PORTUCÁLIA

Agosto 19 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Segunda-feira, dia 19 de Agosto de 2013

Segunda-feira da 20ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : S. João Eudes, presbítero, +1680 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
Papa Francisco: «O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens» 

Livro de Juízes 2,11-19.

Naqueles dias, os filhos de Israel fizeram o mal perante o Senhor e prestaram culto aos ídolos de Baal. 
Abandonaram o SENHOR, Deus de seus pais, que os tinha libertado da terra do Egipto, e foram atrás dos deuses dos povos que os rodeavam; prostraram--se diante deles e ofenderam o SENHOR. 
Abandonaram o SENHOR e adoraram Baal e os ídolos de Astarté. 
Inflamou-se a ira do SENHOR contra Israel e entregou-os nas mãos de salteadores que os espoliaram, e vendeu-os aos inimigos que os rodeavam. Eles já não foram capazes de lhes resistir. 
Para onde quer que saíssem, pesava sobre eles a mão do SENHOR como um flagelo, conforme lhes havia dito e jurado; e foi muito grande a sua angústia. 
O SENHOR suscitou, então, juízes que os libertaram dos seus espoliadores. 
Eles, porém, nem mesmo aos seus juízes deram ouvidos; prostituíram-se a deuses estranhos e prostraram-se diante deles. Depressa se desviaram dos caminhos que seus pais haviam trilhado, obedecendo aos preceitos do SENHOR, não procederam como eles. 
Quando o SENHOR lhes suscitava juízes, o SENHOR estava com aquele juiz, libertando-os da mão dos seus inimigos durante toda a vida do juiz; é que o SENHOR deixava-se comover pelos seus lamentos frente aos que os oprimiam e humilhavam. 
Mas, quando o juiz morria, eles voltavam a corromper-se, mais ainda que seus pais, seguindo deuses estranhos para os servir e adorar; não renunciavam aos seus crimes, nem à sua conduta pertinaz. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,16-22.

Naquele tempo, aproximou-se de Jesus um jovem que Lhe perguntou: «Mestre, que hei-de fazer de bom, para alcançar a vida eterna?» 
Jesus respondeu-lhe: «Porque me interrogas sobre o que é bom? Bom é um só. Mas, se queres entrar na vida eterna, cumpre os mandamentos.» 
«Quais?» perguntou ele. Retorquiu Jesus: Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 
honra teu pai e tua mãe; e ainda: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 
Disse-lhe o jovem: «Tenho cumprido tudo isto; que me falta ainda?» 
Jesus respondeu: «Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» 
Ao ouvir isto, o jovem retirou-se contristado, porque possuía muitos bens. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

Papa Francisco 
Homilia de 14/04/2013 

«O jovem retirou-se contristado porque possuía muitos bens»


Adoramos o Senhor? Voltamo-nos para Deus apenas para pedir, para agradecer ou também nos voltamos para Ele para O adorar? Que significa então adorar a Deus? Significa aprender a estar com Ele, a parar para dialogar com Ele, sentindo que a sua presença é a mais verdadeira, a melhor, a mais importante de todas. Todos nós, na nossa própria vida, de maneira inconsciente e talvez por vezes sem nos darmos conta, temos uma ordem bem precisa das coisas que consideramos mais ou menos importantes. Adorar o Senhor significa dar-Lhe o lugar que Ele deve ocupar; adorar o Senhor significa afirmar, crer, não somente por palavras, que apenas Ele guia verdadeiramente a nossa vida; adorar o Senhor significa que perante Ele estamos convictos de que Ele é o único Deus, o Deus da nossa vida, o Deus da nossa história. 


Isto tem uma consequência na nossa vida: despojar-nos de tantos pequenos ou grandes ídolos que temos e nos quais nos refugiamos, nos quais procuramos, e muitas vezes colocamos, a nossa segurança. São ídolos que frequentemente temos bem escondidos; podem ser a ambição, o carreirismo, o gosto pelo sucesso, o facto de nos colocarmos no centro, a tendência para dominar os outros, a pretensão de sermos os únicos senhores da nossa vida, quaisquer pecados aos quais estamos agarrados, e muitos outros. Gostaria que hoje uma pergunta ressoe no coração de cada um de nós e que respondamos com sinceridade: pensei nesse ídolo oculto que tenho na minha vida e que me impede de adorar o Senhor? Adorar é despojarmo-nos dos nossos ídolos, mesmo os mais bem escondidos, e escolher o Senhor como o centro, como a estrada real da nossa vida.




publicado por portucalia às 19:18

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15

18
23

25
27
28
30


pesquisar
 
blogs SAPO