar a esta conclusão, os especialistas observaram o desenvolvimento do câncer de mama em 600 pacientes da região sul da Suécia durante durante um período de cinco anos. Cerca de 300 mulheres tomaram esta droga, que é prescrita em casos pós cirúrgicos.

Marido comove o mundo ao mostrar luta da mulher contra o câncer

Maria Simonsson, estudante de doutorado em oncologia na Universidade de Lund, disse que o índice de volta da doença entre os pacientes que tomaram a pílula junto com duas ou mais xícaras de café por dia foi menor.

Aumenta casos de câncer de mama entre jovens

Pesquisadores da mesma universidade já haviam ligado o consumo de café a um menor risco de desenvolver certos tipos de câncer de mama. Segundo eles, a cafeína tem demonstrado que ajuda a impedir o crescimento de células cancerosas.

Segundo a equipe, este estudo envolvendo o papel do café na prevenção e tratamento do câncer sublinha a necessidade de mais pesquisas, de acordo com a equipe.

publicado por portucalia às 17:43

Abril 29 2013

Bento XVI regressa ao Vaticano




 










 











O Papa emérito Bento XVI vai mudar-se esta semana para um mosteiro, no Vaticano, onde vai ficar a residir definitivamente.




publicado por portucalia às 17:37

Abril 29 2013

Tu?... Soberba? - De quê?” Tu?... Soberba? - De quê? (Caminho, 600) Quando o orgulho se apossa da alma, não é de estranhar que venham detrás todos os vícios, como que em fila: a avareza, as intemperanças, a inveja, a injustiça. O soberbo tenta inutilmente destronar Deus - que é misericordioso para com todas as criaturas -, a fim de se instalar ele no sólio divino, ele que atua com entranhas de crueldade. Temos de pedir ao Senhor que não nos deixe cair nesta tentação. A soberba é o pior e o mais ridículo dos pecados. Se consegue atenazar alguém com as suas múltiplas alucinações, a pessoa atacada veste-se de aparência, enche-se de vazio, empertiga-se como o sapo da fábula, que inchava o bucho, presunçosamente, até que explodiu. A soberba é desagradável, mesmo humanamente: quem se considera superior a todos e a tudo está continuamente contemplando-se a si próprio e desprezando os outros, e estes correspondem-lhe escarnecendo da sua vã fatuidade. (Amigos de Dios, 100) [Topo] http://www.opusdei.org.br/art.php?p=15287

publicado por portucalia às 17:03

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


21
27



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO