PORTUCÁLIA

Setembro 05 2012
1961
O presidente Kennedy ordena a retomada dos testes nucleares americanos, mas somente em laboratório ou subterrâneos, sem risco de precipitação radioativa na atmosfera.

1964
Morre no Rio de Janeiro o deputado San Tiago Dantas, ministro da Fazenda e das Relações Exteriores no governo Goulart.

1986
Um helicóptero Sikorsky S-58T da empresa brasileira Líder Táxi Aéreo cai ou é abatido por rebeldes no Suriname, sem vítimas.

1995
O reinício dos testes nucleares da França no atol de Mururoa desencadeia protestos em todo o mundo.

2002
A igreja N. S. do Rosário em Pirenópolis, a mais antiga de Goiás, é devastada pelas chamas.

publicado por portucalia às 14:32

Setembro 05 2012

Quarta-feira, dia 05 de Setembro de 2012

Quarta-feira da 22ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Beata Teresa de Calcutá, religiosa, +1997 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Catecismo da Igreja Católica: «Ora a sogra de Simão estava com muita febre» 

1ª Carta aos Coríntios 3,1-9.

Irmãos: Não pude falar-vos como a simples homens espirituais, mas como a homens carnais, como a criancinhas em Cristo. 
Foi leite que vos dei a beber e não alimento sólido, que ainda não podíeis suportar. Nem mesmo agora podeis, visto que sois ainda carnais. 
Pois se há entre vós rivalidades e contendas, não é porque sois carnais e procedeis de modo meramente humano? 
Quando um diz: «Eu sou de Paulo»; e outro: «Eu sou de Apolo», não estais a proceder como simples homens? 
Pois, quem é Apolo? Quem é Paulo? Simples servos, por cujo intermédio abraçastes a fé, e cada um actuou segundo a medida que o Senhor lhe concedeu. 
Eu plantei, Apolo regou, mas foi Deus quem deu o crescimento. 
Assim, nem o que planta nem o que rega é alguma coisa, mas só Deus, que faz crescer. 
Tanto o que planta como o que rega formam um só, e cada um receberá a recompensa, conforme o seu próprio trabalho. 
Pois, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois o seu terreno de cultivo, o edifício de Deus. 


Evangelho segundo S. Lucas 4,38-44.

Naquele tempo, deixando a sinagoga, Jesus entrou em casa de Simão. A sogra de Simão estava com muita febre, e intercederam junto dele em seu favor. 
Inclinando-se sobre ela, ordenou à febre e esta deixou-a; ela erguendo-se, começou imediatamente a servi-los. 
Ao pôr-do-sol, todos quantos tinham doentes, com diversas enfermidades, levavam-lhos; e Ele, impondo as mãos a cada um deles, curava-os. 
Também de muitos saíam demónios, que gritavam e diziam: «Tu és o Filho de Deus!» Mas Ele repreendia-os e não os deixava falar, porque sabiam que Ele era o Messias. 
Ao romper do dia, saiu e retirou-se para um lugar solitário. As multidões procuravam-no e, ao chegarem junto dele, tentavam retê-lo, para que não se afastasse delas. 
Mas Ele disse-lhes: «Tenho de anunciar a Boa-Nova do Reino de Deus também às outras cidades, pois para isso é que fui enviado.» 
E pregava nas sinagogas da Judeia. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Catecismo da Igreja Católica 
§§ 309-310 

«Ora a sogra de Simão estava com muita febre»

Se Deus Todo-Poderoso, criador do mundo ordenado e bom, cuida de todas as Suas criaturas, por que existe o mal? Não existe nenhuma resposta rápida para esta pergunta tão urgente quanto inevitável, tão dolorosa quanto misteriosa. É o conjunto da fé cristã que constitui a resposta a esta pergunta: a bondade da criação, o drama do pecado, o amor paciente de Deus que vem ao encontro do homem pelas Suas alianças, pela Encarnação redentora do Seu Filho, pela dádiva do Espírito, pela reunião da Igreja, pela força dos sacramentos, pelo apelo a uma vida bem-aventurada à qual as criaturas livres são antecipadamente convidadas a consentir, mas à qual também antecipadamente podem escusar-se. Não há uma linha da mensagem cristã que não seja em parte uma resposta à questão do mal.


Porque não terá Deus criado um mundo tão perfeito que nenhum mal aí conseguisse existir? Segundo o Seu poder infinito, Deus poderia sempre criar qualquer coisa melhor (São Tomás de Aquino). Porém, na Sua sabedoria e bondade infinitas, Deus quis livremente criar um mundo «a caminho» da sua perfeição. No desígnio de Deus, este devir comporta o aparecimento de certos seres e o desaparecimento de outros, com o mais perfeito mas também o menos perfeito, com as construções da natureza mas também as destruições. Com o bem físico existe também o mal físico enquanto a criação não atingir a sua perfeição.

publicado por portucalia às 14:14

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12

20
21

27

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO