PORTUCÁLIA

Fevereiro 07 2012
 
             

Meu nome é Maurício Girardi. Sou Físico. Pela manhã sou vice-diretor no Colégio Estadual Piratini, em Porto Alegre , onde à noite leciono a disciplina de Física para os três anos do Ensino Médio.   Pois bem, olha só o que me aconteceu:   estou eu dando aula para uma turma de segundo ano. Era 21/06/11 e, talvez, “pela entrada do inverno”, resolveu também ir á aula uma daquelas “alunas-turista” que aparecem vez por outra para  “fazer uma social”.  Para rever os conhecidos.  Por três vezes tive que pedir licença para a mocinha para poder explicar o conteúdo que abordávamos.  

Parece que estão fazendo um favor em nos permitir um espaço de fala. Eis que após insistentes pedidos, estando eu no meio de uma explicação que necessitava de bastante atenção de todos, toca o celular da aluna, interrompendo todo um processo de desenvolvimento de uma ideia e prejudicando o andamento da aula. Mudei o tom do pedido e aconselhei aquela menina que, se objetivo dela não era o de estudar, então que procurasse outro local, que fizesse um curso à distância ou coisa do gênero, pois ali naquela sala estavam pessoas que queriam aprender e que o Colégio é um local aonde se vai para estudar. Então, a “estudante” quis argumentar, quando falei que não discutiria mais com ela.

Neste momento tocou o sinal e fui para a troca de turma. A menina resolveu ir embora e desceu as escadas chorando por ter sido repreendida na frente de colegas. De casa, sua mãe ligou para a Escola e falou com o vice-diretor da noite, relatando que tinha conhecidos influentes em Porto Alegre e que aquilo não iria ficar assim. Em nenhum momento procurou escutar a minha versão nem mesmo para dizer, se fosse o caso, que minha postura teria sido errada. Tampouco procurou a diretoria da Escola.
Qual passo dado pela mãe?  Polícia Civil!... Isso mesmo!... tive que comparecer no dia 13/07/11, na  8.ª (oitava Delegacia de Polícia de Porto Alegre) para prestar esclarecimentos por ter constrangido (“?”) uma adolescente (17 anos), que muito pouco frequenta as aulas e quando o faz é para importunar, atrapalhar seus colegas e professores. A que ponto que chegamos? Isso é um desabafo!... Tenho 39 anos e resolvi ser professor porque sempre gostei de ensinar, de ver alguém se apropriar do conhecimento e crescer. Mas te confesso, está cada vez mais difícil.
Sinceramente, acho que é mais um professor que o Estado perde. Tenho outras opções no mercado. Em situações como essa, enxergamos a nossa fragilidade frente ao sistema. Como leitor da tua coluna, e sabendo que abordas com frequência temas relacionados à educação, ''te peço, encarecidamente, que dediques umas linhas a respeito da violência que é perpetrada contra os professores neste país''.
Fica cristalina a visão de que, neste país:
 Ø  NÃO PRECISAMOS DE PROFESSORES                  
 Ø  NÃO PRECISAMOS DE EDUCAÇÃO

 Ø  AFINAL, PARA QUE SER UM PAÍS DE 1° MUNDO SE ESTÁ BOM ASSIM


Alguns exemplos atuais:
·         Ronaldinho Gaúcho: R$ 1.400.000,00 por mês.    Homenageado pela “Academia Brasileira de Letras"...
·         Tiririca: R$ 36.000,00 por mês.      Membro da “Comissão de Educação e Cultura do Congresso"...
TRADUZINDO: SÓ O SALÁRIO DO PALHAÇO, PAGA 30 PROFESSORES. PARA AQUELES QUE ACHAM QUE EDUCAÇÃO NÃO É IMPORTANTE: CONTRATE O TIRIRICA PARA DAR AULAS PARA SEU FILHO.
Um funcionário da empresa Sadia (nada contra) ganha hoje o mesmo salário de um “ACT” ou um professor iniciante, levando em consideração que, para trabalhar na empresa você precisa ter só o fundamental, ou seja, de que adianta estudar, fazer pós e mestrado?

Piso Nacional dos professores: R$ 1.187,00… 

Moral da história: Os professores ganham pouco, porque “só servem para nos ensinar coisas inúteis” como: ler, escrever, pensar,formar cidadãos produtivos, etc., etc., etc....
 SUGESTÃO:        Mudar a grade curricular das escolas, que passariam a ter as seguintes matérias:
Ø  Educação Física: Futebol;
Ø  Música: Sertaneja, Pagode, Axé;
Ø  História: Grandes Personagens da Corrupção Brasileira; Biografia dos  Heróis do Big Brother; Evolução do Pensamento       
    das "Celebridades"
Ø  História da Arte: De  Carla Perez  a  Faustão;
Ø  Matemática: Multiplicação fraudulenta do dinheiro de campanha;
Ø  Cálculo: Percentual de  Comissões e Propinas;
Ø  Português e Literatura: ?... Para quê ?...
Ø  Biologia, Física e Química: Excluídas por excesso de complexidade.
Está bom assim? ... eu quero mais!... 
ESSE É O NOSSO BRASIL ...
              Vejam o absurdo dos salários no Rio de Janeiro (o que não é diferente do resto do Brasil)
       Ø  BOPE - R$ 2.260,00....................... para  ........ Arriscar a vida;
       Ø  Bombeiro - R$ 960,00.....................para  ........  Salvar vidas;
       Ø  Professor - R$ 728,00.....................para  ........  Preparar para a vida;
       Ø  Médico - R$ 1.260,00......................para  ........  Manter a vida;
      E o Deputado Federal?.....R$ 26.700,00 (fora as mordomias, gratificações, viagens internacionais, etc., etc., etc., para FERRAR com a vida de todo mundo, encher o bolso de dinheiro e ainda gratificar os seus “bajuladores” apaniguados naquela manobrinha conhecida do “por fora vazenildo”!).
IMPORTANTE:
Faça parte dessa “corrente patriótica” um instrumento de conscientização e de sensibilização dos nossos representantes eleitos para as Câmaras Municipais, Assembleias Estaduais e Congresso Nacional e, principalmente, para despertar desse “sono egoísta” as autoridades que governam este nosso maravilhoso país, pois eles estão inertes, confortavelmente sentados em suas “fofas” poltronas, de seus luxuosos gabinetes climatizados, nem aí para esse povo brasileiro. Acorda Brasília, acorda Brasil !...

P.S.: Divulgue logo esta carta para todos os seus contatos. Infelizmente é o mínimo que, no momento, podemos fazer, mas já é o bastante para o Brasil conhecer essa "pouca vergonha".   As próximas eleições estão chegando!

 

Com vergonha, confesso, sou brasileiro descendente de portugueses e espanhóis. Tenho vergonha deste povo que perdeu sua consciência ética, se alguma vez a teve, e a perdeu quando a Igreja Católica optou pelo "social" e perdeu a classe média.  Hoje o Catolicismo não chega a 25% da populaçao não-praticante e as denominações evangélicas brotam do chão como ervas daninhas. No texto anterior ficou demonstrado que os padres perderam o sentido do sagrado e vivem como leigos.  Se o clero não forma mais a consciência deste povo o que acontecerá ?  Acontece o que acontece todo dia e quem vive neste país e assiste o progreama de televisão do Datena que é o tal de " Brasil Urgente" pode apenas dizer HORROR! HORROR ! Para os que ainda têm um resto de Fé resta a esperança que num determinado tempo a mão esquerda de Deus  descerá sobre este povo como desceu sobre Pompéia.  Quando a terra vomitar este povo sem moral espero que quem sobrar mude seu comportamento e um novo país  surja das cinzas. 

É o que penso e desejo.  Assim Seja ! 

                                                                       
publicado por portucalia às 19:57

Fevereiro 07 2012

 

  

O Revmo. Pe. Gabriele Amorth, (foto ao lado )  da Pia Sociedade de São Paulo, muito apreciado na Itália por seus livros sobre Nossa Senhora e sua atividade jornalística - seu programa na Radio Maria peninsular conta com 1.700.000 ouvintes -, tornou-se mundialmente conhecido com o lançamento de sua obra Um exorcista conta-nos, em 1990. Tal obra alcançou notável êxito editorial na Itália, tendo sua tradução portuguesa obtido várias edições. A partir de então, a mídia internacional vem focalizando a atuação desse sacerdote, nomeado Presidente da Associação Internacional dos Exorcistas.

Solicitadíssimo por inúmeras pessoas necessitadas de amparo contra as insídias diabólicas, o Pe. Amorth exerce intenso e extenuante trabalho apostólico. Mesmo assim, marcou um horário para receber nosso enviado especial, Sr. Nestor Fonseca, a quem acolheu amavelmente, juntamente com o fotógrafo, Sr. Kenneth Drake, na Casa-Mãe da Pia Sociedade de São Paulo, na Cidade Eterna, no dia 26 de junho último. E durante aproximadamente duas horas foi respondendo, com a segurança de um zeloso e experimentado exorcista, às múltiplas e complexas questões que lhe foram sendo apresentadas. Abaixo transcrevemos partes da substanciosa entrevista.

*    *    *

Catolicismo - Todas as pessoas sofrem as insídias e as tentações diabólicas, acontecendo de uma mesma tentação voltar  a se repetir muitas vezes. Podemos dizer que tal tentação torna-se um estado de perseguição do demônio? 

Pe. Amorth - Devemos distinguir a ação ordinária da ação extraordinária do demônio. A ação ordinária é a de tentar-nos. Por conseguinte, todo o campo das tentações pertence à ação ordinária diabólica à qual todos somos sujeitos e o seremos até a morte. A tal ponto somos sujeitos a essas tentações, que Jesus Cristo, fazendo-se Homem, aceitou ser tentado por Satanás, não apenas nas três tentações do deserto, mas durante toda a sua vida, como também ocorreu com Maria Santíssima. Isto porque a tentação faz parte da condição humana. Esta é a ação ordinária do demônio, como dizia o Catecismo de São Pio X, “por ódio a Deus, [o demônio] tenta o homem ao mal”. Ou seja, por ódio a Deus, o demônio gostaria de arrastar-nos todos para o inferno.

A ação extraordinária, por sua vez, é uma ação rara. É aquela na qual o demônio causa distúrbios particulares. Portanto, não se trata de simples tentação. Distúrbios particulares que podem chegar  à possessão diabólica.

Catolicismo  -  Que tipos de distúrbios podem ocorrer? V. Revma. poderia classificá-los e, ao mesmo tempo, dar as razões da existência de tais distúrbios?

Pe. Amorth - Não existem dois casos iguais. Já fiz mais de 40 mil exorcismos. Entendamo-nos. Não a 40 mil pessoas, pois em muitas delas eu fiz centenas e centenas de exorcismos. Pois livrar uma pessoa do demônio, geralmente, constitui um trabalho MUITO lento.

Como escrevi em meu livro Um exorcista conta-nos, fico bastante contente quando uma pessoa se livra do demônio, após quatro ou cinco anos de exorcismos, com a média de um exorcismo por semana. Conheço pessoas que ficaram livres do demônio após 12 ou 14 anos de exorcismos seguidos. Portanto, muitos exorcismos feitos à mesma pessoa.

Uma pessoa pode levar vida normal com sofrimentos, de maneira que aqueles com os quais convive nem se dêem conta de que está possessa. Apenas quando sobrevêm os momentos de crise, então ela se comporta de uma maneira inteiramente anormal, não podendo cumprir seus deveres de trabalho, de família, sem excessiva dificuldade. Em alguns casos, a pessoa pode ser assaltada pelo demônio, digamos, 24 horas ao dia. Em tal caso, a pessoa não pode fazer nada. Mas são casos raríssimos.

Normalmente o demônio apenas em certos momentos investe contra a pessoa e se manifesta, sobretudo quando é obrigado a fazê-lo durante o exorcismo.

Catolicismo  - E qual é a causa para que o demônio permaneça mais ou menos tempo na mesma pessoa? 

Pe. Amorth - A expulsão do demônio depende de uma intervenção extraordinária de Deus. Ou seja, cada expulsão do demônio constitui um verdadeiro milagre. E Deus pode praticá-lo a qualquer momento. Nós, exorcistas, podemos prever, através de algo que nos oriente, quanto tempo ser-nos-á necessário para expulsar o demônio de uma pessoa. Por exemplo, uma criança. É mais fácil expulsar o diabo de uma criança que de um adulto. O mesmo passa-se em relação a uma pessoa que nos procura logo após ter sido possuída, uma vez que o demônio ainda não teve tempo de deitar raízes naquela pessoa. O primeiro exorcismo fala em “erradicar e expulsar o demônio”.

Ao contrário, torna-se muito mais difícil quando sou procurado por pessoas de 50, 60 anos, e ao fazer-lhes exorcismos falando com o demônio - pois eu falo diretamente com o demônio quando a pessoa está endemoninhada -, descubro que às vezes a pessoa era criança ou ainda se encontrava no próprio seio materno quando sofreu os primeiros ataques do Maligno.

Catolicismo -  V. Revma., há pouco, referindo-se à expulsão do demônio de um possesso, disse que ela constitui sempre uma intervenção extraordinária de Deus...

Pe. Amorth - Certo. A libertação de uma pessoa da ação do demônio constitui sempre uma intervenção extraordinária de Deus. Aliás, tenho disso um exemplo, ocorrido na semana passada. Um caso muito difícil de possessão diabólica e eu tinha razões suficientes que levavam a prever muitos anos de exorcismos para se libertar aquela alma das garras do demônio.

Acontece que tal pessoa foi ao Santuário de Lourdes, na França, tomou banho na piscina, acompanhou a procissão do Santíssimo Sacramento, rezou muito. Resultado: um milagre! Voltou para casa completamente livre da possessão.

Catolicismo  - V. Revma. poderia dar uma explicação a nossos leitores, ainda que sucinta, da necessidade do exorcismo e dos exorcistas? 

Pe. Amorth - O exorcismo é constituído de várias orações oficiais feitas em nome da Igreja, e Deus ouve essas orações. Com efeito, existem tantas razões para isso! O exorcismo depende muito das causas que determinaram a possessão diabólica, uma vez que estas exercem muita influência sobre o possesso. Dou-lhe um exemplo simples.

Se uma pessoa se consagrou a Satanás e fez o pacto de sangue com ele, é fácil entender que ela praticou um ato voluntário de doação de si mesma ao Maligno. Então, libertar tal pessoa torna-se muito mais difícil, faz-se necessário muito mais tempo do que o empregado para libertar um inocente, que foi vítima de um malefício causado por outra pessoa.

Catolicismo - Pelo que V. Revma. afirmou acima, o exorcismo não constitui o único modo de uma pessoa fazer cessar a possessão. Haveria outras?  Porque com a atual dificuldade em encontrar exorcistas… 

Pe. Amorth - Pode-se libertar da possessão com o exorcismo, que é uma oração oficial da Igreja, mas reservada aos exorcistas - pouquíssimos, quase inencontráveis. Outra forma, aberta a todos,  são as orações de libertação. No final de meus livros eu acrescento orações de libertação que sugiro. As orações mais eficazes são as de louvor, glória a Deus. Assim nós também muitas vezes, nos próprios exorcismos, recitamos o Credo, o Glória, o Magnificat, Salmos, trechos da Bíblia, o Evangelho em que Jesus liberta os endemoninhados. Elas têm grande eficácia.

Catolicismo - Os demônios têm nomes? 

Pe. Amorth - Quando constringidos pelo exorcista a dizer seus nomes, costumam apresentá-los. Os que têm nomes bíblicos ou de tradição bíblica, são demônios fortes e é muito mais trabalhoso exorcizá-los. Continuamente dão nomes como Satanás, Asmodeu, Lilite, denominações igualmente importantes. O nome Lúcifer é de tradição bíblica e não um nome bíblico. Ou seja, nós o atribuímos à Bíblia, mas esta não cita Lúcifer. Encontramos freqüentemente um demônio de nome Zabulom. O nome Zabulom, encontramo-lo na Bíblia, mas nunca como demônio. Zabulom é uma das 12 tribos de Israel. Há um demônio, porém, que tomou posse desse nome e é um demônio fortíssimo.

Encontramos nas Sagradas Escrituras o demônio Asmodeu. Deparo-me muitíssimas vezes com ele, porque é o demônio que destrói  os casamentos. Ele rompe os matrimônios ou os impede. É tremendo! 

Uma pessoa possuída ou possessa, in genere, pode estar dominada por muitos demônios. Temos um exemplo no Evangelho, quando Nosso Senhor interroga os endemoninhados de Gerasara e  pergunta: “Como te chamas?” E o demônio responde: “legião”, porque são muitos.

Lembro o caso de um demônio fortíssimo que possuía uma freira, uma possessão tremenda (às vezes, são vítimas que se oferecem pela conversão dos pecadores e sofrem esta espécie de possessão). Quando eu lhe perguntava o número, respondia-me: “Milhares!” “Milhares!” “Milhares!”

Catolicismo - A TV, de um modo geral, com programas incentivadores de práticas de magia e espiritismo, bem como desagregadores das tradições cristãs e da família, têm colaborado ponderavelmente para o incremento do satanismo? E o rock satânico, tem concorrido para a disseminação do poder do demônio?

Pe. Amorth - Quando foi inventada a televisão, o Padre Pio ficou furioso. E a quem lhe dizia que se tratava de uma magnífica invenção, ele respondia: “Verá que uso farão dela!” Com efeito, a TV é corrupção da juventude e igualmente dos velhos! Ouso acrescentar: é também a corrupção dos padres, dos sacerdotes e das freiras. Com os espetáculos contínuos de sexo, de horror, de violência... A Internet é ainda pior, a Internet é ainda pior, repito.

Certa vez, ao fazer um exorcismo, falando com o demônio, ele dizia: “A televisão, fui eu que a inventei!” Eu afirmava: “Não! Tu és um mentiroso! A televisão é uma grandíssima invenção do homem. Tu inventaste o mau uso dela, a fim de corromper as pessoas”.

Todos sabemos que existe o nudismo. Todos sabemos que haverá [já houve, em Roma], dentro de alguns dias, uma manifestação de homossexuais! Uma demonstração do vício, o pecado que isso representa! Ali está, não há dúvida, a ação do demônio.

No caso acima, existe a atividade ordinária do demônio de tentar o homem, mas também a atividade extraordinária do demônio, que se serve da ocasião para possuir as pessoas que promovem essas coisas.

Quanto ao rock satânico, é tremendo. Pode conduzir à possessão diabólica porque ensina o culto a Satanás. E pouco a pouco, através do culto a Satanás, chega-se a ser possuído por ele. Satanás é esperto, introduz-se sem nunca fazer-se sentir. Pode-se começar com simples jogos de cartas, de tarôs, e, através dos jogos, saber se vai ganhar na loteria, adivinhar acontecimentos, doenças de amigos. E, pouco a pouco, vai-se sendo possuído pelo demônio. O diabo age assim: atua sem se fazer sentir...

Catolicismo - As doutrinas marxistas e sua aplicação concreta contribuem, de modo considerável, para a difusão do satanismo na sociedade contemporânea?

Pe. Amorth - Sim. Tenhamos presente que assim como o demônio pode  possuir uma pessoa, pode igualmente possuir uma classe de pessoas,  pode assumir o governo de uma nação.

Exemplifico. Estou convicto de que Hitler, Stalin, eram possuídos pelo demônio e que o nazismo - em massa - era possuído pelo Maligno. Auschwitz, Dachau: não podem ser explicadas as atrocidades cometidas nesses lugares sem se cogitar numa perfídia verdadeiramente diabólica. E não há nenhuma dúvida de que o demônio influiu muitíssimo no mundo cultural. O demônio quer distanciar o homem de Deus.

Por outro lado, tivemos pela primeira vez na História um fenômeno profetizado em Fátima - 1917, 13 de julho -, a aparição mais importante de Nossa Senhora em Fátima, aquela na qual encontram-se os segredos e em que Nossa Senhora fez ver o inferno. Nessa ocasião, entre outras coisas, profetizou: “Se não obedecerem minhas palavras, a Rússia espalhará seus erros pelo mundo”. Nunca aconteceu que o povo tivesse sido instruído para o ateísmo. Em Moscou, entretanto, existia uma Universidade do ateísmo, na qual se formavam os participantes do Partido e se ensinava como atuar para destruir a religião em uma nação religiosa. Jamais, no passado da humanidade, ensinou-se o ateísmo. Foi uma novidade de nosso século, devido ao comunismo que espalhou o ateísmo por todo o mundo.

Catolicismo  - A falta de fé seria a principal e mais profunda causa do aumento do poder satânico no mundo atual? 

Pe. Amorth - Sempre. É matemático. Examinando toda a história do Antigo Testamento, a história de Israel, quando esta abandona Deus, entrega-se à idolatria. É matemático, quando se abandona a Fé, entregamo-nos à superstição. Isto aplica-se, em nossos dias, a todos nós do mundo ocidental.

Tomem as velhas nações da Cristandade medieval. A católica Itália, a França, a Espanha, a Áustria, a Irlanda, que uma vez foram nações cujo catolicismo era forte. Agora o catolicismo tornou-se fraquíssimo. Na Itália, de 12 a 14 milhões de italianos freqüentam atualmente sessões de bruxaria e cartomantes. Há no país aproximadamente 65.000 bruxos e cartomantes, muito mais que o número de sacerdotes.

Existem também na Itália de 600 a 700 seitas satânicas. E 37% da juventude italiana participaram algumas vezes de sessões espíritas, acreditando ser um mero jogo...

Um movimento dirigido por um sacerdoteensina aos pais como falar com seus filhos falecidos... Isto é espiritismo puro. Em outros tempos o espiritismo exercia-se através de um médium em estado de transe, e o médium evocava a pessoa.

O espiritismo consiste em evocar um defunto para interrogá-lo e obter dele respostas. Agora não é mais necessária a presença do médium, pois pratica-se o espiritismo através do gravador, do televisor e da Internet... Os dois meios mais usados são gravadores e escritura automática. A página mais lida dos jornais é o horóscopo... e os quotidianos não são comprados pelos analfabetos. São os industriais, os políticos, que não tomam decisões sem antes ouvir um bruxo. Ou seja, sempre que diminui a Fé, aumenta a superstição.

Por exemplo, faz-se um referendum na Itália para a defesa da família, vence o divórcio; faz-se um referendum em defesa da vida, vence o aborto. E isto na católica Itália... Não nos espantemos, Satanás é poderoso. Nosso Senhor o chama por duas vezes “Príncipe deste Mundo”.  São Paulo o chama “Deus deste mundo”. São João diz: “Todo mundo jaz sob o poder do Maligno”. E quando o demônio tenta Nosso Senhor, leva-O ao alto do monte, fá-Lo ver os reinos da Terra, e diz: “São meus, e os dou a quem quero e se tu te ajoelhares diante de mim...” . Jesus não lhe responde: “Tu és um mentiroso, todos os reinos são de meu Pai. É Ele quem dá a quem quiser”. Não, não. A Escritura diz: “Tu ajoelhar-te-ás somente ante teu Deus”. Nosso Senhor não contradiz o demônio.

Hoje tantos ajoelham-se diante de Satanás para obter sucesso, prazer, riquezas - as três grandes paixões do homem! E o demônio oferece o sucesso, o prazer, a riqueza, mas sempre unidos a terríveis sofrimentos.  Vemos o sucesso, vemos o dinheiro. Imaginamos que aquela pessoa é feliz. Não é verdade, pois o demônio só pode praticar o mal. Por conseguinte, as pessoas que se entregam ao demônio têm o inferno nesta vida e na outra. Aqui um inferno dourado, mascarado de sucesso, e depois... o fogo eterno!

Catolicismo -  Qual a influência do chamado progressismo católico nessa decadência da virtude teologal da fé?

Pe. Amorth - Hoje, infelizmente, existem teólogos e exegetas que negam até mesmo os exorcismos de Nosso Senhor. No meu último livro - Exorcismos e Psiquiatras - dedico um  capítulo aos exorcistas franceses; apenas cinco de um total de 105 crêem e fazem exorcismos, os outros... não crêem neles. Em um de seus congressos, convidaram para falar exegetas que negam os exorcismos de Nosso Senhor. Afirmam eles tratar-se de uma linguagem apenas cultural e que o Redentor adaptava-se à mentalidade da época, mas que, na verdade, aquelas pessoas eram apenas loucas e não possessas.

Essas prédicas de exegetas influíram nos espíritos dos Bispos, dos padres etc.

Catolicismo - Quais as razões que levam Bispos católicos a se desinteressarem inteiramente da temática demônio, abandonando assim os fiéis à ação preternatural, crescente nos dias atuais?

Pe. Amorth - Não há razão para se impressionar com minha resposta. No Evangelho, Nosso Senhor diz: “O demônio é fortíssimo”. Isto está muito claro. É fortíssimo e conseguiu, com sua habilidade, fazer-nos crer que [ele] não existe, coisa que mais lhe agrada. Porque pôde realizar isso nestes séculos - pois já faz três séculos que faltam exorcistas. E isso explica meu combate aos Bispos, aos padres que não crêem na ação do demônio. Eu os critico fortemente.

Julgo que 90% dos padres e dos Bispos não crêem na ação extraordinária do demônio. Talvez existam alguns! TALVEZ, TALVEZ. No Concílio Vaticano II, alguns Bispos já afirmavam que não existia!...  Durante o Concílio, hein! Diante da Assembléia Conciliar! Repito: tenho por certo que 90% dos Bispos e sacerdotes não crêem na ação extraordinária do demônio.

Razão pela qual há três séculos, na Igreja latina, verifica-se uma escassez espantosa de exorcistas. Na Alemanha, nenhum! Na Áustria, nenhum! Na Suíça, nenhum! Na Espanha, nenhum! Em Portugal, nenhum! Quando eu digo “nenhum”, não estou afirmando que não existam um, dois, mas de tal maneira não são encontrados, que os considero como inexistentes.

Em uma cidade européia, importante centro de peregrinação, temos uma livraria Paulina.  Quando lá estive, dei-me conta, através de um livreiro amigo, que dispunham de meu livro na livraria, mas escondido. “Os Bispos disseram-nos para tê-lo escondido, e não expô-lo! De não expô-lo!”

Por outro lado, há muitos Bispos que não nomearam exorcistas. Um Prelado famoso - o Cardeal Todini, que foi Arcebispo de Ravena -, numa transmissão televisiva jactou-se de nunca ter nomeado exorcistas! Esta, infelizmente, é a situação na qual nos encontramos.

Catolicismo - V. Revma. baseia-se em alguma escola espiritual, em algum Santo, para tomar uma posição tão louvável quanto destemida?

Pe. Amorth - Eu procuro seguir a linha iniciada por um santo espanhol, o Beato Francisco Palau, carmelitano, que já em 1870 veio a Roma falar sobre o exorcismo com o Papa Pio IX. Voltou depois a Roma durante as sessões do Concílio Vaticano I, para que se tratasse da necessidade de exorcistas. Com a interrupção daquele Concílio em razão da tomada de Roma, o assunto sequer foi levantado.

Catolicismo - Pe. Amorth, que conselho V. Revma. poderia dar-nos  e a  nossos caros leitores para nos precavermos contra eventuais malefícios (macumbas, por exemplo) que se queiram fazer para nos prejudicar?

Pe. Amorth - O conselho número um consiste em ter fé. Depois, viver na graça de Deus. Se se vive em estado de graça,  está-se protegido, é mais difícil que a macumba nos atinja. Porém, se se é realmente atingido, é necessário recorrer-se aos exorcismos, a muitas orações, a muitos sacramentos e, com a graça de Deus, se é libertado. Mas pode ser que Deus permita que se continue no estado de possessão, para o bem espiritual da própria pessoa. Assim, São João Crisóstomo afirma que o demônio, malgrado ele próprio, é o grande santificador das almas…

 

publicado por portucalia às 16:33

Fevereiro 06 2012

O diálogo que editarei logo a seguir entre o judeu Kissinger e Mao é dos mais interessantes que encontrei no " Sobre a China".  Faço questão de citar o "judeu" Kissinger porque para mim ele é um exemplo, dentre os muitos  judeus, que se sobressaíram pela  inteligência, lucidez e pelo próprio esforço.  Emigrante da Alemanhã ele conquistou uma bolsa da Fulbright e entrou em Harvard, a mais famossa universidade americana.  Há que elogiar também o presidente Nixon que foi buscar este professor para  assessorá-lo nas relações internacionais.    E aqui, no Brasil ?  Quem o sr. Lula ou a sra Dilma Roussef convida para ajudá-los na arte de governar ?  Com a sra. Roussef todos os  7 que ela já demitiu não tinham boa   FOLHA CORRIDA na Polícia.  Triste este meu país.  Não somos sérios, como disse De Gaulle.  Felizmente eu acho que minha origem portuguesa- eu sou um dos Almeidas por quem o Tejo chora -

 é de se orgulhar e que meus irmãos são corretos e honestos.  Deliciemo-nos, contudo, com o diálogo dos dois e o silêncio de DEUS. 

O Presidente Ford estava em visita à China e Mao dirigiu-se a ele nos seguintes termos :

 

MAO -  Seu Secretário de Estado andou interferindo em meus assuntos internos.

FORD -  Fale-me a respeito. 

MAO -    Ele não deixa que eu parta e me encontre com Deus.  Diz até mesmo para eu desobedecer à ordem que Deus me deu.  Deus me enviou um convite, mas ele ( Kissinger) diz :  não vá. 

KISSINGER :  Seria uma combinação poderosa demais se ele fosse para lá. 

MAO :  Ele ( Kissinger) é um ateu.  Ele se opõe a Deus.  E também está estragando minha relação com Deus.  É um homem muito feroz e não me resta outra coisa a não ser obedecer às suas ordes.   (pag. 309) 

 

 

publicado por portucalia às 12:46

Fevereiro 06 2012

Max Weber estabeleceu na sua obra sobre as FORMAS DE PODER.  O que ele nunca poderia teorizar é que o CRIME ORGANIZADO chegaria ser uma FORMA de poder que  compete com o poder militar, o poder religioso - das Igrejas - e até do poder financeiro.  O jjornal "Boston Globe" estimou que no ano de 1992  do século passado o  crime organizado movimentava nada menos de  200 bilhões de dólares.  No Brasil, e, sobretudo no Rio de Janeiro os criminosos que controlam o tráfico e que dominam os morros ditam onde a polícia pode ir ou não.  Devido a proximidade da Copa do Mundo o Governo do Estado do Rio de Janeiro fez uma operação de ocupação do morro da "Rocinha" e do "Alemão".  São medidas paliativas e como se diz " para inglês ver. "  Os traficantes continuam vendendo as drogas e envolvem até policiais na distribuição das mesmas.  

O Código Penal Brasileiro, com mais de quarenta anos de estrada, seria melhor aplicado para os delitos de “raparigas em flor”, como diria Marcel Proust e não para os criminosos da atualidade, pois para estes, o crime compensa e se tornou uma vantajosa profissão.

Quem sabe quando os integrantes dos poderes legislativo, executivo e judiciário e seus familiares, forem diretamente atingidos pelos criminosos, eles resolvam atualizar o Código Penal.   comecem a agir?! Não sejamos ingênuos a tal ponto de acreditar que menores não  sejam usados pelo crime organizado. SIM ! Eles são usados e sabem de cor o Código dos Menores.

 Aceitar a tese dos Direitos Humanos de que menores e adultos são vítimas da sociedade é viver um grande romantismo aceitável por Rousseau, mas completamente anacrônico para os dias atuais. Afirmar que dezesseis anos de idade deve ser considerado menor de idade, é o mesmo que aceitar que elefantes podem voar.  O mais lamentável neste quadro é que os governos não constroem presídios que possam recuperar o condenado.  Vejo como modelar o sistema de presídios que existem  amgluns países onde o preso trabalha e vende o produto do seu traalho e faz uma poiupança que usará quando concluir sua pena. Enquanto a classe política não aceitar que o Código Penal precisa ser  modernizado e que novos presídios precisam ser construídos com oficinas para o detento trabalhar o quando continuará o mesmo.  O Brasil, com metade da população dos Estados Unidos, tem um índice de criminalidade superior àquele país.  

publicado por portucalia às 12:19

Fevereiro 05 2012
Há mais ou menos dois anos, eu e minha esposa entramos numa “pet shop” e resolvemos olhar uma gaiola onde estavam vários filhotes de cães de diferentes raças. Logo nos chamou atenção um pequeno poodle que correspondeu aos nossos olhares e que lambeu nossas mãos.  A olhar fixamente para nós ele parecia dizer: “Por favor, tirem-me daqui.” Foi amor à primeira vista. Nós, que não pretendíamos ter de novo um cão, pois a “Xuxa”, uma cadela Cocker Spaniel fora atropelada por um motoqueiro, resolvemos levar aquele filhote para nossa casa.

Parecia uma bola de neve, e logo que chegou ao seu novo lar começou a explorar, cheirando aqui e ali.  Qual seria o seu nome?  Isto não foi problema para minha mulher. Ela, mineira de quatro costados, sentenciou: “O nome dele vai ser UAI”. Foi desta forma que o UAI entrou em nossas vidas como, tenho certeza, outros cães entraram na vida de muitos dos meus leitores. O UAI é um grande companheiro e eu diria que entende tudo aquilo que com ele falamos.  O seu dia tem alguns momentos que são especiais.  Como um cão bem educado ele não faz suas necessidades dentro de casa.  De manhã, logo que levantamos, ele, que dorme numa área coberta, bate na porta de vidro como que dizendo “Está na hora de você me levar lá fora.” Mas ele é paciente.  Espera que eu tome meu café, troque minha roupa, calce o tênis, para fazer o seu passeio matinal. Acho incrível que o UAI consiga reter urina por mais de dez horas. Mas ele consegue. Depois que abro o portão ele urina no primeiro poste que encontrar. Caminha com elegância, distinção e dignidade.  De vez em quando olha para trás para ver se estou acompanhando-o. Se, por uma razão ou outra, eu paro; ele volta correndo como a me chamar. Aí então seguimos juntos.  Além do ritual costumeiro de parar frente a todo poste que encontra, o UAI parece um beija-flor, pois vai cheirando flores e folhas em busca, provavelmente, do cheiro de outro cão ou da pista que deixou no dia anterior.

Ao longo do passeio ele acorda todos os cachorros do quarteirão e que estão nas garagens ou jardins das casas.   Aprendeu logo que existem cães amigos e cães bravos.  Quando um cão rosna de maneira diferente, e eu percebo que aquele é bravo, eu lhe digo “UAI, cão bravo. Muito bravo!” Neste caso ele tem dois comportamentos que são uma grande afronta para aquele cão que não pode mordê-lo.  Primeiro, ele corre ao longo de toda a grade,indo e voltando, fazendo  com que o outro cão corra com ele.  Depois de fazer isto várias vezes o UAI perpetra sua segunda vingança. Ele urina solenemente no portão ou defeca.

Quando o cão é amigo, o comportamento é outro. Eles se aproximam, e, mesmo através da grade, eles se cheiram. Cheiram o focinho e cheiram outras partes do corpo que vocês bem sabem quais são.

Em casa ele vive me acompanhando.  Minha muUAI lher diz que é a minha sombra. Quando me vê trabalhando no computador, ele costuma chegar com um sapatinho de borracha que coloca no meu colo.  Quer brincar.  Se jogar o sapatinho pela janela ele vai correndo buscá-lo e o coloca novamente no meu colo. Mas quando não estou disposto a brincar, o UAI entende e fica, enroladinho, debaixo da mesa do computador e próximo aos meus pés.

Como a maioria dos cães ele não gosta de gatos.  Uma vizinha tem um gato preto que fazia incursões na nossa casa e que era tão atrevido que até entrava na cozinha em busca de comida.  Depois da chegada do UAI o gato se escafedeu.

Finalmente, ele aprendeu que precisa nos defender e defender seu território. Quando saímos, ele vai para a garagem e ali permanece vigilante até chegarmos.  Aprendeu a reconhecer o barulho do motor do meu carro e fica colado ao portão. Logo que o portão é aberto ele vem correndo para entrar no carro e nos saudar com grandes lambidas. O UAI veio movimentar e alegrar o nosso dia a dia, e, gratuitamente, nos dá muito amor em troca de muito pouco.

 

(*) Antonio Ribeiro de Almeida é autor de “Contos do Entardecer

 

publicado por portucalia às 17:04

Fevereiro 05 2012

 

A revista 'VEJA' , uma das mais criteriosas do Brasil, traz neste domingo longa reportagem sobre a demissão do economista Luiz F. Denucci da presidência da Casa da Moeda do Brasil.  O mesmo  estava ou está movimentando uma conta  de 25 milhões de dólares no exterior e é uma dos homens deixados pelo sr. Lula para a atual presidente Dilma Roussef.  Como sempre  os políticos fazem uma cortina de fumaça  ao dizer que o referido senhor  não estava atendendo  às exigências do seu partido, o PTB.  Isto contudo é mais um triste episódio do governo brasileiro  onde impera o fisiologismo, o loteamento de cargos e a corrupção.  Como devem saber os nossos irmãos portugueses a sra. Roussef já  demitiu mais de 6 ministros em menos de um ano de governo porque  estavam envolvidos em corrupção e negociatas.  O grande problema e que este  senhor não explica é de como amealhou 25 milhões de dólares.  

publicado por portucalia às 16:35

Fevereiro 03 2012

A leitura de "Sobre a China" de Henry Kissinger, editada aqui no Brasil pela "OBJETIVA", em 2011, deveria ser de leitura  obrgatória para todos os comunistas - se ainda existem - em Portugal e no Brasil.  É preciso que eles joguem fora os seus preconceitos porque as 572 páginas mostram muito bem como era maquiavélico o relacionamento dos dois grandes do comunismo.  O livro de Kissinger é todo ele fundamenado em notas registradas ao vivo e arquivadas no Departamento de Estado e nos seus arquivos.  A leitura nos mostra como era a diplomacia  na China desde o tempo dos imperadores e como os mandarins  exerciam  uma arte diplomática de fazer inveja aos ocidentais.  Adianto a pergunta:  Por que a China e os Estados Unidos se reaproximaram ?  A China foi sempre vitima do império russo que nos séculos passados havia "tomado" uma parte do seu território como a China, nos anos de Mao, se apossou do Tibete.  Mao temia que o Urso (Stálin) formasse uma coligação com os países vizinhos e tentasse em pleno século XX invadir de novo a China.  Mao é apresentado e diz não passar de um "professor" e seus diálogos com Kissinger - que fez a primeira viagem secreta - e com Níxon são deliciosos e filosóficos.  Ele dialogava de maneira socrática usando frases  crípticas, ironia e sempre colocando novas questões.  Não temia a agressão soviética e hoje sabemos que sua reaproximação com os Estados Undos foi feita principalmente em função desse temor.  Mao, como jogador de poker,  argumentava que  seu país  tinha 600 milhões de habitantes - hoje  a China está com 1 bilhão e 300 milhões - e se houvesse uma guerra atômica e liquidasse  a metade ainda sobrariam 300 milhões que resistiriam aos soviéticos porque se resguardariam  para o interior e  acabariam engolindo o exército russo.  Kissinger chama nossa atenção para o papel de Zhou Enlai, fiel servidor de Mao por mais de 40 anos, e o verdadeiro artífice da reaproximação.  A tal Revolução Cultural, estimulada por Mao com o seu "Livrinho Vermelho", quase que desconstruiu a China e Mao ao perceber isto chamou o Exército Revolucionário para acabar com aquela "bagunça". O filme " Balzac e a Costureirinha Chinesa " dá uma boa idéia do que foi a tal Revolução Cultural.    O que é mais surpreendente em Mao, nas suas conversas com Níxon , é ele  confessar que  que preferia lidar com os governantes da "Direita porque eram mais confiáveis" e que ficava  relativamente feliz quando as pessoas da Direita  chegavam ao Poder. Para mim o capítulo mais revelador de Mao e Kissinger é  o da "retomada das relações.  "  Mao não conseguiu que Stálin devolvesse o território que a Rússia havia ocupado antes da Revolução.  Numa das visitas de Mao ao camarada Stálin para  negociações o Urso - como o chamava - o deixou uns dois dias sem contato.  Depois disto mandou um secretário  aconselhar  a Mao que desse um passeio pela  União Soviética ´para ver as realizações da Revolução.  Mao  respondeu gracejando :  "  Não vou passear. " Vim para negociar e vou ficar  por aqui fazendo as três coisas que sempre faço :  comer, dormir e cagar. "  

Finalmente, nas entrelinhas pode-se perceber que KIssinger achava  Níxon muito inteligente e sagaz, Ford intiuitivo e Carter uma lástima.  A reaproximção dos EE.UU com a China só foi concretizada  pelo presidente Regan, um direitista republicano.  Enfim, a leitura de " Sobre a China" é que nos dá uma vasta compreensão do que foram os anos 50 e 60 do século XX e porque a Guerra Atômica não foi deflagrada e que as ideologias não contam e entre as nações o qiue prevalece mesmo é o Nacionalismo.  

publicado por portucalia às 17:27

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11



27


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO