PORTUCÁLIA

Junho 09 2012
A  PROFECIA DO GENERAL


Descrição: C:\Users\AryMa\AppData\Local\Microsoft\Windows\Temporary Internet Files\Content.Outlook\II32F1E8\ATT00001.jpgDescrição: C:\Users\AryMa\AppData\Local\Microsoft\Windows\Temporary Internet Files\Content.Outlook\II32F1E8\ATT00002 (2).jpg

 

publicado por portucalia às 14:34

Junho 09 2012

Sabado, dia 09 de Junho de 2012

Sábado da 9ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Beato José de Anchieta, presbítero, +1597,  Santo Efrém, diácono, Doutor da Igreja, +373 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Papa Bento XVI: «Ela deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento» 

Evangelho segundo S. Marcos 12,38-44.

Naquele tempo, Jesus ensinava a multidão, dizendo: «Tomai cuidado com os doutores da Lei, que gostam de exibir longas vestes, de ser cumprimentados nas praças, 
de ocupar os primeiros lugares nas sinagogas e nos banquetes; 
eles devoram as casas das viúvas a pretexto de longas orações. Esses receberão uma sentença mais severa.» 
Estando sentado em frente do tesouro, observava como a multidão deitava moedas. Muitos ricos deitavam muitas. 
Mas veio uma viúva pobre e deitou duas moedinhas, uns tostões. 
Chamando os discípulos, disse: «Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou no tesouro mais do que todos os outros; 
porque todos deitaram do que lhes sobrava, mas ela, da sua penúria, deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento.» 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Papa Bento XVI 
Mensagem para a Quaresma de 2008 

«Ela deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento»

É muito significativo o episódio evangélico da viúva que, da sua pobreza, lança no tesouro do templo «tudo o que tinha para viver» (Mc 12,44). A sua pequena e insignificante moeda tornou-se um símbolo eloquente: esta viúva dá a Deus, não o supérfluo, não tanto o que tem, mas sobretudo aquilo que é; entrega-se totalmente a si mesma.


Este episódio comovedor está inserido na descrição dos dias que precedem imediatamente a paixão e morte de Jesus, o Qual, como observa São Paulo, Se fez pobre para nos enriquecer pela sua pobreza (cf. 2Cor 8,9); entregou-Se totalmente por nós. A Quaresma, nomeadamente através da prática da esmola, impele-nos a seguir o Seu exemplo. Na Sua escola, podemos aprender a fazer da nossa vida um dom total; imitando-O, conseguimos tornar-nos disponíveis para dar, não tanto algo do que possuímos, mas a nós próprios. Não se resume porventura todo o Evangelho no único mandamento da caridade? A prática quaresmal da esmola torna-se, portanto, um meio para aprofundar a nossa vocação cristã. Quando se oferece gratuitamente a si mesmo, o cristão testemunha que não é a riqueza material que dita as leis da existência, mas o amor. Deste modo, o que dá valor à esmola é o amor, que inspira formas diversas de doação, segundo as possibilidades e as condições de cada um.



publicado por portucalia às 13:48

Junho 09 2012

"Os deuses primeiro enlouquecem aqueles a quem querem destruir”, ou em latim: “Quos volunt di perdere dementant prius”. A citação no singular é mais conhecida: “Quem vult deus perdere dementat prius” — “Deus primeiro enlouquece aquele a quem quer destruir”. O problema de “deus”, no singular, é que a frase parece remeter ao Deus único, este nosso (ou meu, hehe), não àqueles vários do Paganismo, que viviam atazanando os homens. Mas isso também tem explicação. Uma das variantes do ditado era com Júpiter: “Quem vult Jupiter…” E Júpiter, em certo sentido, era “o deus” porque senhor do Olimpo.

A frase é muitas vezes atribuída a Eurípedes, autor de coisas absolutamente notáveis. Não escreveu essa, mas certamente a subscreveria. Ao artigo de Gabeira.
*
O ponto de partida é uma frase de Lula: “Não deixarei que um tucano assuma de novo a Presidência”. Lembro, no entanto, que não sou de pegar no pé de Lula por suas frases. Cheguei a propor um “habeas língua” para o então presidente na sua fase mais punk, quando disse que a mãe nasceu analfabeta e que se a Terra fosse quadrada a poluição não circularia pelo mundo. Lembro também que hoje concordo com o filósofo americano Richard Rorty: não há nada de particular que os intelectuais saibam e todo mundo não saiba. Refiro-me à ilusão de conhecer as leis da História, deter segredos profundos sobre o que dinamiza seu curso e dominar em detalhes os cenários futuros da humanidade."

publicado por portucalia às 01:05

Junho 09 2012

© Michael Blann / Getty Images / Bigstock
Chega às bancas hoje a nova edição de As Pastas de Pesquisadedicado à memória. A oportunidade de fazer um balanço de um dos mais enigmáticos do nosso cérebro.

Como nossos registros cerebrais lá memórias? Este é um enigma que tem intrigado os neurobiólogos por muitos anos. Progressos, especialmente em neuroimagem que lhes permitiu identificar a sede destas funções: cavalos-marinhos, duas estruturas aninhadas no fundo dos hemisférios cerebrais. Eles também começam a entender como os neurônios se comunicam uns com os outros para garantir a sustentabilidade de nossas memórias.

Além de nossas lembranças, nossa memória molda a nossa identidade.Neuropsicólogos têm mostrado que nossas memórias não são precisos: vamos manter o significado mais geral dos detalhes eventos. Estamos a reconstruir nossas experiências, para que melhor reflete a nossa experiência da realidade e está de acordo com o que somos. Estas observações foram usados ​​para desenvolver um novo modelo cognitivo de identidade, o que ajuda a explicar o comprometimento da memória e identidade no coração de certas doenças.

O livro é dedicado às bases de tecnologia de toque que quebram em nossas salas de estar. Eles são baseados em um Apple ou Android, que não terá segredos para você!

Descubra na visualização de um panorama de esta nova edição .Como de costume, você pode obtê-lo nas bancas ou na nossa loja on-line . Feliz leitura!

 


 

Pesquisa

Comentários sobre este artigoNa mesma seção

T notícias por ll tóp

publicado por portucalia às 00:58

Junho 09 2012

oshihiko Noda, premiê japonês, pediu novamente nesta sexta-feira (8) que pelo menos alguns dos 50 reatores nucleares desativados desde o desastre na Usina Nuclear de Fukushima voltem a ser utilizados.

Em discurso para a televisão japonesa, Noda afirmou que o Japão necessita de uma fonte de energia estável e barata para movimentar o país. 

Antes de o acidente nuclear de Fukushima no ano passado, causado pelo terremoto, seguido de tsunami, 30% da energia japonesa vinham de usinas nucleares. Muitas comunidades da sociedade japonesa não estão permitindo que os reatores voltem a ser usados, por temer novos acidentes.

Com informações da BBC Brasil

publicado por portucalia às 00:20

Junho 09 2012

Sexta-feira, dia 08 de Junho de 2012

Sexta-feira da 9ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Beata Maria do Divino Coração, religiosa, +1899,  Santa Quitéria, virgem, mártir, séc. II,  Beato Francisco Aranha, religioso, mártir, +1583 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Santa Gertrudes de Helfta : «O próprio David chama-Lhe Senhor» 

Evangelho segundo S. Marcos 12,35-37.

Naquele tempo, ensinando no templo, Jesus tomou a palavra e perguntou: «Como dizem os doutores da Lei que o Messias é filho de David? 
O próprio David afirmou, inspirado pelo Espírito Santo: Disse o Senhor ao meu Senhor: 'Senta-te à minha direita, até que ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés’. 
O próprio David chama-lhe Senhor; como é Ele seu filho?» E a numerosa multidão ouvia-o com agrado. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário ao Evangelho do dia feito por : 

Santa Gertrudes de Helfta (1256-1301), freira beneditina 
Exercícios, Nº 3; SC 129 

«O próprio David chama-Lhe Senhor»

Quem é semelhante a Ti, meu Senhor Jesus Cristo, meu doce amor, tão imenso e grandioso, e que atende às coisas mais humildes (Sl 112,6)? Quem entre os deuses é como Tu, ó Senhor (Ex 15,11), Tu que escolheste as coisas fracas deste mundo (1 Co 1,27)? Quem é como Tu, que fizeste os céus e a terra [...], e queres encontrar as Tuas delícias com os filhos dos homens (Prov 8,31)? Como é a Tua grandeza, ó Rei dos reis e Senhor dos senhores (1 Tim 6,15), Tu que comandas os astros e pões sobre o homem o Teu coração (Job 7,17)? Quem és Tu, que tens à Tua direita as riquezas e a glória (Prov 3,16)? [...] Ó amor, até onde abaixas a Tua majestade? Amor, aonde conduzes a fonte da sabedoria (Prov 18,4)? Certamente até ao abismo da miséria. [...]


«Vem, vem, vem»: eu venho, eu venho, eu venho a Ti, amoroso Jesus, que tenho amado, procurado, desejado. Por causa da Tua bondade, da Tua compaixão e do Teu amor, amando-Te com todo meu coração, com toda a minha alma, com todas as minhas forças (Lc 10,27), eu me rendo ao Teu apelo.

publicado por portucalia às 00:16

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


19
22



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO