PORTUCÁLIA

Junho 26 2012

Os Moçambicanos recordaram 37 anos de independência, um percurso que foi marcado por esperanças mas igualmente por uma guerra fratricida que terminou em 1992. Silvério Ronguane, sociólogo ligado à Universidade Eduardo Mondlane em Maputo tece um balanço. Abaixo uma vista geral de MAPUTO capital de Moçambique, uma bela cidade com praias maravilhosas que o brasileiro ainda não descobriu.

publicado por portucalia às 16:35

Junho 26 2012
EUA anunciam a conclusão do mapeamento genético humano e a determinação do sequenciamento de grande parte dos genes.

 

publicado por portucalia às 16:12

Junho 26 2012
 
 
 
 
 
 
 

 
TAMANHO DA FONTE   A-   A+
Samsung prevê vender 10 milhões de Galaxy S III em julho

Lançado oficialmente no Brasil no início deste mês, o Galaxy S III se tornou a maior aposta da Samsung para concorrer contra os iPhones da Apple. Tanta é a fé, que a fabricante sul-coreana espera que as vendas do novo dispositivo ultrapasse as 10 milhões de unidades em julho.

Se isso se concretizar, o Galaxy S III pode se tornar o smartphone de vendas mais rápidas na história da companhia, aposta que já havia sido anunciada por Michel Piestun, vice-presidente de Telecom da Samsung Brasil, no dia do lançamento do gadget.

Até aquele momento, o aparelho já tinha recebido pedidos de 296 operadoras de 145 países, que encomendaram 9 milhões de dispositivos. “Este é de longe a maior pré-venda de aparelhos da história”, afirmou à época o VP.


A empresa também prevê que a receita da divisão de celulares seja maior no segundo trimestre do que no precedente, rebatendo preocupações do mercado de que a oferta apertada do novo modelo Galaxy e a fraqueza da economia mundial estivessem pressionando os resultados da mais valiosa companhia asiática de tecnologia.


“A condição geral do mercado é desafiadora devido aos problemas da zona do euro e à oferta escassa de componentes…, mas nossos resultados do segundo trimestre serão melhores que os do primeiro”, disse JK Shin, o responsável pela divisão móvel da Samsung, a Reuters.


Escassez de suprimentos


A Samsung iniciou as vendas mundiais do Galaxy III S em 29 de maio, mas os embarques vêm sendo afetados pela escassez de peças importantes, como a capa do modelo azul do celular.

Nos Estados Unidos, onde as vendas começaram na quinta-feira passada, grandes operadoras como a Sprint Nextel Corp, T-Mobile e AT&T não estão vendendo o Galaxy S III com 32 gigabytes de memória, em parte devido a problemas de suprimento.

As ações da Samsung caíram em 4,2% nesta segunda feira, para sua cotação mais baixa em quatro meses e meio, após mais corretoras terem reduzido suas projeções de lucro para a empresa, mencionando preocupações sobre suas operações de chips e telecomunicações.

publicado por portucalia às 16:08

Junho 26 2012

Técnicas de Concentração - Como se Concentrar

Publicada em 8 de Junho de 2009


Como Melhorar a sua Concentração | Aumente sua produtividade elevando o nível de concentração na execução das tarefas.



A dificuldade de concentração  é algo muito comum hoje em dia, onde as pessoas vivem sobrecarregas com um grande número de atividades e acabam não centrando-se em uma tarefa específica. Entretanto, algumas dicas podem melhorar a sua concentração e ajudar a realizar mais em menos tempo.

• Crie um espaço designado exclusivamente para trabalhar. Se este espaço é sua mesa no escritório, por exemplo, utilize-a apenas para trabalho. Quando fizer uma pausa para o lanche, coma em outro lugar;

• A associação direta entre sua mesa e o trabalho tornará a concentração mais fácil;

• Elimine as distrações. Feche a porta, desligue a campainha do telefone e, se possível, desconecte-se da internet, caso fique tentado a navegar na web;

• Reúna  todo o material que irá precisar. Livros, documentos, formulários, etc. Caso você precise se deslocar para buscar materiais, vai acabar se distraindo;

• Defina uma meta de produção específica e se dê um pequeno intervalo a cada determinado período de trabalho, como de 1 ou 2 horas. Essa recompensa por um período de intensa concentração é importante para manter-se produtivo;

• Estabeleça prazos para cumprir suas tarefas. A visão específica de uma meta temporal lhe ajudará a se focar a realização da atividade de modo mais eficaz;

• Se a tarefa durar mais que um dia para ser cumprida, ao final de cada expediente faça anotações dos aspectos mais importantes para recobrar rapidamente a memória quando reiniciar o trabalho.

Uma das mais importantes das dicas acima é a realização de pausas após períodos de trabalho. É preciso respeitar os limites em que alguém pode trabalhar no máximo de sua concentração.
publicado por portucalia às 15:59

Junho 26 2012

Terça-feira da 12ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Santos João e Paulo, mártires, +362,  S. José Maria Escrivá, presbítero, fundador, +1975,  São Paio, mártir, +925 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
São Bento : «Entrai pela porta estreita» 



Evangelho segundo S. Mateus 7,6.12-14.

Naquele tempo, disse Jesus aos discípulos: «Não deis as coisas santas aos cães nem lanceis as vossas pérolas aos porcos, para não acontecer que as pisem aos pés e, acometendo-vos, vos despedacem.» 
«Portanto, o que quiserdes que vos façam os homens, fazei-o também a eles, porque isto é a Lei e os Profetas.» 
«Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que seguem por ele. 
Como é estreita a porta e quão apertado é o caminho que conduz à vida, e como são poucos os que o encontram!» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

São Bento (480-547), monge, co-padroeiro da Europa 
Regra, Prólogo 

«Entrai pela porta estreita»

Ao procurar no meio da multidão um trabalhador ao qual lance o Seu convite, o Senhor diz: «Quem quer a vida e deseja conhecer dias felizes?» (Sl 33,13) Se, ao ouvires isto responderes: «Eu!», Deus diz-te: «Se queres ter a vida, a verdadeira vida eterna, protege a tua língua do mal, e que os teus lábios não digam palavras enganadoras. Afasta-te do mal e faz o bem, procura a paz e persegue-a» (Sl 33,14-15). [...] Não há para nós, irmãos muito queridos, coisa tão doce como esta voz do Senhor que nos convida. Eis que, na Sua bondade, o Senhor nos indica o caminho da vida. Tendo, pois, cingido os nosso rins (Ef 6,14) da fé e da prática de boas obras, sob a direcção do Evangelho, avancemos nos Seus caminhos, para merecermos ver Aquele que nos chamou ao Seu Reino (1Tess 2,12). Se queremos habitar nas tendas deste Reino, a menos que nelas entremos pelas boas obras, não chegaremos lá de outra forma. Com o profeta, interroguemos o Senhor e digamos-Lhe: «Senhor, quem habitará na Vossa tenda? Quem repousará na Vossa montanha santa?» (Sl 14,1) Depois desta pergunta, irmãos, escutemos o Senhor a responder-nos, mostrando-nos o caminho. [...]


Vamos, portanto, estabelecer uma escola de serviço do Senhor, onde esperamos não estabelecer nada de rigoroso, nada de esmagador. Mas, se te aparecer alguma coisa um pouco mais severa, exigida por uma razão de justiça com vista à correcção dos vícios e à manutenção da caridade, não abandones imediatamente, tocado pelo medo, o caminho da salvação, onde temos de passar pela porta estreita. Para além do mais, graças aos progressos da vida e da fé, de coração dilatado na inefável doçura do amor, corremos na via dos mandamentos de Deus (Sl 118,32). Assim, não nos afastando nunca dos Seus ensinamentos e perseverando na Sua doutrina [...] até à morte, participaremos pela paciência nos sofrimentos de Cristo (1Pe 4,13), para merecermos participar também no Seu Reino.

publicado por portucalia às 15:13

Junho 25 2012

 

Por Rogerio Neiva  •  26 abr 2011  •  AprendizagemComo se Preparar  •  62 Comentários
concursos públicos concentração estudos como se concentrar como se preparar

Muitas estratégias terapêuticas são baseadas na compreensão dos fenômenos psicologicamente vivenciados, tendo na tomada de consciência um caminho importante para a neutralização das situações emocionalmente fortes que se busca combater. Napsicologia do comportamento adota-se a lógica da identificação do estímulo positivo ou negativo (S+/-), bem como da reação (R+/-) conseqüente, principalmente para tentar promover a desconstrução da negatividade de estímulos negativos (S-), causadores de reações negativas (R-). A psicanálise, também valorizando a tomada de consciência e compreensão da realidade, atribui um papel muito importante à compreensão das informações inconscientes.

Na aprendizagem, principalmente voltada à preparação para concursos públicos e exames, a compreensão e a tomada de consciência do processo de apropriação intelectual do conhecimento estudado não é menos importante. E esta lógica vale inclusive para atacar a falta de concentração nos estudos.

Assim, diante de situações de dificuldades de concentração, o primeiro passo consiste em entender e não ignorar o que ocorre quando somos atingidos por uma “rajada”, “ataque” ou “onda” de desconcentração ao longo de um turno de estudos, ou mesmo quando isto nos impede de começar a estudar. Ou seja, me refiro às situações nas quais temos uma enorme dificuldade para nos concentrar, tendo aquela desconfortável situação de que ficamos empacados e não avançamos. Você costuma passar por isto?

Diante deste cenário, duas atitudes são fundamentais: (1) entender a dinâmica do processo em andamento, isto é, o que está acontecendo; (2) entender os fatores ou causas determinantes para a situação em andamento.

Quanto à dinâmica do processo, se estamos tendo dificuldades para nos concentrar nos  estudos, é porque há um estímulo que está tendo mais relevância do que aquele que gostaríamos que tivesse, sendo que o estímulo preferido corresponde à informação ou objeto de conhecimento a ser estudado. Daí é importante entender que a concentração consiste numa função cognitiva primária, que corresponde a uma lógica de seletividade de estímulos.

Portanto, concentrar-se significa valorizar alguns estímulos em detrimento de outros. Se quero me concentrar nos estudos, preciso desconsiderar todos os outros estímulos ambientais, tidos por exógenos, como sons e características do local onde estamos, e não ambientais, considerados endógenos, estes envolvendo fatos e lembranças que podem vir à nossa mente naquele momento de estudos.

Se não nos concentramos é porque algo “rouba” a nossa atenção, algo este que não é aquele estímulo que gostaríamos que prendesse a nossa atenção. Este é o processo em andamento, acerca do qual precisamos tomar consciência e compreender.

Superada a compreensão da dinâmica do processo, é preciso entender o que o determina. Ou seja, se estamos passando por uma situação de dificuldade de concentração, o que está por trás disto? Temos duas possibilidades, as quais podem estar ocorrendo de forma concomitante ou não: (1) o “estímulo-ladão”, que está tomando a nossa atenção, tem relevância significativa, maior do que o estímulo principal-preferencial que pretendemos valorizar, correspondente ao conhecimento a ser estudado; (2) mesmo que o “estímulo-ladão” não tenha tanta relevância, não estamos atribuindo a relevância devida ao estímulo-principal-preferencial, ante a nossa falta de interesse.

Costumo dizer que para um fanático por seu time de futebol, numa final de campeonato na qual o time está em campo, sendo a partida o estímulo principal, jamais ocorrerá a segunda hipótese mencionada. Digo isto para provar que o interesse é determinante a atribuição de relevância ao estímulo.

Mas muito bem, agora você já sabe o que acontece quando está tentando estudar e não consegue se concentrar. Porém, esta tomada de consciência, por si só, resolve o problema, nos fazendo ficar concentrados? Obviamente que não! Até porque o diagnóstico não se confunde com o prognóstico. Então daí você pode se perguntar: mas o que fazer? Afinal, qual é o prognóstico?

Seguramente, tendo a devida compreensão, você já pode encontrar estratégias que lhe ajude. Inclusive se tiver alguma sugestão deixe em forma de comentário no final do texto. Masvou pontuar algumas iniciativas que podem ajudar, identificadas a partir da minha vivencia empírica nos estudos, principalmente como candidato a concursos público, bem como por meio da pesquisa psicopedagógica-cognitiva:

1 – no caso da falta de interesse no estímulo principal, ou seja, na matéria a ser estudada, tente identificar o que há de útil neste conhecimento. Seguramente, existe alguma utilidade que vai além do edital. Pense no que pode ganhar ao saber daquela informação. Ainda neste sentido, procure trabalhar o prazer em aprender (clique aqui para ver o texto Preparação para Concursos e o Prazer em Aprender);

2 – seja minimamente flexível! Isto é, se está muito difícil se concentrar naquela matéria a ser estudada por determinada fonte, passe para outra matéria ou fonte, faça alguns exercícios, faça um resumo, esquema ou mapa mental da matéria estudada anteriormente, ou seja, faça uma revisão do que já estudou, inclusive enquanto estratégia para retomar o ritmo;

3 – compreenda de forma fragmentada o que irá estudar, do tipo “agora minha meta é estudar e entender este parágrafo”, ou “esta página, este item, este capítulo, este tema…”.Encare um, para depois passar ao outroAvance por partes, esqueça o todo e estude  o que tiver que estudar de forma fragmentada. E não deixe de ler o texto a Fragmentação do Plano de Estudos (clique aqui para ler o texto Repercussões Emocionais da Fragmentação do Plano de Estudos);

4 – tenha força de vontade! Esta colocação pode parecer autoajuda enlatada e superficial para concursos, mas a questão é como fazer para ter força de vontade? Neste sentido, é preciso que entenda que você conta com estruturas bio-cognitivas capazes de selecionar estímulos de forma voluntária, ou seja, estou dizendo para acreditar que é capaz não por uma questão de fé, mas pelo fato de que, neuro-bio-fisiologicamente, você tem um equipamento cognitivo que lhe permite isto. Repito: você tem um cérebro e estruturas cognitivas que lhe permite selecionar e descartar estímulos relevantes. Você pode! Isto é uma afirmação racional e científica! Portanto, lute! Lute com o que você tem! Lembre-se que na partida da final do campeonato, na qual seu time está jogando, você consegue selecionar o estímulo principal. Portanto, também pode fazer isto ao estudar!

5 – trabalhe com a respiração; pare por alguns minutos, não mais do que 5, feche os olhos e respire de forma profunda e pausada, da maneira mais profunda e pausada que puder;

Além destas sugestões, compreendendo e tendo consciência do processo relacionado à falta de concentração, tente identificar outras estratégias adequadas ao seu perfil. E reitero o pedido para deixar as sugestões em forma de comentário!

Alerto ainda que, para as pessoas diagnosticadas como portadoras de TDAH ou DDA, existem outros caminhos a serem adotados, inclusive com intervenção medicamentosa. Mas é preciso buscar a atuação de profissionais autorizados, tanto para o diagnóstico, quanto para o prognóstico, intervenção e principalmente o uso da medicação. E se não tem as referidas patologias, não se iluda com o uso da ritalina (clique aqui para ler texto sobre a Ilusão da Ritalina).

Por fim, bom combate às rajadas de desconcentração e bom estudo!

publicado por portucalia às 17:35

Junho 25 2012

MENSAGEM DO EVANGELHO - Dia 25 de Junho de 2012 MENSAGEM DO EVANGELHO 25.06.2012 NÃO DEVEMOS JULGAR Evangelho (Mt 7,1-5)

 

 

: «Não julgueis, e não sereis julgados. Pois com o mesmo julgamento com que julgardes os outros sereis julgados; e a mesma medida que usardes para os outros servirá para vós. Por que observas o cisco no olho do teu irmão e não reparas na trave que está no teu próprio olho? Ou, como podes dizer ao teu irmão: ‘Deixa-me tirar o cisco do teu olho’, quando tu mesmo tens uma trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão». Palavra da Salvação.

 

 

REFLEXÃO Existe uma mania muito grande entre as pessoas de querer julgar uma as outras. Queremos sempre lançar mão de propostas sobre os outros sem olhar primeiro, nossas limitações e fraquezas. O cristão não deve de forma alguma fazer julgamentos. Ele é por assim dizer, proibido desta ação. O fato de lançar este propósito prejudica a boa convivência entre as pessoas, e cria um afastamento, além do mais, cada um deve ser juiz de suas próprias ações. O fato de nós julgarmos as pessoas diz respeito a sua maneira de dizer que o próximo estar certo ou estar condenado. Cabe apenas a Deus, e ao próprio Jesus Cristo fazer o julgamento devido da sorte de uma pessoa qualquer. Ninguém mais tem este direito pois poderemos correr o risco de cometer abusos e enganos que diminuem e maltratam as pessoas. Fazendo assim poderemos estar equivocados em nossas ações, e pode até fazer com que caiamos o ostracismo, e posteriormente sermos discriminados pelos outros por estas atitudes malévolas. Nós não poderemos ser rigorosos no trato com nossos irmãos, pois temos que reparar primeiro nossas atitudes para podermos corrigir os outros. Como diz o Evangelho, devemos tirar a trave do nosso olho para depois tentarmos corrigir o nosso próximo. Condenar as pessoas é um fato lamentável que esta bem presente na sociedade, ou mesmo, fazer pré-julgamentos que enodam a conduta do irmão de caminhada, criando certas barreiras intransponíveis no processo de interação. Tem gente que tem o prazer e se satisfação em condenar e falar mal das pessoas. Às vezes, é até mesmo, um vício muito grande. Diz-se assim, se aquela pessoa não tem defeito arranja um jeito de colocar e fizer o mal. Isto é muito costumeiro entre nós. Perdemos o tempo em reparar as pessoas e esquecemo-nos de nós mesmo, que temos falhas gritantes e queremos apagar nossos erros reparando os erros dos outros. A nossa atitude, de vez em quando, é de total hipocrisia pelo fato de nos preocupar muito com a vida dos outros nos esquecendo da nossa própria vida. E na verdade, se olhar bem o que somos, as nossas ações teremos que mudar muito para se chegar ao verdadeiro ideal cristão. Existe uma palavra muito usada em nosso meio, qual seja, BISBILHOTAR, a vida dos outros. Achamos com o direito, as vezes de fazer uma verdadeira investigação sobre o passado e o presente de alguém, e aí lançamos um juízo crítico que não combina com a pessoa. É aí que nós deveríamos por ordem a nossa própria casa para depois olhar a casa e o telhado do outro. Às vezes quem fala muito dos outros se esquece que o seu telhado é de vidro e qualquer pedra caída vai causar um estrago muito grande. Por isso, o critério de juízo que Deus aplica coincide com a misericórdia e sua bondade. Como Jesus mesmo nos ffal, que nós seremos julgados pelos nossos próprios atos, os impiedosos serão julgados mais severamente e os misericordiosos, Deus julgará de acordo com sua misericórdia. Assim, aprendamos a lição hoje deste Evangelho, refrear um pouco a nossa língua, falando menos mal das pessoas. Contemos até dez para podermos falar de alguém. Faça este exercício de espiritualidade para que sua vida se transforme mais, e poderemos viver uma vida melho.

 

VERSOS DE HOJE – SÓ DEUS PODE JULGAR Assim também falou Jesus Que vocês não devem julgar Pois vocês serão julgados Também não devem condenar E não serão condenados Serão todos perdoados Se aprenderem a perdoar Pois com a mesma medida Que usarem para medir Outros usarão com vocês Do jeito que há de convir Dêem, e será dado também. Boa parte se dará bem Medida, calcada vai vir E contou esta parábola Pode um cego guiar outro cego? Vão cair num só buraco Um derrubando o outro Ninguém é mais que o mestre Discípulo é tal o mestre Ninguém é mais que o outro Não olhe o cisco do olho O que está no teu irmão Mas olha a trave do teu Olhando com atenção Não repare o defeito Nem tal pouco o mal feito Para não tirar a razão PENSAMENTO DO DIA “A consciência política de um povo deve-se as atitudes de administradores que vivem da corrupção no passado e no presente” Pe. Tula SANTO DO DIA São Guilherme de Vercelli Guilherme nasceu em Vercelli, no ano de 1085, de uma rica família da nobreza francesa. Aos quinze anos, já vestia o hábito de monge e era um fervoroso peregrino. Percorreu toda a Europa visitando os santuários mais famosos e sagrados, pretendendo tornar-se um simples monge peregrino na Terra Santa. Foi dissuadido ao visitar, na Itália, João de Matera, hoje santo, que lhe disse, profeticamente, que Deus não desejava apenas isso dele. Contribuiu também, para sua desistência, o fato de ter sido assaltado por ladrões de estrada, que lhe aplicaram uma violenta surra. O incidente acabou levando-o a procurar a solidão na região próxima de Avellino, na montanha de Montevergine. Era uma terra habitada apenas por animais selvagens, onde, segundo a tradição, um lobo teria matado o burro que lhe servia de transporte. Guilherme, então, teria domesticado toda a matilha, que passou a prestar-lhe todo tipo de auxílio. Vivia como eremita, dedicando-se à oração e à penitência, mas isso durou pouco tempo. Logo começou a ser procurado por outros eremitas, religiosos e fiéis. Acabou fundando, em 1128, um mosteiro masculino, o qual colocou sob as regras beneditinas e dedicou a Maria, ficando conhecido como o Mosteiro de Montevergine. Dele Guilherme se tornou o abade, todavia por pouco tempo, pois transmitiu o cargo para um monge sucessor e continuou peregrinando. Entretanto tal procedimento se tornou a rotina de sua vida monástica. Guilherme acabou fundando um outro mosteiro beneditino, dedicado a Maria, em Monte Cognato. Mais uma vez se encontrou na posição de abade e novamente transmitiu o posto ao monge que elegeu para ser seu sucessor. Desejando imensamente a solidão, foi para a planície de Goleto, não muito distante dali, onde, por um ano inteiro, viveu dentro do buraco de uma árvore gigantesca. E eis que tornou a ser descoberto e mais outra comunidade se formou ao seu redor. Dessa vez teve de fundar um mosteiro "duplo", ou seja, masculino e feminino. Contudo criou duas unidades distintas, cada uma com sua sede e igreja própria. E foi assim que muitíssimos mosteiros nasceram em Irpínia e em Puglia, como revelou a sua biografia datada do século XII. Desse modo, ele, que desejava apenas ser um monge peregrino na Terra Santa, fundou a Congregação Beneditina de Montevergine, que floresceu por muitos séculos. Somente em 1879 ela se fundiu à Congregação de Montecassino. Guilherme morreu no dia 25 de junho de 1142, no mosteiro de Goleto. Teve os restos mortais transferidos, em 1807, para o santuário do Mosteiro de Maria de Montevergine, o primeiro que ele fundara, hoje um dos mais belos santuários marianos existentes. Em 1942, o papa Pio XII canonizou-o e declarou são Guilherme de Vercelli Padroeiro principal da Irpínia.

publicado por portucalia às 17:15

Junho 25 2012

Depois de passar 16 anos sem dirigir um filme a cantora Barbra Streissade volta ao cinema na direção de um filme que promete ser uma grande história de amor.

publicado por portucalia às 01:50

Junho 24 2012

 

Não podemos nos deixar enganar por palavras bonitas que escondem calamidades para a humanidade. Muitos, todavia, acreditam que o uso do termo “gênero” é apenas uma forma polida de se dizer “sexo”.


A ideologia de gênero é como um oásis enganoso no deserto, que algumas pessoas apresentam como se fosse uma solução para todos os problemas da humanidade. E as pessoas olham e vêem que ela se apresenta com características muito chamativas, usando expressões como: saúde sexual e reprodutiva, direitos dos jovens; mas que também são eufemismos que englobam o livre acesso ao anticoncepcional e ao aborto.

Uma correta compreensão da linguagem é muito importante para não sermos enganados por esse espelho ideológico; para isso analisemos a definição de gênero da feminista Judith Butler. Para esta mulher, “gênero” é o fruto de uma construção cultural, portanto, não é nem o resultado casual do sexo, nem tão aparentemente imutável como o sexo. Isto significa que ao teorizar o gênero como uma construção independente do sexo, o gênero se torna uma construção meramente artificial não sujeita a nenhum critério natural. Quer dizer que: homem e masculino podem significar tanto um corpo feminino quanto um masculino; mulher e feminino, tanto um corpo masculino quanto um feminino.

Esta liberdade de decisão sobre a identidade pessoa é sustentada no livro “Gender Trouble: Feminism and the Subversion of Identity” (O Problema do Gênero: o Feminismo e a subersão da identidade) da feminista radical Judith Butler. E este material é utilizado há muitos anos por universidades americanas de prestígio e agora fundamenta também a perspectiva de gênero que alguns tentam promover em nosso país (N. do T.: Paraguai).

Não podemos nos deixar enganar por palavras bonitas que escondem calamidades para a humanidade. Muitos, todavia, acreditam que o uso do termo “gênero” é apenas uma forma polida de se dizer “sexo” e que gênero neste caso se refere a seres humanos masculinos e femininos, mas existem muitos outros que paulatinamente que se dedicam há vários anos em difundir uma nova perspectiva do termo. E esta perspectiva não se refere à aceitação tradicional da palavra gênero, mas é entendida como “papeis socialmente construídos”.

Não existe homem natural nem mulher natural
A IV Conferência Mundial das Nações Unidas sobre a mulher, realizada em setembro de 1995 em Pequim foi o cenário escolhido pelos promotores da nova perspectiva para lançar uma forte campanha de persuasão e difusão.

O que aconteceu nesta conferência? Muitos delegados simplesmente ignoraram essa “nova perspectiva” da expressão em questão e pediram aos seus principais impulsionadores uma definição clara. E a resposta não tardou, porque era uma prioridade para os seus divulgadores: “Gênero se refere às relações entre homens e mulheres com base em funções socialmente definidas que são atribuídos a um ou outro sexo”.

A ideia principal dessa definição é: “não há homem natural nem mulher natural”. Ser homem ou mulher depende do papel social que é atribuído a um ou outro sexo; pura e simplesmente, ser homem ou mulher é o resultado de uma decisão. Com a eliminação da lei natural que governa os sexos, a decisão passa a depender completamente das circunstâncias sociais. Se a sociedade exige que “alguns corpos” em algum momento assumam a forma de “mulher ou homem”, esses corpos devem adotar este ou outro sexo.

A Morte da Natureza
Esta nova perspectiva de gênero constitui um gravíssimo erro, que não pode ser aceito por ninguém. Porque seus proponentes pretendem não só modificar a natureza do homem, como eliminá-la por completo.

Sobre isso dizia Shulamith Firestone:
“o natural não é necessariamente um valor humano. A humanidade está começando a ultrapassar a natureza; já não podemos justificar a continuação de um sistema discriminatório de classes por sexos sobre a base de suas origens na natureza. Na verdade, apenas pela razão do pragmatismo começa a parecer que devemos nos desfazer dela”.

Fazer diferenças é um crime grave
Os defensores da “nova perspectiva” rechaçam qualquer diferença, porque a consideram suspeita. Afirmam que toda a diferença entre homem e a mulher é uma construção social e, por isso, deve ser mudada. Pretendem estabelecer uma igualdade “total” entre o homem e a mulher, sem considerar as diferenças naturais entre ambos. Rechaçam rotundamente as diferenças sexuais. Não existem somente dois sexos, mas muitas orientações sexuais. Basta descobrir qual é mais conveniente num determinado momento. Em tão grave erro caem os promotores desta falsa perspectiva, porque ao declarar guerra campal contra a natureza, acabam denegrindo o respeito à mulher, porque para eles o “inimigo” é a diferença.

A diferença entre homem é mulher é desejada por Deus?
Já no Gênesis, Deus explica que não criou o ser humano para que viva sozinho. E o desígnio divino é que o homem e a mulher formem uma família como comunhão de amor. Até aqui se deduz que, no projeto de Deus, a diferença sexual é um elemento constitutivo do ser do homem e da mulher. Esta diferença sexual não implica em desigualdade.

A Congregação para a Doutrina da Fé expressa:

a sexualidade caracteriza o homem e a mulher não apenas no plano físico, mas também no psicológico e espiritual (…) é um elemento básico da personalidade; um modo próprio de ser, de se manifestar e de se comunicar com os outros, de sentir, expressar e viver o amor humano.

Existe um perigo real de “coisificar” e “despersonalizar” a sexualidade quando ela é reduzida a um dado meramente biológico. E os promotores da falsa “ideologia de gênero” falam de orientação sexual a partir deste pressuposto equivocado. Ao considerar a pessoa humana em quanto ser verdadeiro e atendendo à verdade que leva inscrita em seu ser, necessariamente devemos aceitar que o homem não pode escolher ser homem ou mulher, mas que a diferença sexual vem na natureza pessoal, psicológica e espiritual, com todas as suas conseqüências, e como ela se apresenta deve ser aceita.

 


O monsenhor Rogelio Livieres é o bispo de Ciudad del Este, Paraguai.

Publicado no Una Voce.

publicado por portucalia às 17:15

Junho 24 2012

Domingo, 24 de Junho de 2012 
Natividade de São João Batista

 

A- A+


— O Senhor esteja convosco. 
— Ele está no meio de nós. 
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia, foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe, porém, disse: “Não! Ele vai chamar-se João”.
61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse. 63Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu: “João é o seu nome”. E todos ficaram admirados. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus.65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele. 80E o menino crescia e se fortalecia em espírito. Ele vivia nos lugares desertos, até o dia em que se apresentou publicamente a Israel. 


publicado por portucalia às 17:02

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


19
22



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO