PORTUCÁLIA

Fevereiro 28 2013

Papa deixa Vaticano para retiro em Castel Gandolfo e faz sua última aparição

Em seu último dia como pontífice, quando renuncia às 16 horas em Castel Gandolfo, Bento 16 pede união dos 'príncipes' durante conclave para sua sucessão

iG São Paulo | 28/02/2013 13:25:01 - Atualizada às 28/02/2013 14:06:29

Bento 16 deixou o Vaticano nesta quinta-feira pela última vez como papa, voando de helicóptero para chegar ao retiro de férias do Vaticano horas antes de se tornar o primeiro pontífice em quase 600 anos a renunciar  oficialmente às 20 horas locais (16 horas de Brasília).

Reunião: Papa se despede de cardeais e promete 'obediência incondicional' a sucessor

Galeria de fotos: Relembre trajetória de Bento 16 em imagens

 

AP
Helicóptero levando papa Bento 16 para Castel Gandolfo deixa o Vaticano em Roma

 

Análise: Papa de 'transição', Bento 16 enfatizou resgate da tradição católica

11 de fevereiro de 2013: Papa Bento 16 anuncia renúncia ao cargo

Enquanto seu assessor mais próximo chorava a seu lado, Bento 16 se despediu de autoridades do Vaticano reunidas no jardim de San Damaso do Palácio Apostólico, com uma corporação da Guarda Suíça a postos.

Bento 16 voou de carro para o heliporto no topo de uma colina nos jardins do Vaticano e embarcou em um helicóptero juntamente com seu secretário, o monsenhor Georg Gaenswein, para uma jornada de 15 minutos até o Castel Gandolfo . Sinos soaram enquanto o helicóptero decolava.

Retiro: Castel Gandolfo será lar de Bento 16 por dois meses

Após chegar, Bento 16 fez sua última aparição pública ao cumprimentar os fiéis a partir de um balcão no local. "Esse é um dia diferente. Ainda sou pontífice. Depois das 20 horas não serei mais", disse à multidão.

Antes de partir, Bento 16 prometeu sua " reverência e obediência incondicionais " a seu sucessor em palavras proferidas em seu último encontro com os cardeais. Com a afirmação, o pontífice tentou neutralizar preocupações sobre possíveis conflitos que possam surgir por causa da situação tão particular - a existência de um " papa emérito " durante a governança de um papa.

Em um discurso inesperado, Bento 16 também deu instruções finais aos "príncipes" da Igreja, responsáveis por eleger seu sucessor no conclave , pedindo-lhes união durante a difícil tarefa de escolher o 266º líder de 1,2 bilhão de católicos no mundo. "Que o Colégio de Cardeais funcione como uma orquestra, na qual a diversidade - expressão da Igreja universal - sempre trabalhe em direção a um acordo mais harmonioso", disse.

Antecipação: Papa muda legislação da Igreja e permite a cardeais iniciar conclave antes

 

Reprodução/Vatican Player
Papa Bento 16 faz discurso em encontro com cardeais no Vaticano no dia de sua renúncia

 

Desafios: Disputas, rivalidades e traições do Vaticano aguardam próximo papa

Sua afirmação foi vista como uma referência clara às divisões internas cada vez mais profundas que vieram à tona nos últimos meses, após o vazamento de documentos do Vaticano, que expuseram lutas de poder e acusações de corrupção dentro da Santa Sé.

O papa disse que rezaria pelos cardeais nos próximos dias, quando eles começarem a escolher seu sucessor. "Entre vocês está também o futuro papa, a quem eu prometo minha reverência e obediência incondicionais", disse Bento 16 ao final da audiência.

Papa emérito

A decisão de Bento 16 de viver no Vaticano após sua renúncia e o fato de que será chamado de "papa emérito" e de "Sua Santidade" e vestirá a batina branca associada ao papado aprofundaram as preocupações sobre a influência que ele poderia exercer no próximo pontificado.

Mas Bento 16 tentou afastar essas preocupações dizendo que, uma vez que renunciasse, ficaria "escondido do mundo " . Em seu discurso final ao público na Praça de São Pedro na quarta, ele afirmou que não estava voltando à sua vida particular, mas, em vez disso, a uma nova forma de serviços à Igreja por meio da oração.

Última audiência geral: Bento 16 se despede do público na Praça de São Pedro

A decisão de Bento 16 foi saudada e entendida pela maioria. Cardeais, autoridades do Vaticano e católicos se uniram em torno dele em reconhecimento de seu estado frágil e da necessidade da Igreja por um líder mais forte.

Veja imagens da despedida do papa:

Papa Bento 16 cumprimenta fiéis da janela de sua residência em Castel Gandolfo, Itália (28/02/2013). Foto: AP
1/17

publicado por portucalia às 17:22

Fevereiro 28 2013

Quinta-feira, dia 28 de Fevereiro de 2013

Quinta-feira da 2ª da Quaresma


Santo do dia : S. Torcato, bispo, séc. I,  Beato Daniel Brottier, presbítero, +1936 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 


Santo Isaac: «Sofro terrivelmente nesta fornalha» 

Livro de Jeremias 17,5-10.

Assim fala o Senhor: Maldito aquele que confia no homem e conta somente com a força humana, afastando o seu coração do Senhor. 
Assemelha-se ao cardo do deserto; mesmo que lhe venha algum bem, não o sente, pois habita na secura do deserto, numa terra salobra, onde ninguém mora. 
Bendito o homem que confia no Senhor, que tem no Senhor a sua esperança. 
É como a árvore plantada perto da água, a qual estende as raízes para a corrente; não teme quando vem o calor, e a sua folhagem fica sempre verdejante. Não a inquieta a seca de um ano e não deixará de dar fruto. 
Nada mais enganador que o coração, tantas vezes perverso: quem o pode conhecer? 
Eu, o Senhor, penetro os corações e sondo as entranhas, a fim de recompensar cada um pela sua conduta e pelos frutos das suas acções. 


Evangelho segundo S. Lucas 16,19-31.

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho fino e fazia todos os dias esplêndidos banquetes. 
Um pobre, chamado Lázaro, jazia ao seu portão, coberto de chagas. 
Bem desejava ele saciar-se com o que caía da mesa do rico; mas eram os cães que vinham lamber-lhe as chagas. 
Ora, o pobre morreu e foi levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. 
Na morada dos mortos, achando-se em tormentos, ergueu os olhos e viu, de longe, Abraão e também Lázaro no seu seio. 
Então, ergueu a voz e disse: 'Pai Abraão, tem misericórdia de mim e envia Lázaro para molhar em água a ponta de um dedo e refrescar-me a língua, porque estou atormentado nestas chamas.' 
Abraão respondeu-lhe: 'Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em vida, enquanto Lázaro recebeu somente males. Agora, ele é consolado, enquanto tu és atormentado. 
Além disso, entre nós e vós há um grande abismo, de modo que, se alguém pretendesse passar daqui para junto de vós, não poderia fazê-lo, nem tão pouco vir daí para junto de nós.' 
O rico insistiu: 'Peço-te, pai Abraão, que envies Lázaro à casa do meu pai, pois tenho cinco irmãos; 
que os previna, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.' 
Disse lhe Abraão: 'Têm Moisés e os Profetas; que os oiçam!' 
Replicou-lhe ele: 'Não, pai Abraão; se algum dos mortos for ter com eles, hão-de arrepender-se.' 
Abraão respondeu-lhe: 'Se não dão ouvidos a Moisés e aos Profetas, tão-pouco se deixarão convencer, se alguém ressuscitar dentre os mortos.'» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Santo Isaac, o Sírio (século VII), monge em Nínive, perto de Mossul 
Discurso, 1 ª Série, n º 84 

«Sofro terrivelmente nesta fornalha»

Quanto a mim, penso que aqueles que são atormentados no inferno o são pelos golpes  do amor. Pois não há coisa mais amarga e mais violenta que os tormentos do amor! Os que sentem que pecaram contra o amor carregam consigo uma condenação bem maior que as mais temidas punições. O sofrimento inscrito no coração pelo pecado contra o amor é mais dilacerante que qualquer outro tormento.


É completamente absurdo pensar que os pecadores do inferno estão privados do amor de Deus. O amor é filho do conhecimento da verdade, que é dado na sua totalidade. Pelo seu próprio poder, o amor age de duas maneiras: atormenta os pecadores, como acontece aqui na terra um amigo atormentar outro amigo; e regozija-se com os que fazem o que devem fazer. Em minha opinião, o tormento do inferno é o remorso. Mas as almas dos que estão no alto estão na embriaguez do deleite.

publicado por portucalia às 17:12

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



26


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO