PORTUCÁLIA

Fevereiro 01 2013

 Atenção! Aquele notável líder da classe trabalhadora aproveitava-se da morte de um companheiro e da fragilidade da mulher — que tinha ido ao órgão de classe para cuidar da pensão — para, como se diz por aí, “passar o pente”. Que outra expressão do sindicalismo ou da política teria superado a revelação de que tinha na galeria dos homens admiráveis e admirados Hitler e Khomeini. Por quê? “Porque estavam do lado dos menos favorecidos…”, ele explicou.

“Lá está o Reinaldo querendo ressuscitar velharias…” Não! Já demonstrei que não são velharias. As escolhas que Lula fez na política externa, por exemplo, indicam que coerência com seu passado. As escolhas que faz na política interna são compatíveis com aquela visão de mundo. E ousaria mesmo dizer que certos sucessos de sua vida privada — com repercussões na esfera pública — remetem àquela espreitador de viuvinhas. No sindicato, na Presidência e no partido, ele nunca soube distinguir suas necessidades privadas das questões coletivas. Isso está dado pelos fatos.

publicado por portucalia às 12:28

Fevereiro 01 2013

Em 27 dias, o Espírito Santo registrou 5.325 de casos de dengue, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). O último boletim se refere ao levantamento da quarta semana epidemiológica, no período entre 30 de dezembro de 2012 e 26 de janeiro de 2013.

Ainda de acordo com a Sesa,  desse total, 84 são suspeitas da forma grave da doença, com complicação e dengue hemorrágica. Um óbito foi confirmado e cinco casos ainda estão sendo investigados. Essas informações são enviadas à secretaria até o dia anterior à divulgação do boletim epidemiológico.

Segundo a coordenadora da vigilância epidemiológica da Sesa, Gilsa Rodrigues, o Espírito Santo é o 3º estado com maior número de casos de dengue, ficando atrás de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Para Rodrigues, os números de casos suspeitos de dengue têm aumentado em função de alguns fatores, como a circulação do vírus do tipo 4, período de chuva e moradores que esquecem de tomar os devidos cuidados.

Em todo o ano de 2012, foram registrados 22.248 casos, contra 54.648, em  2011.

publicado por portucalia às 12:17

Fevereiro 01 2013

Sexta-feira, dia 01 de Fevereiro de 2013

Sexta-feira da 3ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Beata Ana Michelotti, religiosa fundadora, +1887,  Beata Maria Ana Vaillot, religiosa, mártir, +1794,  Beata Odília (Otília) Baumgarten, religiosa, mártir, +1794

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Beato John Henry Newman : As parábolas do Reino 

Carta aos Hebreus 10,32-39.

Irmãos: Recordai os primeiros dias nos quais, depois de terdes sido iluminados, 
suportastes a grande luta dos sofrimentos, tanto sendo expostos publicamente a insultos e tribulações, como sendo solidários com os que assim eram tratados. 
Tomastes parte nos sofrimentos dos encarcerados, aceitastes com alegria a confiscação dos vossos bens, sabendo que possuís bens melhores e mais duradouros. 
Não percais, pois, a vossa confiança, à qual está reservada uma grande recompensa. 
Na realidade, tendes necessidade de perseverança, para que, tendo cumprido a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 
Pois ainda um pouco, de facto, um pouco apenas, e o que há-de vir, virá e não tardará.
O meu justo viverá pela fé, mas, se ele voltar atrás, a minha alma não encontrará nele satisfação. 
Nós, porém, não somos daqueles que voltam atrás para a perdição, mas homens de fé para a salvação da nossa alma. 


Evangelho segundo S. Marcos 4,26-34.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «O Reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. 
Quer esteja a dormir, quer se levante, de noite e de dia, a semente germina e cresce, sem ele saber como. 
A terra produz por si, primeiro o caule, depois a espiga e, finalmente, o trigo perfeito na espiga. 
E, quando o fruto amadurece, logo ele lhe mete a foice, porque chegou o tempo da ceifa.» 
Dizia também: «Com que havemos de comparar o Reino de Deus? Ou com qual parábola o representaremos? 
É como um grão de mostarda que, ao ser deitado à terra, é a mais pequena de todas as sementes que existem; 
mas, uma vez semeado, cresce, transforma-se na maior de todas as plantas do horto e estende tanto os ramos, que as aves do céu se podem abrigar à sua sombra.» 
Com muitas parábolas como estas, pregava-lhes a Palavra, conforme eram capazes de compreender. 
Não lhes falava senão em parábolas; mas explicava tudo aos discípulos, em particular. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 





Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Beato John Henry Newman (1801-1890), presbítero, fundador do Oratório em Inglaterra 
Sermão «The Invisible World» PPS, vol. 4, n°13 

As parábolas do Reino

Tal é o Reino escondido de Deus: do mesmo modo que está agora escondido, assim será revelado no momento dado. Os homens pensam que são os donos do mundo e que podem fazer o que querem. [...] Na verdade, aparentemente «tudo permanece igual desde o início» e os trocistas perguntam: «Em que fica a promessa da Sua vinda?» (2P 3,4) Mas, no tempo designado, haverá uma «revelação dos filhos de Deus» e os santos escondidos «resplandecerão como o sol no Reino de Seu Pai» (Rm 8,19; Mt 13,43).


Quando os anjos apareceram aos pastores, aconteceu de repente. [...] A noite parecia ser igual a todas as outras noites, tal como a noite em que Jacob teve a sua visão parecia igual a todas as outras noites (Gn 28,11ss). Os pastores velavam os seus rebanhos e viam a noite passar, as estrelas seguiam o seu curso, era meia-noite; não pensavam em tal coisa quando o anjo lhes apareceu. Tais são o poder e a virtude escondidas no visível: manifestam-se quando Deus quer. [...]


Quem poderia conceber, dois ou três meses antes da Primavera, que a face da natureza, aparentemente morta, pudesse tornar-se tão esplêndida e variada? [...] O mesmo acontece com essa Primavera eterna que todos os cristãos esperam: ela virá, ainda que venha tarde. Esperemo-la, pois «O que há-de vir, virá e não tardará» (Heb 10,37). É por isso que dizemos em cada dia: «Venha a nós o Vosso reino», o que quer dizer: Senhor mostra-Te a nós; mostra-Te, «Tu que estás sentado sobre os querubins. Resplandece; mostra a Tua grandeza e vem em nosso auxílio» (cf Sl 80,2-3). A terra que vemos já não nos satisfaz: não é senão um princípio, uma promessa do que há-de vir. Mesmo no seu maior esplendor, coberta de todas as suas flores, quando mostra da maneira mais sedutora o que mantém escondido, mesmo assim não nos chega. Sabemos que há nela mais coisas do que as que vemos. [...] O que vemos não é senão a camada exterior dum reino eterno. É nesse reino que fixamos os olhos da nossa fé.

publicado por portucalia às 11:52

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



26


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO