PORTUCÁLIA

Agosto 14 2012

 

Sonda já enviou diversas imagens de Marte e uma delas deixou muita gente intrigada.
  • 39
  • Visualizações15.037 visualizações
Por Rafael Gazzarrini em 13 de Agosto de 2012

(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

A sonda Curiosity chegou com segurança ao planeta Marte e já tirou diversas fotografias para a NASA. A imagem acima faz parte desse “repertório”, mas ela acabou deixando muita gente curiosa, pois há uma sombra estranha no horizonte da paisagem. Será que é um alienígena? Ruínas de uma velha civilização?

A agência espacial americana desmentiu rapidamente qualquer tipo de boato, afirmando que a massa disforme é apenas poeira, levantada pelo impacto do Sky Crane (parte do sistema de voo da Curiosity) em solo marciano.



Leia mais em:http://www.tecmundo.com.br/mega-curioso/28326-curiosity-foto-de-marte-causa-polemica.htm#ixzz23TH3AOYt

publicado por portucalia às 00:17

Agosto 14 2012

Segunda-feira, dia 13 de Agosto de 2012

Segunda-feira da 19ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Santo Hipólito, presbítero, mártir, +235,  S. Ponciano, papa, mártir, +235

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Santo Ambrósio : «Os filhos estão isentos» 

Livro de Ezequiel 1,2-5.24-28c.

No quinto dia do mês - era o quinto ano do cativeiro do rei Jeconias - 
a palavra de Deus foi dirigida a Ezequiel, filho do sacerdote Buzi, na Caldeia, nas margens do rio Cabar, e a mão do SENHOR estava sobre ele. 
Olhando vi que do norte soprava um vento fortíssimo: uma nuvem espessa acompanhada de um clarão e uma massa de fogo resplandecente à volta; no meio dela, via-se algo semelhante ao aspecto de um metal resplandecente. 
E ao centro, distinguia-se a imagem de quatro seres viventes, todos com aspecto humano. 
Eu escutava o ruído das asas como o barulho das grandes torrentes, como a voz do Omnipotente, quando eles avançavam, ou como o ruído do campo de batalha; quando paravam, as asas baixavam. 
E, por cima da abóbada, que ficava sobre as suas cabeças, fazia-se um grande ruído; quando paravam, as asas baixavam. 
Pela parte de cima da abóbada, que ficava sobre as suas cabeças, estava uma coisa semelhante a pedra de safira, em forma de trono, e sobre esta espécie de trono, no alto, pela parte de cima, um ser com aspecto humano. 
E verifiquei que, do que parecia ser da cintura para cima, tinha como que um brilho vermelho, algo como fogo, à sua volta; e da cintura para baixo, vi como que fogo, espalhando um clarão à sua volta. 
O esplendor à sua volta parecia o arco-íris que aparece nas nuvens nos dias de chuva. Era algo que tinha o aspecto da glória do SENHOR. Contemplei e prostrei-me com o rosto por terra. E ouvi uma voz que falava. 


Evangelho segundo S. Mateus 17,22-27.

Naquele tempo, estando ainda Jesus e os discípulos na Galileia,  disse-lhes Jesus: «O Filho do Homem tem de ser entregue nas mãos dos homens, 
que o matarão; mas, ao terceiro dia, ressuscitará.» E eles ficaram profundamente consternados. 
Entrando em Cafarnaúm, aproximaram-se de Pedro os cobradores do imposto do templo e disseram-lhe: «O vosso Mestre não paga o imposto?» 
Ele respondeu: «Paga, sim». Quando chegou a casa, Jesus antecipou-se, dizendo: «Simão, que te parece? De quem recebem os reis da terra impostos e contribuições? Dos seus filhos, ou dos estranhos?» 
E como ele respondesse: «Dos estranhos», Jesus disse-lhe: «Então, os filhos estão isentos. 
No entanto, para não os escandalizarmos, vai ao mar, deita o anzol, apanha o primeiro peixe que nele cair, abre-lhe a boca e encontrarás lá um estáter. Toma-o e dá-lho por mim e por ti.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Santo Ambrósio (c. 340-397), bispo de Milão, doutor da Igreja 
Comentário ao Salmo 48, 14-15; CSEL 64, 368-370 

«Os filhos estão isentos»

Cristo reconciliou o mundo com Deus; por isso, certamente Ele próprio não teve necessidade de reconciliação. Com efeito, que pecado teria a expiar, se não cometeu pecado algum? Ao reclamarem os judeus as duas dracmas que deviam ser dadas, segundo a Lei, por causa do pecado, Ele disse a Pedro: «Simão, que te parece? De quem recebem os reis da terra impostos e contribuições? Dos seus filhos, ou dos estranhos?» Pedro respondeu: «Dos estranhos.» Então o Senhor disse: «Então, os filhos estão isentos. No entanto, para não os escandalizarmos, vai ao mar, deita o anzol, apanha o primeiro peixe que nele cair, abre-lhe a boca e encontrarás lá um estáter. Toma-o e dá-lho por Mim e por ti.»


Ele mostra assim que não é por Si próprio que deve expiar os pecados, porque Ele não era escravo do pecado; como Filho de Deus, estava liberto de todo o erro. De facto, o Filho é livre, mas o escravo está sujeito ao pecado. Portanto, Aquele que é inteiramente livre nada tinha de pagar pelo resgate da Sua vida, e o Seu sangue podia redimir, poderosamente, os pecados do mundo inteiro. Podia pois libertar os outros, Esse que nada tem a dever.


Mas irei mais longe. Cristo não é o único a não ter de pagar pela Sua própria redenção ou pela expiação dos Seus pecados; ao consideramos cada homem, é compreensível que nenhum tenha de pagar pela sua expiação pessoal. Porque Cristo expiou por todos, é a redenção de todos.

publicado por portucalia às 00:13

Agosto 12 2012

Domingo, dia 12 de Agosto de 2012 19º Domingo do Tempo Comum - Ano B Festa da Igreja : XIX Domingo do Tempo Comum (semana III do saltério) Santo do dia : Santa Joana Francisca de Chantal, viúva, religiosa, fundadora, +1641, Beato Amadeu da Silva, religioso, +1482, Santa Beatriz, virgem, mártir, +304 Ver comentário em baixo, ou carregando aqui Santa Faustina Kowalska : «Se alguém comer deste pão, viverá eternamente» Livro de 1º Reis 19,4-8. Naqueles dias, Elias entrou no deserto e andou o dia inteiro. Depois sentou-se debaixo de um junípero e, desejando a morte, exclamou: “Já basta, Senhor. Tirai-me a vida, porque não sou melhor do que meus pais”. Deitou-se por terra e adormeceu à sombra do junípero. Nisto, um Anjo tocou-lhe e disse: “Levanta-te e come”. Ele olhou e viu à sua cabeceira um pão cozido sobre pedras quentes e uma bilha de água. Comeu e bebeu e tornou a deitar-se. O Anjo do Senhor veio segunda vez, tocou-lhe e disse-lhe: “Levanta-se e come, porque ainda tens um longo caminho a percorrer”. Elias levantou-se, comeu e bebeu. Depois, fortalecido com aquele alimento, caminhou durante quarenta dias e quarenta noites até ao monte de Deus, Horeb. Carta aos Efésios 4,30-32.5,1-2. Irmãos: Não ofendais o Espírito Santo de Deus, selo com o qual fostes marcados para o dia da redenção. Toda a espécie de azedume, raiva, ira, gritaria e injúria desapareça de vós, juntamente com toda a maldade. Sede, antes, bondosos uns para com os outros, compassivos; perdoai-vos mutuamente, como também Deus vos perdoou em Cristo. Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos bem amados, e procedei com amor, como também Cristo nos amou e se entregou a Deus por nós como oferta e sacrifício de agradável odor.

 

Evangelho segundo S. João 6,41-51. Naquele tempo, os judeus murmuravam de Jesus, por Ele ter dito: 'Eu sou o pão que desceu do Céu'; e diziam: «Não é Ele Jesus, o filho de José, de quem nós conhecemos o pai e a mãe? Como se atreve a dizer agora: 'Eu desci do Céu'?» Jesus disse-lhes, em resposta: «Não murmureis entre vós. Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não atrair; e Eu hei-de ressuscitá-lo no último dia. Está escrito nos profetas: E todos serão ensinados por Deus. Todo aquele que escutou o ensinamento que vem do Pai e o entendeu vem a mim. Não é que alguém tenha visto o Pai, a não s

er aquele que tem a sua origem em Deus: esse é que viu o Pai. Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Os vossos pais comeram o maná no deserto, mas morreram. Este é o pão que desce do Céu; se alguém comer dele, não morrerá. Eu sou o pão vivo, o que desceu do Céu: se alguém comer deste pão, viverá eternamente; e o pão que Eu hei-de dar é a minha carne, pela vida do mundo.» Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org


Comentário ao Evangelho do dia feito por : Santa Faustina Kowalska (1905-1938), religiosa Diário, 1393 (Fátima, Marianos da Imaculada Conceição, 2003) «Se alguém comer deste pão, viverá eternamente» Jesus, Pão dos anjos, delícia do meu coração, Todo o meu ser em Vós se abisma em fundura. E vivo como os que no céu têm eleição, Certa da vida sem fim, ainda que na sepultura. Jesus eucaristia, Vós, ó Deus imortal, E que sempre permaneceis em meu coração, E enquanto Vos tenho não há morte fatal Diz-me o amor que de Vós, por fim, terei visão. Abismo-me em Vossa divina vida. Olho o céu, quase aberto, tranquilizada, E a morte envergonhada fito de fugida, Pois divina vida na minh'alma é encerrada. Senhor, que pelo Vosso santo querer A morte venha este meu corpo tocar, Desejo o mais breve tal enlace acontecer. Pois assim na vida eterna hei-de ingressar. Jesus, vida da minha alma, eucaristia, Vós me elevastes às esferas eternas, Em terrível suplício pela Paixão e agonia.

publicado por portucalia às 17:14

Agosto 11 2012

 

«Uma sinfonia do cérebro» ou «um espectáculo de pirotecnia». Estes são alguns dos termos usados pelos cientistas para referirem-se à resposta do cérebro no momento do orgasmo. Mas embora o prazer proporcionado por essa sensação seja de conhecimento geral, quais são os benefícios para a saúde?

Magdalena Salamanca, psicanalista especializada em sexo que trabalha em Espanha, disse à BBC que a ausência do prazer sexual pode provocar doenças e transtornos mentais.

«É importante porque o orgasmo é a satisfação de um dos instintos mais importantes do ser humano, que é o sexual», diz.

Ela destacou ainda que muitos dos problemas de cunho social ou profissional estão vinculados à insatisfação sexual. «Por exemplo, a ansiedade é um dos transtornos mais relacionados com a ausência do orgasmo».

Além disso, a psicóloga Ana Luna disse que «fisiologicamente, a descarga de muitas tensões que o ser humano acumula produz-se através do orgasmo».


Há alguns meses, cientistas da Universidade de Rutgers, no Estado americano de Nova Jersey, determinaram que o orgasmo activa mais de 80 diferentes regiões do cérebro.

Utilizando imagens de ressonância magnética do cérebro de uma mulher de 54 anos enquanto tinha um orgasmo, os cientistas descobriram que no acto quase todo o cérebro se torna amarelo, o que indica que o órgão está praticamente todo activo.

Os níveis de oxigénio no cérebro também reflectem um espectro que vai desde o vermelho intenso até um amarelo claro, e isto tem um impacto em todo organismo.


«Há outros benefícios porque todo esse sangue oxigenado que flui pelo corpo chega aos sensores da pele e vai para todos os órgãos», diz a psicóloga Ana Luna.

Já Magdalena Salamanca destaca que a saúde física e psíquica estão muito vinculadas à satisfação sexual proporcionada pelo orgasmo, o que o estudo da Universidade Rutgers parece comprovar.

A pesquisa mostrou como a actividade cerebral iniciada pelo orgasmo propaga-se por todo o sistema límbico, relacionado com as emoções e a personalidade.

Por isso, psicólogos como Ana Luna acreditam que o orgasmo é uma parte essencial de uma personalidade sadia.

«Quando você não tem um orgasmo toda essa energia fica presa», diz a estudiosa, acrescentando que muitas vezes a ausência do prazer sexual torna a pessoa irritadiça, triste, rabugenta e até mesmo com dificuldades em sorrir.

publicado por portucalia às 15:09

Agosto 11 2012

A cura de um menino leitura Orante Mt 17,14-20 Quando eles chegaram perto da multidão, um homem foi até perto de Jesus, ajoelhou-se diante dele e disse: - Senhor, tenha pena do meu filho! Ele é epilético e tem ataques tão fortes, que muitas vezes cai no fogo ou na água. Eu o trouxe para os seus discípulos a fim de que eles o curassem, mas eles não conseguiram. Jesus respondeu: - Gente má e sem fé! Até quando ficarei com vocês? Até quando terei de agüentá-los? Tragam o menino aqui! Então deu uma ordem, o demônio saiu, e no mesmo instante o menino ficou curado. Depois os discípulos chegaram perto de Jesus, em particular, e perguntaram: - Por que foi que nós não pudemos expulsar aquele demônio? Jesus respondeu: - Foi porque vocês não têm bastante fé. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: "Saia daqui e vá para lá", e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa! Leitura Orante Preparo-me para a Leitura Orante rezando com todos os que circulam e buscam encontrar-se com Deus pela web: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Espírito Santo, tu que vieste dos céus abertos, do Pai, e que permaneceste conosco,em Jesus, tu que habitas, pela fé, nos nossos corações, abre-nos à Palavra! Seja a nossa inteligência e a nossa vontade, terreno bom, onde tu possas trabalhar com liberdade, de modo que a nossa vida seja sinal eloquente da tua caridade. Amém. 1. Leitura (Verdade) O que diz o texto do dia? Leio atentamente o texto: Mt 17,14-20, e observo pessoas, palavras, relações, lugares. Mais um encontro de Jesus com os sofredores, a dor humana, o sofrimento. Os apóstolos tentam expulsar o demônio, mas não conseguem. Aflito o fica pai e chateados, decepcionados ficam os apóstolos porque não entendem sua incapacidade. Decidem por recorrer diretamente a Jesus. O pai ajoelha-se diante dele e implora: "Senhor, tenha pena do meu filho". Por duas vezes, depois de curar o filho daquele homem, Jesus fala da falta de fé: " Gente má e sem fé!" "Vocês não têm bastante fé". Em particular, Jesus explica fazendo uma comparação: "se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: "Saia daqui e vá para lá", e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa!" Ele diz "qualquer coisa", ou seja, não existem barreiras, dificuldades que não sejam vencidas por quem tem fé. 2. Meditação (Caminho) O que o texto diz para mim, hoje? Concordo com os bispos da América Latina que afirmaram em Aparecida: "Implica em contemplar a Deus com os olhos da fé através de sua Palavra revelada e o contato vivificador dos Sacramentos, a fim de que, na vida cotidiana, vejamos a realidade que nos circunda à luz de sua providência e a julguemos segundo Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, e atuemos a partir da Igreja, Corpo Místico de Cristo e Sacramento universal de salvação, na propagação do Reino de Deus, que se semeia nesta terra e que frutifica plenamente no Céu". (DAp, 19). 3.Oração (Vida) O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo: Jesus Mestre, santificai minha mente e aumentai minha fé. Jesus, Mestre vivo na Igreja, todos à vossa escola. Jesus Mestre, libertai-me do erro, dos pensamentos inúteis e das trevas eternas. Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero. Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor. caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus. Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós. Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós. Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor. Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo Jesus caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante das pessoas. Jesus vida, fazei que minha contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria (Bem-aventurado Tiago Alberione) 4.Contemplação (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Meu novo olhar é de fé. Não me basta fazer oração.Preciso exercitar-me na fé. Lembro-me da Palavra que o Senhor disse a Moisés: "Eu estarei com você!" (Ex 3,12). Bênção

publicado por portucalia às 14:46

Agosto 11 2012

A cura de um menino leitura Orante Mt 17,14-20 Quando eles chegaram perto da multidão, um homem foi até perto de Jesus, ajoelhou-se diante dele e disse: - Senhor, tenha pena do meu filho! Ele é epilético e tem ataques tão fortes, que muitas vezes cai no fogo ou na água. Eu o trouxe para os seus discípulos a fim de que eles o curassem, mas eles não conseguiram. Jesus respondeu: - Gente má e sem fé! Até quando ficarei com vocês? Até quando terei de agüentá-los? Tragam o menino aqui! Então deu uma ordem, o demônio saiu, e no mesmo instante o menino ficou curado. Depois os discípulos chegaram perto de Jesus, em particular, e perguntaram: - Por que foi que nós não pudemos expulsar aquele demônio? Jesus respondeu: - Foi porque vocês não têm bastante fé. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: "Saia daqui e vá para lá", e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa! Leitura Orante Preparo-me para a Leitura Orante rezando com todos os que circulam e buscam encontrar-se com Deus pela web: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Espírito Santo, tu que vieste dos céus abertos, do Pai, e que permaneceste conosco,em Jesus, tu que habitas, pela fé, nos nossos corações, abre-nos à Palavra! Seja a nossa inteligência e a nossa vontade, terreno bom, onde tu possas trabalhar com liberdade, de modo que a nossa vida seja sinal eloquente da tua caridade. Amém. 1. Leitura (Verdade) O que diz o texto do dia? Leio atentamente o texto: Mt 17,14-20, e observo pessoas, palavras, relações, lugares. Mais um encontro de Jesus com os sofredores, a dor humana, o sofrimento. Os apóstolos tentam expulsar o demônio, mas não conseguem. Aflito o fica pai e chateados, decepcionados ficam os apóstolos porque não entendem sua incapacidade. Decidem por recorrer diretamente a Jesus. O pai ajoelha-se diante dele e implora: "Senhor, tenha pena do meu filho". Por duas vezes, depois de curar o filho daquele homem, Jesus fala da falta de fé: " Gente má e sem fé!" "Vocês não têm bastante fé". Em particular, Jesus explica fazendo uma comparação: "se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: "Saia daqui e vá para lá", e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa!" Ele diz "qualquer coisa", ou seja, não existem barreiras, dificuldades que não sejam vencidas por quem tem fé. 2. Meditação (Caminho) O que o texto diz para mim, hoje? Concordo com os bispos da América Latina que afirmaram em Aparecida: "Implica em contemplar a Deus com os olhos da fé através de sua Palavra revelada e o contato vivificador dos Sacramentos, a fim de que, na vida cotidiana, vejamos a realidade que nos circunda à luz de sua providência e a julguemos segundo Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, e atuemos a partir da Igreja, Corpo Místico de Cristo e Sacramento universal de salvação, na propagação do Reino de Deus, que se semeia nesta terra e que frutifica plenamente no Céu". (DAp, 19). 3.Oração (Vida) O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo: Jesus Mestre, santificai minha mente e aumentai minha fé. Jesus, Mestre vivo na Igreja, todos à vossa escola. Jesus Mestre, libertai-me do erro, dos pensamentos inúteis e das trevas eternas. Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero. Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor. caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus. Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós. Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós. Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor. Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo Jesus caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante das pessoas. Jesus vida, fazei que minha contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria (Bem-aventurado Tiago Alberione) 4.Contemplação (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Meu novo olhar é de fé. Não me basta fazer oração.Preciso exercitar-me na fé. Lembro-me da Palavra que o Senhor disse a Moisés: "Eu estarei com você!" (Ex 3,12). Bênção

publicado por portucalia às 14:45

Agosto 10 2012

'Jeitinho brasileiro me ajudou', diz executivo de missão da Nasa
08 de agosto de 2012  16h45  atualizado às 17h37

Brasileiro participa da missão que levou a sonda Curiosity a Marte. Foto: Ramon De Paula/Arquivo Pessoal/BBC Brasil

Brasileiro participa da missão que levou a sonda Curiosity a Marte
Foto: Ramon De Paula/Arquivo Pessoal/BBC Brasil

Natural de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, e trabalhando na Nasa há quase três décadas, Ramon de Paula, 59 anos, é um dos três brasileiros envolvidos na missão da agência espacial americana que levou o jipe-robô Curiosity a Marte nesta semana.

Vivendo nos Estados Unidos desde os 17 anos, o engenheiro é um dos executivos nas missões de Marte no quartel-general da Nasa em Washington. Como um dos chefes desses programas, tem entre suas principais atribuições resolver problemas técnicos e burocráticos.

Ele comemorou o sucesso da missão Mars Science Laboratory quando o jipe-robô Curiosity tocou o solo do "planeta vermelho" na última segunda-feira. "Foi um alívio, um momento muito, muito emocional", diz De Paula, em entrevista à BBC Brasil.

"Tivemos algumas questões nas últimas três semanas, mas não poderíamos mais adiar a descida", acrescenta. "Foi uma sensação de dever cumprido, de ter ultrapassado dificuldades e momentos de muita pressão. Foram US$ 2,5 bilhões, a missão para Marte mais cara até hoje."

O brasileiro celebrou ao lado de mais de mil cientistas, engenheiros e técnicos envolvidos na missão, e disse que o momento de alegria fez valer a pena todo o esforço dos últimos anos. Além dele, mais dois brasileiros integram a missão: Jaqueline Lyra e Nilton Rennó.

"O 'marco' histórico dessa missão só vai ser conhecido daqui a cerca de dois anos, quando os dados científicos começarem a chegar", afirma o engenheiro. "Mas hoje a chegada do Curiosity a Marte já representa um passo tecnológico muito importante para a humanidade."

Para ele, que gerencia projetos que envolvem mais de 500 pessoas, o "jeitinho brasileiro" foi decisivo em sua carreira. "Ser brasileiro definitivamente me ajudou", afirma. "Minha função é achar solução para todos os problemas relacionados às missões, e tudo que aprendi no Brasil, aliado à nossa cultura foram fatores decisivos."

"Meu mantra aqui é: sempre tem um jeito de resolver o problema. Nem todas as culturas têm essa flexibilidade diante de desafios", acrescenta. De Paula conta que precisa tomar decisões a todo momento. "São avaliações de risco, aspectos políticos, técnicos, financeiros e científicos das missões. Temos de responder ao Congresso americano e à Casa Branca, por exemplo, pois são eles que decidem nosso orçamento."

publicado por portucalia às 15:48

Agosto 10 2012

'Jeitinho brasileiro me ajudou', diz executivo de missão da Nasa
08 de agosto de 2012  16h45  atualizado às 17h37

Brasileiro participa da missão que levou a sonda Curiosity a Marte. Foto: Ramon De Paula/Arquivo Pessoal/BBC Brasil

Brasileiro participa da missão que levou a sonda Curiosity a Marte
Foto: Ramon De Paula/Arquivo Pessoal/BBC Brasil

Natural de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, e trabalhando na Nasa há quase três décadas, Ramon de Paula, 59 anos, é um dos três brasileiros envolvidos na missão da agência espacial americana que levou o jipe-robô Curiosity a Marte nesta semana.

Vivendo nos Estados Unidos desde os 17 anos, o engenheiro é um dos executivos nas missões de Marte no quartel-general da Nasa em Washington. Como um dos chefes desses programas, tem entre suas principais atribuições resolver problemas técnicos e burocráticos.

Ele comemorou o sucesso da missão Mars Science Laboratory quando o jipe-robô Curiosity tocou o solo do "planeta vermelho" na última segunda-feira. "Foi um alívio, um momento muito, muito emocional", diz De Paula, em entrevista à BBC Brasil.

"Tivemos algumas questões nas últimas três semanas, mas não poderíamos mais adiar a descida", acrescenta. "Foi uma sensação de dever cumprido, de ter ultrapassado dificuldades e momentos de muita pressão. Foram US$ 2,5 bilhões, a missão para Marte mais cara até hoje."

O brasileiro celebrou ao lado de mais de mil cientistas, engenheiros e técnicos envolvidos na missão, e disse que o momento de alegria fez valer a pena todo o esforço dos últimos anos. Além dele, mais dois brasileiros integram a missão: Jaqueline Lyra e Nilton Rennó.

"O 'marco' histórico dessa missão só vai ser conhecido daqui a cerca de dois anos, quando os dados científicos começarem a chegar", afirma o engenheiro. "Mas hoje a chegada do Curiosity a Marte já representa um passo tecnológico muito importante para a humanidade."

Para ele, que gerencia projetos que envolvem mais de 500 pessoas, o "jeitinho brasileiro" foi decisivo em sua carreira. "Ser brasileiro definitivamente me ajudou", afirma. "Minha função é achar solução para todos os problemas relacionados às missões, e tudo que aprendi no Brasil, aliado à nossa cultura foram fatores decisivos."

"Meu mantra aqui é: sempre tem um jeito de resolver o problema. Nem todas as culturas têm essa flexibilidade diante de desafios", acrescenta. De Paula conta que precisa tomar decisões a todo momento. "São avaliações de risco, aspectos políticos, técnicos, financeiros e científicos das missões. Temos de responder ao Congresso americano e à Casa Branca, por exemplo, pois são eles que decidem nosso orçamento."

publicado por portucalia às 15:47

Agosto 10 2012

Sexta-feira, dia 10 de Agosto de 2012

São Lourenço, Diácono e Mártir - Festa


Santo do dia : S. Lourenço, diácono, mártir, +258 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Santo Agostinho : «Quem se ama a si mesmo, perde-se; quem se despreza a si mesmo, neste mundo, assegura para si a vida eterna» 

2ª Carta aos Coríntios 9,6-10.

Irmãos: Ficai sabendo: Quem pouco semeia, também pouco colherá; mas quem semeia com generosidade, com generosidade também colherá. 
Cada um dê como dispôs em seu coração, sem tristeza nem constrangimento, pois Deus ama quem dá com alegria. 
E Deus tem poder para vos cumular de toda a espécie de graça, para que, tendo sempre e em tudo quanto vos é necessário, ainda vos sobre para as boas obras de todo o género. 
Como está escrito: Distribuiu, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. 
Aquele que dá a semente ao semeador e o pão em alimento, também vos dará a semente em abundância e multiplicará os frutos da vossa justiça. 


Evangelho segundo S. João 12,24-26.

Naquele tempo, disse Jesus aos discípulos:«Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto. 
Quem se ama a si mesmo, perde-se; quem se despreza a si mesmo, neste mundo, assegura para si a vida eterna. 
Se alguém me serve, que me siga, e onde Eu estiver, aí estará também o meu servo. Se alguém me servir, o Pai há-de honrá-lo. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (Norte de África), doutor da Igreja 
Sermão 304 

«Quem se ama a si mesmo, perde-se; quem se despreza a si mesmo, neste mundo, assegura para si a vida eterna»

Na Igreja de Roma, o bem-aventurado Lourenço exercia as funções de diácono. Era ele que distribuía aos fiéis o Sangue sagrado de Cristo e foi aí que derramou o próprio sangue pelo nome de Cristo. [...] O apóstolo São João trouxe à luz o mistério da Ceia do Senhor quando disse: «Ele, Jesus, deu a Sua vida por nós; assim também nós devemos dar a vida pelos nossos irmãos» (1Jo 3,16). São Lourenço compreendeu isso, meus irmãos, compreendeu-o e fê-lo; preparou esta oferenda para que fosse consumida nesta mesa. Amou a Cristo com a sua vida; e imitou-O na sua morte.


E nós, meus irmãos, se O amamos verdadeiramente, devemos imitá-Lo. A melhor prova que Lhe podemos dar do nosso amor é imitar os Seus exemplos: «Cristo também padeceu por vós, deixando-vos o exemplo, para que sigais os Seus passos» (1Pe 2,21). [...] No jardim do Senhor há verdadeiramente todo o tipo de flores: não apenas as rosas dos mártires, mas também os lírios das virgens, a hera das pessoas casadas, as violetas das viúvas. Absolutamente nenhuma categoria de pessoas, meus bem-amados, deve desesperar da sua vocação: o Senhor sofreu por todos. [...] É pois preciso compreender como é que o cristão deve seguir Cristo sem derramar o seu sangue nem enfrentar os sofrimentos do martírio.


O apóstolo Paulo diz a respeito de Cristo Senhor: «Ele, que é de condição divina, não considerou como uma usurpação ser igual a Deus». Que majestade! «No entanto, esvaziou-Se a Si mesmo, tomando a condição de servo. Tornando-Se semelhante aos homens e sendo, ao manifestar-Se, identificado como homem» (Fl 2,6s). Como Cristo Se humilhou! Cristo humilhou-Se. Eis portanto, cristão, aquilo que está à tua disposição. «Tornando-Se obediente» (v. 8): então por que és orgulhoso? [...] Em seguida, depois de ter ido até ao fim do Seu rebaixamento e de ter derrubado a morte, Cristo subiu ao céu: sigamo-Lo.

publicado por portucalia às 15:38

Agosto 09 2012

Quinta-feira, dia 09 de Agosto de 2012

Santa Teresa Benedita da Cruz


Santo do dia : Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), religiosa, mártir, padroeira da Europa, +1942 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Santa Teresa Benedita da Cruz : Sumo-Sacerdote da Nova Aliança 

Livro de Oseias 2,16b.17.21-22.

Eis o que diz o Senhor: «É assim que a vou seduzir: ao deserto a conduzirei, para lhe falar ao coração. 
Dar-lhe-ei então as suas vinhas e o vale de Acor será como porta de esperança. Aí, ela responderá como no tempo da sua juventude, como nos dias em que subiu da terra do Egipto. 
Então, te desposarei para sempre; desposar-te-ei conforme a justiça e o direito, com amor e misericórdia. 
Desposar-te-ei com fidelidade, e tu conhecerás o SENHOR. 


Evangelho segundo S. Mateus 25,1-13.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «O Reino do Céu será semelhante a dez virgens que, tomando as suas candeias, saíram ao encontro do noivo. 
Ora, cinco delas eram insensatas e cinco prudentes. 
As insensatas, ao tomarem as suas candeias, não levaram azeite consigo; 
enquanto as prudentes, com as suas candeias, levaram azeite nas almotolias. 
Como o noivo demorava, começaram a dormitar e adormeceram. 
A meio da noite, ouviu-se um brado: 'Aí vem o noivo, ide ao seu encontro!’ 
Todas aquelas virgens despertaram, então, e aprontaram as candeias. 
As insensatas disseram às prudentes: 'Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas candeias estão a apagar-se.’ 
Mas as prudentes responderam: 'Não, talvez não chegue para nós e para vós. Ide, antes, aos vendedores e comprai-o.’ 
Mas, enquanto foram comprá-lo, chegou o noivo; as que estavam prontas entraram com ele para a sala das núpcias, e fechou-se a porta. 
Mais tarde, chegaram as outras virgens e disseram: 'Senhor, senhor, abre-nos a porta!’ 
Mas ele respondeu: 'Em verdade vos digo: Não vos conheço.’ 
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) (1891-1942), carmelita, mártir, co-padroeira da Europa 
De «A Oração da Igreja» (1936) 

Sumo-Sacerdote da Nova Aliança

A nossa alma é um templo de Deus e isso, só por si, abre-nos uma perspectiva vasta e completamente nova. A vida de oração de Jesus é a chave para compreendermos a oração da Igreja. [...] Cristo tomou parte no culto divino do Seu povo, levado a cabo publicamente no Templo e segundo as prescrições da Lei. [...] Ele estabeleceu a mais profunda ligação entre essa liturgia e a oferenda da Sua própria pessoa e, ao atribuir-lhe assim o seu verdadeiro e pleno significado de acção de graças da Criação para com o seu Criador, conduziu a liturgia da Antiga à sua realização na Nova Aliança.


Por outro lado, Jesus não tomou parte apenas no culto divino público prescrito pela Lei. Os evangelhos fazem referências ainda mais numerosas à Sua oração solitária, no silêncio da noite, no cimo das montanhas ou em lugares desertos (Mt 14,23; Mc 1,35; 6,46; Lc 5,16). Quarenta dias e quarenta noites de oração precederam a Sua vida pública (Mt 4,1-2). Retirou-Se para o silêncio da montanha antes de escolher os Seus Apóstolos (Lc 6,12) e de os enviar em missão. Na hora do Monte das Oliveiras, preparou a Sua subida ao Gólgota. O brado com que Se dirigiu ao Pai nessa mais penosa de todas as horas da Sua vida é-nos revelado em poucas palavras [...], palavras essas que são como que um relâmpago que por um instante ilumina e torna mais clara para nós a vida íntima da Sua alma, o insondável mistério do Seu ser de Homem-Deus e do Seu diálogo com o Pai.


Este diálogo durou toda a Sua vida, sem nunca sofrer qualquer interrupção. Jesus rezava interiormente, não só quando Se afastava das multidões, mas também quando Se encontrava entre as pessoas.

publicado por portucalia às 17:05

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
15

19
20
22
23

26
27


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO