PORTUCÁLIA

Agosto 17 2013

EVANGELHO QUOTIDIANO

"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68


Sabado, dia 17 de Agosto de 2013

Sábado da 19ª semana do Tempo Comum


Santo do dia : Santa Beatriz da Silva, religiosa, +1490S. Jacinto, presbítero, apóstolo da Polónia, +1257 

Ver comentário em baixo, ou carregando aqui 
São Máximo de Turim : «Deixai as crianças e não as impeçais de vir ter comigo, pois delas é o Reino do Céu» 

Livro de Josué 24,14-29.

Naqueles dias, Josué falou ao povo, dizendo:«Temei, portanto, o Senhor, e servi-O com toda a rectidão e verdade. Afastai esses deuses a quem os vossos pais serviram do outro lado do rio e no Egipto, e servi o Senhor. 
E se vos desagrada servi-lo, então escolhei hoje aquele a quem quereis servir: os deuses a quem vossos pais serviram, do outro lado do rio, ou os deuses dos amorreus cuja terra ocupastes, porque eu e a minha casa serviremos o SENHOR.» 
O povo respondeu, dizendo: «Longe de nós abandonarmos o SENHOR para servir outros deuses! 
Pois o SENHOR nosso Deus é que nos tirou, juntamente com nossos pais, da terra do Egipto, da casa da escravidão, e realizou aqueles maravilhosos prodígios aos nossos olhos; Ele guardou-nos ao longo de todo o caminho que tivemos de percorrer, e entre todos os povos pelos quais passámos. 
O SENHOR expulsou diante de nós todas as nações e os amorreus que habitavam na terra: também nós serviremos o SENHOR, porque Ele é o nosso Deus.» 
Josué disse, então, ao povo: «Vós não sereis capazes de servir o SENHOR, porque Ele é um Deus santo, um Deus zeloso que não perdoará as vossas transgressões nem os vossos pecados. 
Quando abandonardes o SENHOR para servir a deuses estranhos, Ele voltar-se-á contra vós e far-vos-á mal; há-de destruir-vos, após ter-vos feito bem.» 
O povo respondeu: «Não. É ao SENHOR que queremos servir.» 
Josué disse-lhes então: «Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes o SENHOR para o servir.» E eles responderam: «Somos testemunhas!» 
«Tirai, pois, os deuses estranhos que estão no meio de vós, e inclinai os vossos corações para o SENHOR, Deus de Israel.» 
O povo respondeu a Josué: «Nós serviremos o SENHOR nosso Deus, e obedeceremos à sua voz.» 
Naquele dia, Josué fez uma aliança com o povo e deu-lhe, em Siquém, leis e prescrições. 
Josué escreveu estas palavras no livro da Lei de Deus e, tomando uma grande pedra, erigiu-a ali como um monumento, sob o carvalho que se encontrava no santuário do SENHOR. 
Disse a todo o povo: «Esta pedra servirá de testemunho entre nós, pois ela ouviu todas as palavras que o SENHOR nos disse; ela servirá de testemunho contra vós, para que não renegueis o vosso Deus.» 
Então Josué despediu o povo, indo cada um para a sua herança. 
Depois disto, Josué, filho de Nun, servo do SENHOR, morreu com a idade de cento e dez anos. 


Evangelho segundo S. Mateus 19,13-15.

Naquele tempo, apresentaram umas crianças a Jesus, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos afastavam-nas. 
Jesus disse-lhes: «Deixai as crianças e não as impeçais de vir ter comigo, pois delas é o Reino do Céu.» 
E, depois de lhes ter imposto as mãos, prosseguiu o seu caminho. 



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org 



Comentário do dia: 

São Máximo de Turim (?-c. 420), bispo 
Homilia 58, para a Páscoa; PL 57, 363 

«Deixai as crianças e não as impeçais de vir ter comigo, pois delas é o Reino do Céu»


Irmãos, como é grande e admirável o dom que o Senhor nos dá! Neste dia de Páscoa, dia da Salvação, o Senhor ressuscitou e dá a Ressurreição ao mundo inteiro. [...] Nós somos o seu Corpo (1Cor 12,27) [...] e, como seus membros, ressuscitamos com Ele, [...] que nos faz passar da morte à vida. «Páscoa» em hebraico quer dizer passagem [...], e que passagem! Do pecado à justiça, do vício à virtude, da velhice à infância. [...] Ontem, a queda no pecado mostrava-nos o caminho do declínio, mas a Ressurreição de Cristo faz-nos reviver na inocência dos recém-nascidos. 


A simplicidade cristã faz sua a infância. A infância não tem rancor, não conhece o engano, não procura a ofensa. Do mesmo modo, a criança em que o cristão se transformou já não se enfurece se é insultada, não se defende se é espoliada, não riposta se é atacada. O próprio Senhor lhe exige que reze pelos seus inimigos, que deixe a túnica e o manto aos ladrões, e que dê a outra face àqueles que lhe batem (Mt 5,39). A infância de Cristo sobrepõe-se assim à dos homens. [...] 


O Senhor diz aos seus Apóstolos, já entrados na madurez e na idade adulta: «Se não voltardes a ser como as criancinhas, não podereis entrar no Reino do Céu» (Mt 18,3). Desse modo, remete-os para o início da sua existência, incitando-os a reencontrar a infância e permitindo assim que esses homens a quem começavam já a faltar as forças renasçam na inocência do coração.

publicado por portucalia às 15:31

PORTUCÁLIA é um blog que demonstra para os nossos irmãos portugueses como o governo brasileiro é corrupto. Não se iludam com o sr. Lula.Textos literários e até poesia serão buscados em vários autores.
mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15

18
23

25
27
28
30


pesquisar
 
blogs SAPO